Bancos disponíveis para aliviar famílias nos empréstimos. Estão à espera de Centeno

António Cotrim / Lusa

O ministro das Finanças, Mário Centeno

Portugal está com a economia praticamente parada. As famílias já começaram a sentir estes efeitos na carteira, por isso a banca foi chamada a ajudar. Porém, ainda falta a publicação da lei para enquadrar este apoio.

A maior parte dos negócios estão fechados, aumentando o número de trabalhadores em situação de “lay-off” e até desempregados. As famílias estão a arriscar-se a não conseguirem cumprir com as suas obrigações, nomeadamente o crédito da casa. Por causa disto, a banca foi chamada a ajudar e mostrou-se disponível para aliviar as famílias no que toca aos empréstimos.

A Caixa Geral de Depósitos (CGD) foi a primeira. “Os clientes que pretenderem podem, desde já, solicitar à CGD esta carência intercalar de capital”, explicou fonte oficial, em declarações ao Jornal de Negócios.

A medida aplica-se aos “clientes que sejam mutuários de operações de crédito à habitação ou crédito pessoal, desde que manifestem interesse e declarem como motivo a perda temporária de rendimento decorrente da atual situação gerada pela Covid-19”. O prazo de carência será de seis meses no crédito da casa e três meses no crédito pessoal, mas só para clientes em situação regular.

O banco garante ainda que vai “respeitar integralmente as condições de taxa de juro especificadas nos contratos”.

Além da CGD, também o Santander quer ajudar as famílias, mas aguarda a publicação da legislação que vai enquadrar esta medida para disponibilizar a solução.

As famílias com crédito da casa poderão pedir “a renegociação do seu crédito com a carência imediata de amortização de capital durante seis meses para as operações de crédito que se encontrem em situação regular”, notou. A carência será aplicada também no consumo, com as renegociações isentas de comissões.

O BPI “está igualmente disponível para conceder uma moratória de crédito para os particulares condicionada às orientações das autoridades de supervisão e em articulação com as medidas que possam vir a ser estabelecidas pela União Europeia e pelo Estado português”.

A moratória inclui os créditos à habitação e pessoal, vai estar disponível a pedido dos clientes e vai consistir na “concessão de uma carência de capital, acompanhada de prorrogação do prazo da operação, até seis meses, para operações de crédito regulares que se encontrem em período de reembolso, ou iniciem esse período em 2020”. A medida será isenta de taxas e para clientes afetados pela pandemia.

Na segunda-feira, Mário Centeno, ministro das Finanças, disse que os detalhes sobre estas medidas serão conhecidos ao longo da semana.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Cientistas dão um importante passo na criação de uma Internet quântica segura

Uma nova investigação da Universidade de Harvard e do Instituto de Tecnologia de Massachusetts, nos Estados Unidos, revelou o elo que faltava para termos uma Internet quântica funcional e prática: uma forma de corrigir os …

Os pedregulhos de Bennu brilham como faróis para a Osiris-Rex da NASA

Este verão, a sonda OSIRIS-REx empreenderá a primeira tentativa da NASA de tocar a superfície de um asteroide, recolher uma amostra e recuar em segurança. Mas, desde que chegou ao asteroide Bennu há mais de …

Cidades subterrâneas podem ser um bom refúgio para futuros desastres

Especialistas ouvidos pelo portal One Zero acreditam que cidades subterrâneas podem ser um bom refúgio para populações que possam vir a enfrentar desastres naturais no futuro potenciados pelas alterações climáticas. À medida que os desastres naturais …

Descobertas três novas espécies de pterossauro em Marrocos

Cientistas encontraram três novas espécies de pterossauro, que viveram no deserto do Sahara, há 100 milhões de anos, em Marrocos. De acordo com o site EurekAlert!, estas três novas espécies de pterossauro faziam parte de um …

Texto português do século XVI mostra eficácia da quarentena

Um especialista australiano descobriu num texto português do século XVI uma prova de que a quarentena ou o isolamento podem impedir a globalização de uma doença como a covid-19, que já provocou mais de 30 …

Coronavírus. Mercados chineses continuam a vender morcegos

Nem com a pandemia de covid-19 a China abre mão dos seus velhos hábitos. Embora o novo coronavírus tenha tido origem num mercado de animais exóticos, em Wuhan, muitos destes sítios continuam a funcionar normalmente …

No Twitter, o discurso de ódio contra chineses cresceu 900%

A L1ght, uma empresa que mede a toxicidade das plataformas digitais, partilhou recentemente um relatório no qual revela que o discurso de ódio contra a China e contra os chineses teve um crescimento de 900%. Donald …

Há mais pessoas em quarentena do que vivas durante a 2ª Guerra Mundial

Um terço da população mundial - 2,6 mil milhões de pessoas - está em quarentena. São mais seres humanos em isolamento do que aqueles que estavam vivos para testemunhar a 2ª Guerra Mundial. Na terça-feira, o …

Biblioteca virtual no Minecraft dá voz a jornalistas censurados de todo o mundo

Enquanto governos de todo o mundo reprimem a liberdade jornalística e censuram a sua imprensa nacional, a Reporters Without Borders está a trabalhar para chegar ao público através de um canal improvável: uma enorme biblioteca …

Há mais 19 mortos em Portugal. Número de casos confirmados perto dos 6.000

Portugal registou, este domingo, mais 19 mortes devido ao surto de covid-19. O número de casos confirmados é de 5.962, mais 792 em relação aos números de sábado. A Direção-Geral de Saúde revelou este domingo o …