Divulgada foto do “discreto” bombista de Manchester

A polícia britânica prendeu esta manhã três pessoas suspeitas de terem ligações ao atentado de segunda-feira, na Arena de Manchester, no fim do concerto da cantora Ariana Grande. Entretanto, já foi revelada uma fotografia do autor do ataque, um britânico de origem líbia de 22 anos.

Segundo a AFP, as autoridades britânicas anunciaram esta manhã a detenção de três pessoas por suspeita de ligação ao atentado que, na segunda-feira à noite, provocou a morte de 22 pessoas e fez mais de 60 feridos. Ontem, as autoridades já tinham detido um suspeito de 23 anos, que teria ligações a Salman Abedi, o jovem de 22 anos identificado como o autor do ataque.

De acordo com a imprensa britânica, o terrorista terá nascido em Manchester em 1994, filho de pais líbios fugidos ao regime de Kadhafi que se refugiaram no Reino Unido, primeiro em Londres e depois no bairro residencial periférico de Fallowfield, no sul de Manchester, nos últimos dez anos.

Salman era o terceiro de uma família de quatro filhos. Os investigadores fizeram buscas na casa do irmão do suspeito, igualmente no sul de Manchester. Os dois frequentavam a mesquita local de Didsbury, noticiou o The Guardian. O pai do suspeito é bastante conhecido na comunidade líbia de Manchester, mas encontra-se atualmente em Tripoli.

“Um jovem muito discreto”

O jovem estudava na Universidade de Salford, em Manchester, disse à agência Press Association um responsável do estabelecimento de ensino superior, Sam Grogan.

Era um jovem muito discreto, sempre muito respeitoso para comigo”, testemunhou um cidadão líbio de Manchester, citado pelo The Guardian. “O seu irmão Ismael era muito sociável, mas Salman era muito reservado”, acrescentou.

(dr)

Salman Abedi, o jovem de 22 anos identificado como o autor do atentado em Manchester

Salman Abedi, o jovem de 22 anos identificado como o autor do atentado em Manchester

Segundo o ministro do Interior francês, Salman viajou até à Síria, onde se terá radicalizado, e voltou para o Reino Unido, onde agora cometeu este ataque.

De acordo com o mesmo jornal, a polícia tem imagens do sistema de vídeovigilância que mostram o jovem a caminhar em direção à Arena de Manchester, quando se fez explodir com uma bomba, transportada num saco, que será de produção caseira.

A BBC adianta que a bomba terá sido fabricada por outra pessoa e que Salman terá sido apenas encarregue de transportar o engenho explosivo até ao auditório.

Salman era conhecido dos serviços de segurança

“É alguém que os serviços secretos conheciam”, afirmou à BBC a ministra do Interior britânica, Amber Rudd, a propósito do autor do ataque. A governante disse ainda que Salman “provavelmente não agiu sozinho” e que o ataque foi “mais sofisticado do que outros”.

A ministra disse ainda que foi “irritante” haver fugas de informação, nomeadamente nos EUA, e que já abordou a questão com os seus homólogos norte-americanos. Na terça-feira, horas antes de a polícia de Manchester divulgar a identidade do autor do atentado, “responsáveis da administração” de Trump disseram à imprensa norte-americana que o atacante tinha sido identificado pelas autoridades britânicas como Salman Abedi. “Fui muito clara com os nossos amigos, isso não deve voltar a acontecer”, disse Rudd.

Questionada sobre se a revelação de informações prejudica a investigação policial, a ministra respondeu: “Francamente sim”. “A polícia foi clara quanto a querer controlar o fluxo de informação para proteger a integridade das operações – o elemento surpresa – pelo que é irritante que a informação surja por outras fontes”, acrescentou.

Rudd negou, contudo que a fuga tenha comprometido a investigação: “Não iria tão longe, mas posso dizer que a questão ficou perfeitamente clara e que não deve repetir-se“.

Alerta máximo por ataque iminente

A primeira-ministra britânica, Theresa May, anunciou que os militares passarão a patrulhar locais-chave no Reino Unido, substituindo polícias, permitindo aumentar significativamente o número de agentes armados em patrulha.

O Reino Unido está sob “ameaça iminente” de novo atentado terrorista. O nível de alerta no país subiu de “sério”, que se mantinha há vários anos, para “crítico”. May considerou que é “uma resposta sensata e proporcional” elevar este nível de alerta.

