Quatro ministros e 50 deputados. Boris enfrenta debandada no Governo e no partido

Will Oliver / EPA

As negociações entre o Reino Unido e a União Europeia para o Brexit atravessam mais um impasse. Face a isto, Boris Johnson enfrenta uma debandada no Governo e no partido, com quatro ministros e 50 deputados na porta de saída.

O governo britânico está a preparar-se para uma rutura das negociações com a União Europeia relativamente ao Brexit após um telefonema com a chanceler alemã, Angela Merkel, adiantou uma fonte do governo à BBC.

Merkel terá dito que a UE só vai aceitar um acordo que mantenha a Irlanda do Norte na união aduaneira europeia, o que contraria o plano do primeiro-ministro, Boris Johnson, para resolver o impasse do Brexit.

Sem manter a província britânica alinhada com o mercado único europeu para evitar uma fronteira física na ilha da Irlanda, “ela disse que um acordo é altamente improvável“, adiantou outra fonte do governo à Sky News.

Com o receio de que Boris Johnson esteja a conduzir o Reino Unido para um Brexit sem acordo, membros do Governo e do seu partido já estarão preparados para abandonar o barco. De acordo com o The Times, a ministra da Cultura, Nicky Morgan, o ministro para a Irlanda do Norte, Julian Smith, o ministro da Justiça, Robert Buckland, o ministro da Saúde, Matt Hancock, e o procurador-geral, Geoffrey Cox, estarão de saída.

Além disso, segundo o Expresso, cerca de 50 deputados poderão renunciar caso não haja acordo para a saída do Reino Unido da União Europeia.

Keir Starmer, ministro-sombra do partido trabalhista para o Brexit, acusou Johnson, dizendo que este “nunca assumirá a responsabilidade pelo seu próprio fracasso”. Segundo o jornal Público, fez ainda o apelo para que o Parlamento britânico não permita uma “saída desordenada da UE”.

“O Executivo definirá a estratégia, não funcionários não eleitos. Se esta é uma tentativa para fazer isso, falhará”, destacou um ministro britânico sobre o regresso de um Governo direto na Irlanda do Norte.

O governo britânico propôs na semana passada a criação de uma zona regulatória comum entre a Irlanda do Norte e a vizinha Irlanda para facilitar a circulação de bens agroalimentares e industriais.

Porém, o plano pressupõe que a Irlanda do Norte sai da união aduaneira europeia e fique a fazer parte de uma união aduaneira britânica quando o Reino Unido sair da UE, após o período de transição, no final de 2020.

O alinhamento com as regras do mercado comum na Irlanda do Norte teria de ser autorizado pelas autoridades autónomas da província britânica todos os quatro anos.

Através do Twitter, o presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk, mostrou-se frustrado com a falta de progresso nas negociações.

“Boris, aquilo que está em causa não é ganhar este estúpido jogo de passa culpas. Em causa está o futuro da Europa e do Reino Unido bem como a garantia dos interesses dos nossos povos. Não quer um acordo, não quer uma extensão, não quer revogar, quo vadis?”, escreveu.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

8 COMENTÁRIOS

  1. Este tipo quer sair sem acordo.
    Claro que a “multa” è muito mais salgada, mas como é que a UE a vai cobrar? Vai “mandar o cobrador bater à porta”????
    Entretanto os ‘bifes’ ainda vão ficar com a “a faca e o queijo” dos cidadãos europeus actualmente residentes no Reino Unido, que poderam expulsar quando e como quiserem – e, como tal, serà a “bomba atómica” com que vão levar a àgua ao próprio moínho.
    Não esqueçamos que em tempos idos, quando a rádio era o meio de comunicação fundamental, era frequente eles dizerem por piada (ou talvez nem tanto): <>

  2. A ESTRONDOSA, falta de sério que o Governo Inglês e a UE, em termos de decisões Politicas demonstram; é de perder paciência. Os Ingleses são um fenómeno em tudo, desde a prepotência intelectual, a arrogância e mania de querer ser diferente em tudo. Talvez seja um síndrome de doença insular !!!

  3. Meu caro Ah!, não sei se será bem assim… E os muitos residentes britânicos no continente. E tudo o resto? As fronteiras, as exportações, a city…

Pastor presbiteriano é o novo (e quarto) ministro da Educação de Bolsonaro

O Presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, nomeou esta sexta-feira o professor e pastor presbiteriano Milton Ribeiro para ministro da Educação, sucedendo no cargo a Carlos Decotelli, que se demitiu antes de tomar posse. É o quarto ministro …

Pedro Nuno Santos e Medina vão esperar sentados pelo lugar de Costa (mas o ministro já mexe os cordelinhos)

Há dois nomes que começam a ganhar força como possíveis sucessores de António Costa na liderança do PS - Pedro Nuno Santos e Fernando Medina. Mas ainda vão ter que esperar "bastante" por isso, prevê …

PJ fez novas buscas por Maddie em três poços no Algarve

A Polícia Judiciária (PJ) procurou o corpo de Madeleine McCann em três poços de água localizados em zonas rurais do concelho de Vila do Bispo, no Algarve. A informação é avançada este sábado pelo Correia da …

Berardo abre museu em Estremoz com fundos da União Europeia

O semanário Expresso avança na sua edição deste sábado que Joe Berardo instalou um museu em Estremoz, no distrito de Évora, financiado, na sua grande maioria, com fundos da União Europeia (UE). De acordo com o …

Há três dias que os casos aumentam em Itália. Espanha endurece medidas

Os casos de novas infeções com o novo coronavírus aumentaram pelo terceiro dia consecutivo, em Itália, onde nas últimas 24 horas se registaram mais 276 contaminações, comparando com 229, 193 e 138, nos dias anteriores. O …

MP investiga juiz acusado de pagar por sexo enquanto ouvia menores abusados (ele alega que o querem tramar)

O Ministério Público (MP) instaurou um inquérito à denúncia feita, no Parlamento, pela dona de uma casa de prostituição que revelou que um juiz pedia para lhe fazerem sexo oral enquanto via vídeos dos menores …

Câmara de Sintra admite 700 casos confirmados que ainda não foram contactados

O presidente da Câmara Municipal de Sintra, Basílio Horta, admitiu que existem cerca de 700 casos positivos de covid-19 no concelho que, apesar de identificados, não foi ainda possível contactar. Em entrevista ao jornal Público …

Jesus quer regressar ao Benfica. Acordo deve ficar fechado nas próximas horas

O futuro de Jorge Jesus continua a fazer correr muita tinta. Em Portugal, diz-se que o treinador tem um acordo quase fechado para regressar ao Benfica, enquanto que no Brasil há garantias de que ficará …

Erdogan anuncia que Santa Sofia volta a ser uma mesquita. UNESCO lamenta profundamente

O Presidente turco anunciou que as primeiras orações coletivas muçulmanas serão realizadas em 24 de julho em Santa Sofia, convertida em mesquita, acrescentando que o edifício permanecerá aberto a visitantes de todos os credos. "Vamos fazer …

PSD tem um substituto para o modelo Infarmed: reuniões no Parlamento transmitidas na televisão

O PSD considera que o "modelo Infarmed" já deu o que tinha a dar e, por isso, propõe substituí-lo por encontros públicos. O Expresso teve acesso a um projeto de resolução do PSD, entregue esta sexta-feira, …