Atrasos no Cartão de Cidadão. Governo culpa quem vai para a porta antes de abrir

João Relvas / Lusa

A secretária de Estado da Justiça fala no “fenómeno” dos cidadãos que vão aos “mesmos serviços, à mesma hora” para pedir ou renovar o Cartão de Cidadão.

Os problemas de atendimento nos registos para tratar do Cartão de Cidadão são bem conhecidos. A secretária de Estado da Justiça, Anabela Pedroso, justificou-os com o aumento da procura por causa das noras regras da lei da nacionalidade e do Brexit, mas também culpa os utentes por irem para a porta antes de os serviços estarem abertos.

Em resposta a uma pergunta de Heloísa Apolónia e José Luís Ferreira, deputados dos Verdes, sobre os atrasos no pedido e renovação do Cartão de Cidadão, Anabela Pedroso apontou o dedo ao comportamento de quem precisa de recorrer aos serviços.

“Não se pode deixar de dar nota que os atrasos também são o resultado de um fenómeno próprio e específico da procura que tem a ver com o facto de a generalidade dos cidadãos optar, sistematicamente, por se dirigir aos mesmos serviços, à mesma hora – antes da abertura do atendimento ao público”, lê-se na carta remetida ao Parlamento na semana passada.

“Este fenómeno é mais notório” nos serviços mais procurados, todos localizados em Lisboa: Campus da Justiça (Parque das Nações), Conservatória do Registo Civil de Lisboa (Picoas) e lojas do cidadão das Laranjeiras e Marvila.

De acordo com o Público, Anabela Pedroso deu como exemplo o balcão do Campus da Justiça para dizer que se tem registado diariamente cerca de 200 cidadãos só para pedido de CC “muito antes do início do horário de atendimento ao público, o que encerra imediatamente a entrega de senhas aquando da abertura de portas”.

É “um fenómeno que não ocorria no ano transato”, acrescentou a responsável.

Os números divulgados esta segunda-feira pelo Ministério da Justiça mostram que a possibilidade de renovar a identificação através da Internet parece ter tido muita adesão: desde dia 20 de junho, cerca de 1400 pessoas já se inscreveram para renovar online os seus CC.

A secretária de Estado afirmou que só nos primeiros quatro meses deste ano a procura geral pelos serviços de CC aumentou 24% face a igual período do ano passado, com especial incidência na região da Grande Lisboa.

Para isso contribuíram as alterações à lei da nacionalidade (entre 2017 e 2018 houve um aumento de mais 36.422 novos cidadãos que requereram o primeiro CC, o equivalente a mais 36%), o aumento em 20% da procura do passaporte eletrónico e o crescimento da procura de cidadãos portugueses com morada no Reino Unido que querem renovar a sua documentação por causa do Brexit.

ZAP //

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. A Secretária de Estado tem razão! A culpa do atrazo é dos cidadãos, que se deslocam às Lojas do Cidadão para renovar os seus CC. Se os cidadãos não se deslocassem ás lojas (ainda que por antecipação da hora de abertura), simplesmente não haveria, nem filas de espera de muitas horas, nem atrazos na emissão. Simplesmente brilhante!!

  2. Esta tipa não se enxerga mesmo !
    Se ela faltar no ministério de certeza que não lhe vão descontar no salário mas as pessoas vão cedo para
    arranjar lugar e perder o menos tempo possivel e vem esta tapar o sol com a peneira !
    Que veja bem como se trabalha no sector público, o quanto degredado o sistema está com a lentidão dos serviços, a má educação dos médicos, enfermeiros, balcão, serviços em geral que demonstram que são os maiores e que os utentes são uma m!!!!! !
    Pagamos os salários dessa gente, somos clientes, exigimos respeito e educação.
    Se em toda a minha vida vi um sector onde as tecnologias de informação, os computadores são tão mal aproveitados, com pessoas a digitar 10 letras em 20 segundos e a mexer o rato 30x para acertar o click é o sector publico onde a palavra “é para se ir fazendo” é regra e não o temos que fazer.
    E é nestas pessoas que podemos ir a qualquer hora depois da abertura das portas tratar do que se precisa.

