BES banco mau. Novo Banco recebe 4,9 mil milhões e garante depósitos

robert.steinhoefel / Flickr

-

O Banco de Portugal anunciou este domingo um plano de capitalização do Banco Espírito Santo (BES) de 4.900 milhões de euros e a separação dos ativos tóxicos (‘bad bank’) dos restantes que ficam numa nova instituição, o Novo Banco.

O governador do Banco de Portugal, Carlos Costa, garantiu que a injeção de quase 5.000 milhões de euros no BES não penaliza as finanças públicas nem os depositantes do banco.

Na conferência de imprensa em que anunciou o plano de capitalização do BES e a separação dos ativos tóxicos num ‘bad bank’, Carlos Costa garantiu que “a medida de resolução agora decidida pelo Banco de Portugal, e em contraste com outras soluções que foram adotadas no passado, não terá qualquer custo para o erário público e nem para os contribuintes”.

O governador garantiu também que o Novo Banco vai continuar a “assegurar a atividade até aqui desenvolvida pelo BES e pelas suas filiais, em Portugal e no estrangeiro, protegendo assim os seus clientes e depositantes”, reiterando que “fica completamente e inequivocamente afastada qualquer hipótese de poder haver perdas para os depositantes”.

O recentemente empossado Vítor Bento, que transita da presidência do BES para a do Novo Banco, garantiu que estão afastadas as “incertezas que ameaçavam a instituição”, segundo um comunicado entretanto divulgado.

Para o Novo Banco transitam também todos os trabalhadores, assim como balcões e agências do actual BES.

À margem do comunicado oficial, o governador adiantou ainda terem sido identificadas acções e comportamentos eventualmente ilícitos de membros da anterior administração, cujas responsabilidades serão apuradas em sede própria.

Segundo Carlos Costa, o Banco de Portugal detectou esquemas de dívida em carrossel nas empresas do GES, em que novas entradas de dinheiro serviam para pagar juros e dívidas anteriores.

Estes esquemas, semelhantes às “pirâmides de Ponzi”, são muito difíceis de detectar antes de entrarem em ruptura.

Finanças garantem que contribuintes não suportarão custos do financiamento

O Governo garantiu entretanto, em comunicado do Ministério das Finanças, que os contribuintes não terão de suportar os custos relacionados com o financiamento do BES e que o a nova instituição será detida integralmente pelo Fundo de Resolução.

A recapitalização do Novo Banco será feita pelo Fundo de Resolução, entidade inter-bancária que  irá injectar 4.900 milhões de euros no Novo Banco.

Estando o Fundo, criado em 2012, dotado apenas com 380 milhões de euros, a solução encontrada passa por usar a verba disponibilizada pela troika ao setor financeiro, em que ainda estão disponíveis 6,4 mil milhões de euros.

A Comissão Europeia anunciou, em comunicado, que aprova a solução encontrada para o Banco Espírito Santo e adianta que a medida está em linha com as regras de ajuda dos Estados da União Europeia.

A administração do Novo Banco tem agora a tarefa de encontrar investidores para entrar no capital da instituição e proceder à venda do Novo Banco, de forma a realizar capital para devolver à troika a verba disponobilizada.

Caso a receita de uma eventual venda não cubra a verba da troika, a diferença deverá vir a ser coberta pelas entidades bancárias que compõem o Fundo de Resolução.

ZAP / Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Escolas não devem reabrir em abril

Esta terça-feira ao início da tarde, o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, admitiu que as escolas vão manter-se fechadas até ao final de abril. Marcelo Rebelo de Sousa esteve reunido, esta terça-feira, com especialistas …

Câmara de Comércio e Governo criam gabinete de apoio às empresas

A Câmara de Comércio e Indústria (CCIP) e o Governo criaram um gabinete de apoio às empresas para esclarecer e facilitar o acesso das companhias às ajudas lançadas pelo executivo. Segundo noticiou a TSF, a estrutura, …

Tragédia continua. Encontrado corpo de sobrinha-neta de John F. Kennedy

O corpo da sobrinha-neta do ex-Presidente norte-americano John F. Kennedy, que estava desaparecida com o filho desde quinta-feira, foi encontrado na segunda-feira, informaram esta terça-feira os meios de comunicação norte-americanos. Maeve Kennedy Townsend McKean, de 40 …

Jornal Económico e A Bola avançam para regime de lay-off

O Jornal Económico e o desportivo A Bola vão avançar para o regime de lay-off devido a quebras significativas nas vendas e publicidade desencadeadas pela pandemia de covid-19, que já fez mais de 300 vítimas …

Moratória nos créditos à habitação não suspende Seguros (e pode ter que os pagar durante mais tempo)

A suspensão dos pagamentos dos empréstimos do Crédito à Habitação, por parte dos clientes bancários que queiram aderir à moratória aprovada pelo Governo, pode não travar os pagamentos dos Seguros de Vida e Multi-riscos que …

Espanha poderá ser o primeiro país na Europa a avançar com rendimento básico universal

A ministra da Economia espanhola assegurou, este domingo, que o Governo está a trabalhar para aplicar o rendimento básico universal, embora não tenha dado ainda uma data concreta. Em declarações ao canal televisivo laSexta, a ministra …

Presidente revela que não está imune e é contra "descompressão" de medidas em abril

O Presidente da República revelou numa entrevista esta terça-feira divulgada pela Antena 1 que já fez um dos novos testes sorológicos para detetar a presença de anticorpos para o novo coronavírus e não está imunizado. "Depois …

Ministros das finanças procuram entendimento. Itália ameaça consenso de Centeno

Os ministros das Finanças da zona euro voltam a reunir-se esta terça-feira, por videoconferência, com a responsabilidade de chegarem a um compromisso sobre uma resposta comum para minimizar os efeitos da pandemia covid-19, precisando para …

Empresas estão a cobrar às farmácias 150 euros por caixa de máscaras

Empresas, muitas das quais nem sequer são do ramo farmacêutico, estão a cobrar às farmácias 150 euros por uma caixa de máscaras. Antes, eram vendidas por cinco euros. A pandemia de covid-19 levou a que a …

Governo alarga apoios a sócios-gerentes sem trabalhadores

O Governo enviou esta segunda-feira para promulgação pelo Presidente da República um decreto com alterações ao regime de apoio extraordinário dos trabalhadores independentes, estendendo agora os benefícios aos sócios-gerentes sem trabalhadores por conta de outrem. Este …