Laboratório de Wuhan “esconde” vírus semelhante ao novo coronavírus desde 2012

O laboratório de virologia de Wuhan armazena há quase oito anos um vírus “muito parecido” com aquele que originou a pandemia de covid-19. Esse vírus foi descoberto em 2012 numa antiga mina de cobre em Tongguan, região de Mojiang, no sudoeste da China.

De acordo com a investigação do jornal britânico Sunday Times, uma pequena equipa de cientistas viajou até ao sudoeste da China para investigar uma mina de cobre abandonada em Tongguan, na região de Mojiang. Equipados com fatos de proteção e respiradores, foram investigar a mina onde tinham entrado seis homens que viriam a adoecer com uma pneumonia grave. Três morreram.

Desses seis homens, quatro foram sujeitos a testes que confirmaram infeção por algum tipo de coronavírus. Os outros dois morreram antes de poderem ser sujeitos ao teste.

Os cientistas recolheram amostras de fezes no chão e viajaram mais de 1.500 quilómetros até ao laboratório de Wuhan, um dos mais avançados da China. Aí, foi encontrado um patógeno cujo código genético é 96% idêntico ao do novo coronavírus.

Apesar das semelhanças, o governo chinês não está a divulgar detalhes sobre esse vírus trazido para Wuhan em 2012, que foi batizado como RaBtCoV/4991.

Fontes do laboratório, ouvidas pelo jornal, falam num “blackout” de informações, mas falaram sobre uma tese de mestrado de um jovem médico cujo orientador tinha trabalhado nas urgências do hospital onde foram tratados os homens infetados na mina de cobre. Nesse trabalho, é possível encontrar alguns dados sobre o caso.

A investigação é revelada numa altura em que a Organização Mundial da Saúde (OMS) está prestes a entrar na China para identificar a fonte da pandemia, uma investigação que foi solicitada por vários países. Uma das questões que vão investigar é se o vírus poderia ter escapado do Instituto de Virologia de Wuhan.

Em declarações ao jornal britânico Sky News, Sir Richard Dearlove, antigo alto dirigente dos serviços de espionagem britânicos, defende essa mesmo a teoria. “Estou simplesmente a dizer que a pandemia é o resultado de um acidente com o vírus que estava a ser estudado em Wuhan, algo que não acho particularmente sinistro”, apontou. “Existem várias provas e isso é algo que deve ser discutido abertamente na comunidade científica”.

Apesar da opinião do especialista, a visão amplamente difundida entre os cientistas é que o novo coronavírus ocorreu naturalmente, fruto de mutações genéticas que ocorreram em animais.

A fácil transmissão do vírus entre humanos é um dos motivos que leva Sir Richard Dearlove a acreditar que possa ter sido modificado geneticamente e, depois, libertado acidentalmente. A existência em Wuhan de dois laboratórios que realizaram pesquisas sobre coronavírus em morcegos também é vista como uma prova essencial.

Por outro lado, a China, que vai ser agora alvo de investigações por parte da OMS, aponta o dedo a Espanha. “A China é apenas um elo na cadeia de transmissão do vírus e a OMS tem que ir a mais países, como Espanha que relatou a existência do coronavírus em amostras de águas residuais recolhida em março de 2019, para uma investigação mais abrangente da origem do vírus”, escreveu o jornal chinês Global Times.

A pandemia de covid-19 já infetou mais de 11 milhões de pessoas e matou mais de 530 mil em todo o mundo.

ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Escondem e depois chega-se a um ponto que já o mundo está infectado e ninguém é culpado! Desta forma difícil será o combate.

  2. É uma vergonha, e direi até criminoso, a cobertura que os “Grande Média” estão a fazer à campanha de contra-informação da China (aplicam à risca os truques de manipulação e maquilhagem da opinião pública) para tirar o foco da verdade, ou seja da verdadeira origem do Sars-Cov-2, que foi criado num laboratório em Whuan (WIV) e deresponsabilisar a China pelos danos colaterais desta pandemia.
    O prémio Nobel da Medicina Lucas Montagnier já o provou com dois artigos científicos que têm vindo a ser marginalizados (porquê?), bem como um estudo de uma equipa liderada pelo responsável pela vacina Australiana, entre outros cientistas que sabem e trabalham realmente do assunto!

