BES tinha esquema para ajudar clientes a fugir ao fisco

Mário Cruz / Lusa

Ricardo Salgado, ex-presidente do BES

O Ministério Público avançou com uma acusação contra uma empresa do universo Espírito Santo, a ESGER, que terá sido usada pelo BES para ajudar os seus clientes a fugir aos impostos.

Foram acusados 19 arguidos neste caso saído do mega-processo de fraude fiscal Operação Furacão.

O jornal Público teve acesso ao documento de acusação do Ministério Público, com mais de mil páginas, e onde se imputam responsabilidades a quatro administradores da ESGER – Empresa de Serviços e Consultoria S. A. por fraudes fiscais de mais de 16 milhões de euros entre os anos de 2000 e 2008.

O BES foi o principal accionista da ESGER com 81,8% do capital da empresa; o BIC detinha 16,66%; e Ricardo Salgado, José Manuel Espírito Santo e Mário Mosqueira do Amaral possuíam cada um parcelas de 0,067%.

Apesar disto, nem Ricardo Salgado, que foi também presidente do BES, nem “o elemento da família Espírito Santo que tutelava a empresa, José Manuel Espírito Santo” foram acusados, conforme evidencia o Público.

A acusação do Ministério Público citada pelo mesmo jornal indica que os profissionais do Departamento de Private Banking do BES “aconselhavam os seus clientes a entrar em contacto com a ESGER, no sentido de ser marcada uma reunião na qual fosse encontrada uma solução de aplicação de fundos e de optimização a nível fiscal”.

Esta “optimização fiscal” significava o recurso a “sociedades de fachada” em paraísos fiscais, nomeadamente na Irlanda e no Reino Unido, para, através de compras e vendas fictícias, não pagar impostos ao Fisco Português.

O processo agora concluído envolvendo a ESGER é apenas a segunda acusação no âmbito da Operação Furacão, investigação que decorre há 11 anos.

A primeira acusação deste mega-processo concentrou-se no caso do Finibanco e saiu em 2013, envolvendo 24 pessoas e 6 empresas por crimes de fraude fiscal qualificada.

ZAP

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. A família BES no seu melhor! Ao menos estes estão em todas – submarinos, Portucale, Operação Furacão, e BES-GES. Tem mais valor um empresário que inova e exporta do que esta elite que apenas quer negócios com o estado, sem risco ou em que o risco está do lado dos contribuintes. É isto a elite do país!

  2. Um exemplo da elite financeira neo-liberal que governa o mundo. A fuga ao fisco por parte das grandes empresas / fortunas não é a exceção hoje em dia; é a regra. A delapidação dos Estados em montantes elevadissimos continua “alegremente” com a conivência de governos e instituições supra-nacionais (como a C.E.) em deterimento do bem estar dos seus cidadãos que vêm cada vêz mais reduzidas as dotações para a Saude, Educação, Apoio Social, Cultura etc e por consequência a redução dos niveis de vida e bem estar das populações.

RESPONDER

Covid-19 só explica 27,5% do acréscimo de mortalidade

As mortes por covid-19 em Portugal entre 02 de março e 18 de outubro representam apenas 27,5% do acréscimo da mortalidade registado relativamente à média dos últimos cinco anos, revelou esta sexta-feira o Instituto Nacional …

PCP desafia Governo a renacionalizar os CTT

O secretário-geral do PCP desafiou hoje o Governo a responder "à chantagem" do "grupo Champalimaud", retirar-lhe a concessão do serviço postal e renacionalizar os CTT. A proposta foi feita por Jerónimo de Sousa depois de estar …

"Covid persistente" atinge cerca de 20% dos curados (mas não recuperados)

Um novo estudo britânico indica que vários pacientes podem apresentar sintomas e sequelas durante vários meses, mesmo depois de testarem negativo. Os casos de “covid persistente” afetam maioritariamente mulheres e idosos. Há ainda muito por descobrir …

Acuña já é destaque em Espanha: "Não é bom nos 100 metros, mas..."

O ex-jogador do Sporting será uma referência para Lopetegui e já demonstrou um grande nível no jogo da Liga dos Campeões contra o Rennes. Marcos Acuña chegou a Sevilha há um mês e meio mas começa …

Portagens devem manter preços em 2021

Os preços das portagens nas autoestradas deverão voltar a manter-se em 2021, a confirmar-se a estimativa da taxa de inflação homóloga, sem habitação, de -0,18% em outubro, divulgada pelo Instituto Nacional de Estatística (INE). A fórmula …

Governo estuda novo confinamento total nas duas primeiras semanas de dezembro

O Governo está a ponderar decretar um novo confinamento total da população portuguesa nas duas primeiras semanas de dezembro. A notícia foi avançada esta sexta-feira pela TVI e, entretanto, confirmada por outros órgãos de informação. O …

Pelo menos 140 pessoas afogam-se no naufrágio mais mortal de 2020

Pelo menos 140 migrantes morreram afogados ao largo da costa senegalesa depois de a embarcação em que seguiam se ter incendiado e naufragado, avançou a Organização Internacional para as Migrações (OIM). O barco transportava 200 pessoas …

Nélson Évora terminou contrato com o Sporting

Nelson Évora, campeão olímpico do triplo salto nos Jogos Olímpicos Pequim2008, vai deixar o Sporting após o fim do contrato com o clube, no sábado, confirmou à "Lusa" fonte oficial do Sporting, esta sexta-feira. O atleta, …

Nova Zelândia aprova eutanásia. Mas rejeita legalização da marijuana

Os neozelandeses aprovaram a eutanásia voluntária, mas rejeitaram a legalização da marijuana para uso recreativo, em dois referendos realizados em 17 de outubro, anunciou esta sexta-feira a Comissão Eleitoral. Cerca de 65,2% dos neozelandeses votaram a …

Governo pondera novas medidas de apoio ao emprego e empresas

O Governo está a ponderar novas medidas de apoio ao emprego e às empresas em resposta ao agravamento da pandemia de covid-19, disse hoje o ministro de Estado, da Economia e da Transição Digital, Pedro …