Arábia Saudita abre guerra de preços. Petróleo com a maior desvalorização desde a Guerra do Golfo

Os preços do petróleo enfrentam esta segunda-feira a maior queda diária em 29 anos depois de a Arábia Saudita ter desencadeado uma guerra de preços para tentar castigar a Rússia.

O reino saudita reduziu os seus preços oficiais de venda e divulgou planos para um aumento da produção de petróleo no próximo mês. O anúncio surge após a relutância da Rússia em fazer um novo corte na produção, que fora proposto pela Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP) para estabilizar o mercado.

De acordo com o semanário Expresso, ao baixar os preços oficiais de venda para entre seis e oito dólares o barril, o maior exportador de petróleo quer castigar a Rússia, o segundo maior produtor mundial, por não ter seguido as recomendações que a OPEP fez na semana passada.

O barril de Brent está a caminho do seu valor mais baixo desde 17 de janeiro de 1991, quando os preços caíram no início da primeira Guerra do Golfo.

Num dos piores inícios de negociação, de acordo com o jornal Público, o Brent chegou a afundar 31% em segundos, depois de na semana passada já ter sofrido a maior queda após a última crise financeira.

A notícia está a agitar um mercado que já sofre com o impacto do coronavírus Covid-19 na procura mundial. Os esforços da China para travar o surto do Covid-19 têm perturbado a segunda maior economia do mundo e reduzido os envios para aquele que é o maior importador de petróleo.

Além disso, a propagação do vírus para outras grandes economias, como a Itália e a Coreia do Sul, e o número crescente de casos nos Estados Unidos fizeram subir as preocupações de que a procura de petróleo irá afundar-se este ano.

Os atuais membros da OPEP são Arábia Saudita, Angola, Argélia, Emirados Árabes Unidos, Gabão, Guiné Equatorial, Irão, Iraque, Koweit, Líbia, Nigéria, República do Congo e Venezuela.

ZAP //

PARTILHAR

12 COMENTÁRIOS

        • O quê?!
          Língua?
          E, esta é uma notícia internacional…
          Parece que não conseguiste perceber o básico, mas foi a Arábia Saudita que aumentou a produção de petróleo para provocar uma descida dos preços!…
          Não devias comentar coisas que estão claramente estão acima da tua capacidade, senão dá o disparate que se vê!…
          Provavelmente estás a confundir o ZAP com o Facebook…

          • O q é uma letra que se lê, quando entenderes o essencial e te deixares de feiceburrices aparece, até lá larga o teclado que é só para gente graúda comentar quando se sabe sobre o assunto em epígrafe

  1. Epá, isto vai ser uma maravilha para o nosso governo carregar os combustíveis com mais impostos. Desta vez vai ser o imposto do Corona

  2. Já que o preço do petróleo chegou afundar 30%, vamos ver quanto é que o preço dos combustíveis vam baixar em Portugal.
    Não sei porquê mas tenho a sensação que não baixará mais de 8 centimos, e já agora, adoraria estar errado.

    • Pois é Ferval, parece-me que você tal como eu bem teremos que ficar pelas sensações, possivelmente ainda iremos ter tal como diz o Jota um aumento com o tal imposto Corona, olhe que os nossos políticos são muito bons visionários do futuro e nós tal como a menina pescadinha teremos o futuro assegurado, recorda-se se é desse tempo?

  3. Com esta baixa no crude é possível que os combustíveis baixem um ou dois cêntimos para depois, logo a seguir, subirem três ou quatro.

  4. Se a descida fosse proporcional o preço do combustível deveria descer 45 cêntimos, mas como somos governados por ladrões desce 10. Mais do mesmo, como vai sendo habitual já há mais de 30 anos que se mudam as moscas mas a mer* continua na mesma.

RESPONDER

Cientistas identificam pela primeira vez expressões faciais emocionais em ratos

Pela primeira vez, cientistas de Neurobiologia do Instituto Max Planck, na Alemanha, identificaram expressões faciais emocionais em ratos. À semelhança dos seres humanos, as expressões faciais dos ratos mudam quando estes animais provam algo doce …

Imprimiram corais artificiais em 3D que podem salvar recifes

Uma equipa de cientistas inspirou-se na natureza para desenvolver estruturas em forma de coral, impressas em 3D, capazes de produzir grandes quantidades de algas microscópicas. Investigadoras da Universidade de Cambridge e da Universidade da Califórnia desenvolveram …

Avalanches submarinas prendem microplásticos no fundo do oceano

As avalanches de sedimentos submarinos transportam os microplásticos para o fundo do oceano e um projeto de colaboração entre as Universidades de Manchester, Utrecht e Durham e o Centro Nacional de Oceanografia acaba de revelar …

Aos 107 anos, Cornelia Ras conseguiu vencer a covid-19

Cornelia Ras, que contraiu o novo coronavírus em meados de março, pode ser a mulher mais velha do mundo a vencer a covid-19. Nunca se é velho demais para vencer o novo coronavírus e a holandesa …

Coreia do Norte pode estar a usar fábricas de fertilizantes para extrair urânio

Um novo estudo norte-americano mostra que a Coreia do Norte pode estar a utilizar fábricas de fertilizantes para produzir mais material nuclear, extraindo urânio de ácidos fosfóricos. Segundo noticiou o Newsweek, na opinião da investigadora Margaret …

Distância social de 1,5 metros é insuficiente para travar contágio

O estudo realizado por investigadores e engenheiros especializados em dinâmica de fluidos concluiu que a distância deve ser de, pelo menos, quatro metros. Um estudo divulgado esta quinta-feira alerta que a distância social de 1,5 metros …

Estados Unidos registam 9 desempregados por segundo

O desemprego está a atingir números preocupantes nos Estados Unidos: só na última semana, 6,6 milhões de pessoas declararam estar sem emprego para poder receber apoios, um número semelhante ao da semana anterior. De acordo com …

Chineses desistem de comprar o BNI Europa. Está agora em mãos angolanas

O contexto de incerteza, provocado pela pandemia de covid-19, levou o Grupo chinês KWG a desistir de comprar 80,1% da participação do BNI Europa. O grupo chinês KWG desistiu de comprar 80,1% da participação do BNI …

Tesla usa peças do Model 3 para construir um ventilador

A Tesla também está a tentar contribuir para colmatar a escassez de ventiladores com um novo protótipo, feito com partes do Model 3. A Tesla construiu um ventilador com recurso a componentes automóveis. A fabricante elétrica …

Há acordo no Eurogrupo: 500 mil milhões de euros "disponíveis imediatamente"

Os ministros das Finanças da Zona Euro chegaram a acordo, esta quinta-feira, sobre os apoios económicos para fazer face à pandemia de covid-19. O Eurogrupo chegou a acordo sobre o pacote de ajuda económica para a …