“Ele nunca foi imparcial”. Armando Vara acusa Carlos Alexandre de “vingança”

Paulo Novais / Lusa

O ex-ministro Armando Vara

Armando Vara, ex-ministro socialista condenado a cinco anos de prisão efetiva no âmbito do processo Face Oculta, acusou Carlos Alexandre de agir “com uma lógica de vingança”.

O ex-ministro foi condenado a cinco anos de prisão efetiva no âmbito do processo Face Oculta por três crimes de tráfico de influência.

Em entrevista à TVI, Armando Vara reiterou a sua inocência, criticando erros de justiça, a pressão mediática exercida sobre o processo e o papel do juiz Carlos Alexandre, acusando o magistrado de agir “com uma lógica de vingança”.

“Como é que teria sido a minha vida durante estes dez anos se tivesse aceitado ajudar o juiz Carlos Alexandre como me foi solicitado?”, questionou o antigo ministro-adjunto e ex-secretário da Administração Interna, aludindo a uma pergunta feita pela jornalista Judite de Sousa a Marcelo Rebelo de Sousa, então comentador na TVI, sobre um alegado interesse por parte do juiz no cargo de diretor do SIS (Serviços de Informação de Segurança).

Vara defende que toda a acusação de que foi alvo “é absurda desde o primeiro momento”, prosseguindo o ataque a Carlos Alexandre. “Sempre quis ir mais longe. Se um diz mata, outro diz esfola. Ele não é e nunca foi imparcial“, disse, acusando ainda o juiz de se ter atribuído “manualmente a si próprio” os processos Face Oculta e Operação Marquês.

“Fui condenado sem provas, uma aberração, provas zero. Não há uma prova que recebi 25 mil euros e prendas. A polícia foi a minha casa e não encontrou nada em lado nenhum”, afirmou sobre as acusações de que foi dado culpado, afirmando ter exercido mas não traficado influências: “Tráfico de influências? Ligar para uma pessoa que eu conheço?”

Vara afirmou que os juízes do processo “deixaram-se influenciar pela máquina de propaganda do Ministério Público e por toda a pressão dos órgãos de comunicação social”, acusando o “grupo que tomou o poder no Ministério Público” de ter “uma agenda política que, no limite, põe em causa a democracia”.

O antigo ministro deixou ainda críticas às instâncias de recurso, e em concreto ao Tribunal da Relação, acusando-as de “fazer copy-paste” das sentenças originais.

Também sobre o processo Operação Marquês, o antigo ministro socialista afirmou que “todas as acusações” de que é alvo “são mentira”. “Não existem provas de atos de corrupção”, reiterou, lamentando ainda a inclusão da sua filha no processo que, diz, “só se limitou a confiar no pai devido à chantagem feita pelo Ministério Público”.

O ex-ministro garantiu ainda que não vai aguardar pela ordem de prisão e que irá apresentar-se voluntariamente para cumprir a pena, como já tinha dito anteriormente o seu advogado, Tiago Rodrigues Bastos. A condenação de Vara está prestes a tornar-se definitiva, porque já não há a possibilidade de mais recursos.

ZAP //

 

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Imparcial? Vingança? ès um vigarista, ladrão do PIOR e ainda tentas por as culpas nas outras pessoas?
    Já devias de estar PRESO ha muito tempo e não era 5 anos devida ser 20 anos.

RESPONDER

Eduardo Cabrita diz que polícias compram equipamento "porque querem"

O ministro da Administração Interna afirmou que os agentes policiais que compram equipamento de proteção do seu próprio bolso fazem-no porque o querem. Numa entrevista ao Diário de Notícias e à TSF, divulgada este fim-de-semana, o …

Chuva deixa Austrália entre incêndios e cheias. Número de mortos sobe para 29

A chuva trouxe algum alívio aos bombeiros e habitantes do leste da Austrália, mas também causou cheias e novos problemas. As equipas ainda combatem cerca 100 focos de incêndio na região e o número de …

Sem Joacine, nova direção do Livre foi eleita com 95 votos a favor e 15 brancos

Este domingo, no segundo dia do IX congresso do Livre, a nova direção do partido foi eleita com 95 votos a favor e 15 brancos (e não conta com a deputada Joacine Katar Moreira). No final …

Juiz pede escusa do caso dos emails por ser adepto do Benfica

O juiz desembargador apresenta vários motivos para pedir escusa do processo, nomeadamente por ser "sócio do Benfica desde 1968". De acordo com o jornal Público, Eduardo Pires, juiz desembargador do Tribunal da Relação do Porto (TRP), …

Afinal, Irão já não vai pedir ajuda para analisar caixas negras do avião

O Irão recuou na intenção de enviar para análise as gravações da caixa negra do avião ucraniano, que abateu acidentalmente na semana passada, para que sejam sujeitas a análises adicionais, revelou a agência noticiosa iraniana. Citado …

Bruno Fialho sucede a Marinho e Pinto na liderança do PDR

Bruno Fialho é o novo presidente do Partido Democrático Republicano (PDR), ao obter 75% dos votos na eleição deste sábado para escolher o sucessor de António Marinho e Pinto, que anunciou o abandono do cargo …

Legislador russo culpa "arma climática" dos EUA pelo inverno quente de Moscovo

Alexei Zhuravlyov, membro da câmara baixa do Parlamento da Rússia (Duma), culpou uma alegada "arma climática" secreta dos Estados Unidos pelas anómalas temperaturas que se fizeram sentir este inverno em Moscovo.  Em declarações à estação de …

Nova espécie de louva-a-deus empala as suas presas como se fossem fondue

O Carrikerella simpira, uma nova espécie de louva-a-deus, caça as suas presas perfurando-as de um lado ao outro com as suas patas em forma de tridente. Cientistas descobriram uma nova espécie de louva-a-deus com uma característica …

Astrónomos descobrem que o fósforo foi gerado na formação de estrelas

Astrónomos descobriram que o fósforo, elemento químico essencial à vida, se constituiu durante a formação de estrelas e sugerem que chegou à Terra através de cometas. Uma equipa de astrónomos detetou monóxido de fósforo na região …

Nova máquina repara e mantém fígados vivos fora do corpo humano durante uma semana

Um novo sistema consegue manter um fígado humano vivo fora do corpo durante sete dias, período no qual o órgão danificado pode ser reparado e preparado para o transplante. As tecnologias convencionais conseguem sustentar um fígado …