    Veja-se, a cacofonia do governo chinês, na voz do Ministro dos negócios estrangeiros, começou por afirmar que o Sars-Cov-2 veio de um mercado de Whuan, a seguir já disse que tinham sido os US os criadores do bicho, depois mais recentemente introduzem a diversão da “gripe suína”, como não pegou vem agora com a historieta da peste bubónica (vulgo peste negra), e agora surge este estudo sem qualquer credibilidade do grupo Espanhol (certamente com financiamento chinês?).

    Alguém tem que parar com esta brincadeira, já morreram demasiadas pessoas para que os nossos governantes encarem tão levianamente a identificação dos responsáveis pela Pandemia do Covid-9!

RESPONDER

Cientistas calculam probabilidade de contágio ao viajar de comboio

Investigadores da Universidade de Southampton, no Reino Unido, calcularam a probabilidade de contrair covid-19 ao viajar numa carruagem de comboio com uma pessoa infetada. Em colaboração com a Academia Chinesa de Ciências, a Academia Chinesa de …

Hong Kong. Magnata da imprensa Jimmy Lai libertado sob caução

O magnata da imprensa e uma das principais figuras do movimento pró-democracia de Hong Kong Jimmy Lai foi esta terça-feira libertado sob caução, constatou a agência France-Presse. Jimmy Lai tinha sido detido na segunda-feira, ao …

Lar de Reguengos de Monsaraz diz ter feito tudo para salvar vidas

A direção do lar de Reguengos de Monsaraz (Évora) onde surgiu o surto de covid-19 que causou 18 mortos garantiu ter feito “tudo” ao seu “alcance” para “salvar vidas”, nesta “crise” com “contornos dramáticos”. A Fundação …

Israel fecha os olhos e deixa palestinianos cruzarem a fronteira para ir a banhos

As autoridades israelitas têm deixado milhares de palestinianos cruzar a barreira de separação entre os dois territórios para poderem ir às praias. Este foi um fim-de-semana muito especial para Siham e os seus cinco filhos. …

Diabéticos e hipertensos voltam a ter faltas justificadas

Os diabéticos e hipertensos sem condições para desempenharem funções em teletrabalho voltam a ter direito a justificar as faltas ao trabalho devido à pandemia de covid-19, segundo um diploma publicado em Diário da República. “Os imunodeprimidos …

Deputada da Coreia do Sul debaixo de fogo. Usou um vestido no Parlamento

Na semana passada, a deputada sul-coreana Ryu Ho-jeong usou um vestido numa assembleia legislativa, sendo bombardeada com críticas que gerou um debate sobre sexismo e a cultura patriacal do país. De acordo com a CNN, na …

SC Braga oficializa "top gun" Gaitán por duas temporadas

O internacional argentino Nicolas Gaitán assinou um contrato com o Sporting de Braga válido por uma época, com outra de opção, informou esta terça-feira o clube minhoto da I Liga de futebol. Formado no Boca Juniors, …

Vacina russa chama-se "Sputnik V" e foi já pedida por 20 países

A vacina russa contra a covid-19, cujo registo foi esta terça-feira anunciado pelo Presidente, Vladimir Putin, chama-se "Sputnik V", vai começar a ser fabricada em setembro e já foi encomendada por 20 países. De acordo com …

Rui Pinto no Twitter: "Travessia do deserto” terminou mas a “luta continua”

Rui Pinto assumiu que a “árdua e longa ‘travessia do deserto’” chegou ao fim, aludindo à sua libertação, mas avisou que “a luta continua”, pois Portugal “continua um paraíso para a grande corrupção” e branqueamento …

PJ deteve suspeita de atear fogo florestal no Parque Nacional da Peneda-Gerês

A Polícia Judiciária (PJ) de Braga deteve uma mulher de 57 anos suspeita de atear um incêndio florestal registado em 4 de agosto no Parque Nacional da Peneda-Gerês (PNPG), no concelho de Terras de Bouro. Em …