Andy Rain / EPA

A polícia britânica está em alerta máximo

A polícia britânica está em alerta máximo

O Estado Islâmico reivindicou o ataque, mas de uma forma vaga, que abre a hipótese de se terem aproveitado das ações de um bombista solitário, que agiu de moto próprio.

Na sequência deste atentado, 64 pessoas continuam internadas, sendo que 20 estão em estado crítico. Muitas das vítimas mortais serão crianças e adolescentes.

O atentado em Manchester foi o mais mortífero desde que quatro bombistas suicidas mataram 52 pessoas que viajavam em autocarros e no metro de Londres, em 2005.

Mesquita incendiada como possível represália

A porta de um centro islâmico em Oldham, nos subúrbios de Manchester, foi incendiada horas depois do atentado suicida. Em declarações ao Daily Mail, Mohammad Saddiq, o imã responsável pelo Centro Islâmico Qasmia Zahidia, diz que “não tem ideia do porquê de alguém ter feito isto”.

“Somos um centro religioso e educativo. Trabalho aqui há três anos e nunca tinha visto nada assim”, acrescenta. O imã acredita que o ataque pode ter sido uma resposta ao atentado de segunda-feira. “O que se passou foi terrível mas esta não é a maneira de responder”, considera.

Felizmente, só a porta do edifício ficou em mau estado, porque um civil se apercebeu do incêndio e chamou de imediato os bombeiros.

ZAP ZAP // Lusa

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

RESPONDER

Comer muitas refeições takeaway pode aumentar a probabilidade de morte

Comer demasiadas vezes refeições takeaway pode afetar negativamente a saúde das pessoas. Isto porque, muitas vezes, a comida em causa é fast food. A pandemia de covid-19 veio intensificar a adoração das pessoas pelas refeições takeaway. …

Fezes de morcego ajudam a decifrar o passado da humanidade

Uma equipa de investigadores australianos usou fezes de morcego para ajudar a entender uma parte do passado dos nossos ancestrais. Para perceber melhor como é que artefactos antigos são alterados pelo sedimento em que estão enterrados …

"É como fogo". Dezenas de pessoas morreram na República Dominicana após ingestão de álcool ilegal

Depois de dezenas de pessoas morreram por intoxicação nas últimas semanas, as autoridades da República Dominicana acabaram por fechar várias lojas de bebidas alcoólicas. As lojas de bebidas clandestinas situavam-se sobretudo na capital, Santo Domingo, mas …

Eis AlphaDog, a resposta da China para o cão-robô norte-americano Spot

A empresa de tecnologia Weilan, sediada em Nanjing, na China, desenvolveu o AlphaDog, um cão-robô que usa sensores e inteligência artificial (IA) para realizar uma série de aplicações, incluindo entrega de encomendas e orientação para …

E se a vacina contra a covid-19 se chamasse Trumpcine? O "sir" sugeriu e Donald Trump gostou

No fim de semana passado, durante um encontro do Comité Nacional Republicano, o ex-Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse que alguém sugeriu que as vacinas disponíveis contra a covid-19 deveriam receber o seu nome. …

O custo da paz mundial é bastante inferior ao custo da guerra

Um recente relatório do Instituto de Economia e Paz (IEP) conclui que o custo dos países com a violência é bem superior ao custo com a paz mundial. O Instituto de Economia e Paz estima que, …

Malta vai pagar aos turistas que visitarem a ilha durante o verão

Numa altura em que pandemia não tem dado tréguas ao setor do turismo, Malta anunciou um conjunto de medidas com o objetivo de encorajar os viajantes a visitarem o país e a ficarem hospedados nos …

Pentágono confirma que filmagens de OVNI em forma de pirâmide são autênticas

Uma nova série de imagens e vídeos de OVNIs (Objetos Voadores Não Identificados) filmados pela Marinha dos Estados Unidos foi agora confirmada como autêntica pelo Pentágono. Enquanto muitas pessoas geralmente se referem a avistamentos misteriosos …

Irão vai aumentar produção de urânio enriquecido em resposta ao “terrorismo nuclear” de Israel

O Irão justificou esta quarta-feira a decisão de enriquecer urânio a 60% como resposta ao “terrorismo nuclear” e à “maldade” israelita, referindo-se ao alegado ataque contra a central de Natanz, no domingo. “A decisão de enriquecer …

Possibilidade de ser reinfetado baixa 84% para quem já teve covid-19

Um novo estudo indica que a infeção prévia por SARS-CoV-2 protege a maioria dos indivíduos contra a reinfecção durante uma média de sete meses As probabilidades de reinfeção não descem até zero, mas um novo estudo, …