  3. Degradação quase completa dos serviços do estado à custa da magnifica “redução do défice” para termos hoje um superavit. E como a manta é curta, tapa de um lado e destapa do outro. Governo de ilusionistas é o que esta gente é e esta história do cartão de cidadão é mais uma das muitas mas será que o problema é só em Lisboa e Porto ? Eu por acaso renovei na loja de cidadão do Porto o meu CC sem demoras mas tive de para lá ir às 7,45 da manhã (abre às 8,30) para ser o nº 1 e passados poucos dias recebi a indicação para o ir levantar e a coisa até correu bem. É capaz de ser a exceção mas por vezes na Loja do Cidadão nem sistema há para ser renovar o CC e o zé pagante que espere.

RESPONDER

Foi a escuridão (e não o frio) que ditou a extinção dos dinossauros

Uma nova investigação sobre o asteróide que causou a extinção dos dinossauros sugere que foi a escuridão, ainda antes do frio, que ditou o fim destes animais. De acordo com a nova investigação, cujos resultados foram …

34 anos depois, dados da Voyager 2 revelam mais um segredo de Urano

Mais de 30 anos depois, os dados da Voyager 2, que sobrevoou o planeta em 1986, permitiram aos cientistas da NASA desvendar mais um segredo de Urano. Em janeiro de 1986, a Voyager 2 sobrevoou Urano. …

Está a nevar em Plutão

Em julho de 2015, a sonda New Horizons da NASA concluiu uma longa e árdua jornada pelo Sistema Solar, viajando a 36.000 mph durante nove anos e meio. Toda a missão focava-se em mapear a …

Cientistas dão um importante passo na criação de uma Internet quântica segura

Uma nova investigação da Universidade de Harvard e do Instituto de Tecnologia de Massachusetts, nos Estados Unidos, revelou o elo que faltava para termos uma Internet quântica funcional e prática: uma forma de corrigir os …

Os pedregulhos de Bennu brilham como faróis para a Osiris-Rex da NASA

Este verão, a sonda OSIRIS-REx empreenderá a primeira tentativa da NASA de tocar a superfície de um asteroide, recolher uma amostra e recuar em segurança. Mas, desde que chegou ao asteroide Bennu há mais de …

Cidades subterrâneas podem ser um bom refúgio para futuros desastres

Especialistas ouvidos pelo portal One Zero acreditam que cidades subterrâneas podem ser um bom refúgio para populações que possam vir a enfrentar desastres naturais no futuro potenciados pelas alterações climáticas. À medida que os desastres naturais …

Descobertas três novas espécies de pterossauro em Marrocos

Cientistas encontraram três novas espécies de pterossauro, que viveram no deserto do Sahara, há 100 milhões de anos, em Marrocos. De acordo com o site EurekAlert!, estas três novas espécies de pterossauro faziam parte de um …

Texto português do século XVI mostra eficácia da quarentena

Um especialista australiano descobriu num texto português do século XVI uma prova de que a quarentena ou o isolamento podem impedir a globalização de uma doença como a covid-19, que já provocou mais de 30 …

Coronavírus. Mercados chineses continuam a vender morcegos

Nem com a pandemia de covid-19 a China abre mão dos seus velhos hábitos. Embora o novo coronavírus tenha tido origem num mercado de animais exóticos, em Wuhan, muitos destes sítios continuam a funcionar normalmente …

No Twitter, o discurso de ódio contra chineses cresceu 900%

A L1ght, uma empresa que mede a toxicidade das plataformas digitais, partilhou recentemente um relatório no qual revela que o discurso de ódio contra a China e contra os chineses teve um crescimento de 900%. Donald …