Quatro ministros e 50 deputados. Boris enfrenta debandada no Governo e no partido

Will Oliver / EPA

As negociações entre o Reino Unido e a União Europeia para o Brexit atravessam mais um impasse. Face a isto, Boris Johnson enfrenta uma debandada no Governo e no partido, com quatro ministros e 50 deputados na porta de saída.

O governo britânico está a preparar-se para uma rutura das negociações com a União Europeia relativamente ao Brexit após um telefonema com a chanceler alemã, Angela Merkel, adiantou uma fonte do governo à BBC.

Merkel terá dito que a UE só vai aceitar um acordo que mantenha a Irlanda do Norte na união aduaneira europeia, o que contraria o plano do primeiro-ministro, Boris Johnson, para resolver o impasse do Brexit.

Sem manter a província britânica alinhada com o mercado único europeu para evitar uma fronteira física na ilha da Irlanda, “ela disse que um acordo é altamente improvável“, adiantou outra fonte do governo à Sky News.

Com o receio de que Boris Johnson esteja a conduzir o Reino Unido para um Brexit sem acordo, membros do Governo e do seu partido já estarão preparados para abandonar o barco. De acordo com o The Times, a ministra da Cultura, Nicky Morgan, o ministro para a Irlanda do Norte, Julian Smith, o ministro da Justiça, Robert Buckland, o ministro da Saúde, Matt Hancock, e o procurador-geral, Geoffrey Cox, estarão de saída.

Além disso, segundo o Expresso, cerca de 50 deputados poderão renunciar caso não haja acordo para a saída do Reino Unido da União Europeia.

Keir Starmer, ministro-sombra do partido trabalhista para o Brexit, acusou Johnson, dizendo que este “nunca assumirá a responsabilidade pelo seu próprio fracasso”. Segundo o jornal Público, fez ainda o apelo para que o Parlamento britânico não permita uma “saída desordenada da UE”.

“O Executivo definirá a estratégia, não funcionários não eleitos. Se esta é uma tentativa para fazer isso, falhará”, destacou um ministro britânico sobre o regresso de um Governo direto na Irlanda do Norte.

O governo britânico propôs na semana passada a criação de uma zona regulatória comum entre a Irlanda do Norte e a vizinha Irlanda para facilitar a circulação de bens agroalimentares e industriais.

Porém, o plano pressupõe que a Irlanda do Norte sai da união aduaneira europeia e fique a fazer parte de uma união aduaneira britânica quando o Reino Unido sair da UE, após o período de transição, no final de 2020.

O alinhamento com as regras do mercado comum na Irlanda do Norte teria de ser autorizado pelas autoridades autónomas da província britânica todos os quatro anos.

Através do Twitter, o presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk, mostrou-se frustrado com a falta de progresso nas negociações.

“Boris, aquilo que está em causa não é ganhar este estúpido jogo de passa culpas. Em causa está o futuro da Europa e do Reino Unido bem como a garantia dos interesses dos nossos povos. Não quer um acordo, não quer uma extensão, não quer revogar, quo vadis?”, escreveu.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

8 COMENTÁRIOS

  1. Este tipo quer sair sem acordo.
    Claro que a “multa” è muito mais salgada, mas como é que a UE a vai cobrar? Vai “mandar o cobrador bater à porta”????
    Entretanto os ‘bifes’ ainda vão ficar com a “a faca e o queijo” dos cidadãos europeus actualmente residentes no Reino Unido, que poderam expulsar quando e como quiserem – e, como tal, serà a “bomba atómica” com que vão levar a àgua ao próprio moínho.
    Não esqueçamos que em tempos idos, quando a rádio era o meio de comunicação fundamental, era frequente eles dizerem por piada (ou talvez nem tanto): <>

  2. A ESTRONDOSA, falta de sério que o Governo Inglês e a UE, em termos de decisões Politicas demonstram; é de perder paciência. Os Ingleses são um fenómeno em tudo, desde a prepotência intelectual, a arrogância e mania de querer ser diferente em tudo. Talvez seja um síndrome de doença insular !!!

  3. Meu caro Ah!, não sei se será bem assim… E os muitos residentes britânicos no continente. E tudo o resto? As fronteiras, as exportações, a city…

Responder a ah Cancelar resposta

"Evento raro". Nasceu uma baleia-branca no maior aquário do mundo (e o momento foi gravado)

Whisper, uma baleia-branca de 20 anos, deu à luz uma cria saudável em 17 de maio após uma gravidez de 15 meses, marcando a chegada do mais novo cetáceo do Georgia Aquarium, numa altura em …

Telemóveis são uma ferramenta poderosa contra a desigualdade de género em África

Ao dar às mulheres acesso a informação que, de outra forma, era quase impossível de obter, os telemóveis estão a salvar e a transformar vidas. De acordo com o site IFLScience, o estudo responsável por esta …

Desde março, morreram mais de 100 elefantes no Botsuana. Ninguém sabe porquê

As autoridades do Botsuana estão a investigar a morte de 110 elefantes na região do Delta do Okavango desde março, anunciou esta semana o Ministério do Meio Ambiente, Conservação de Recursos Naturais e Turismo daquele …

Um robô aprendeu a fazer uma omelete. E ficou melhor do que o esperado

Uma equipa de engenheiros da Universidade de Cambridge, no Reino Unido, treinou um robô a preparar uma omelete. Para os investigadores, avaliar se um robô cozinhou uma refeição com sucesso é uma fonte interessante de …

Covid-19 já matou mais no Reino Unido do que os bombardeamentos alemães da II Guerra

A pandemia de covid-19 já matou mais pessoas no Reino Unido do que os bombardeamentos alemães durante a II Guerra Mundial. O novo coronavírus oriundo da China já matou cerca de 50.000 pessoas em território …

Estudo mostra que os cães querem mesmo resgatar os seus donos do perigo

Um novo estudo mostra que os nossos amigos de quatro patas querem realmente salvar-nos em momentos de aflição, mas desde que saibam como o fazer. De acordo com o site Science Alert, os investigadores reuniram 60 cães …

Derek Chauvin foi detido, mas os precedentes mostram que o polícia pode sair impune

Derek Chauvin, o polícia responsável pela morte de George Floyd, foi detido e aguarda a sua primeira audiência. No entanto, há precedentes que sugerem que o agente pode sair impune. Derek Chauvin tem a sua primeira …

Cientistas encontram dois fragmentos do meteorito de Barcelona

Cientistas espanhóis encontraram dois pequenos fragmentos do chamado meteorito de Barcelona, que caiu, há mais de 300 anos, no dia de Natal. No dia 25 de dezembro de 1704, um meteorito rasgou os céus e caiu …

"Pressionaram-me para o denunciar". Higuita recorda amizade com Escobar

A relação de amizade entre René Higuita e Pablo Escobar levou a que o ex-futebolista fosse seguido pelas autoridades. A polícia chegou a pressioná-lo para denunciar Escobar. O antigo internacional colombiano René Higuita é provavelmente uma …

George Floyd. Portugal junta-se às manifestações mundiais contra o racismo

Cinco cidades portuguesas juntam-se hoje à campanha de solidariedade mundial contra o racismo, associando-se à luta pela dignidade humana na sequência da morte, a 25 de maio, do afro-americano George Floyd, sob custódia da polícia …