Ano letivo chinês recomeça online devido ao coronavírus

Clonny / Flickr

O ano letivo recomeçou esta semana após as festividades do Ano Novo chinês. Para evitar atrasos no programa, o Governo criou uma plataforma de ensino online.

Esta segunda-feira ficou marcada pelo recomeço das aulas na China, após o fim das férias de Inverno. No entanto, o regresso às aulas ficou suspenso indeterminadamente devido às medidas preventivas de contágio do coronavírus. Como tal, para evitar atrasos no programa de ensino, o Governo lançou plataforma de ensino online.

O Governo chinês contratou empresas como a Huawei, Alibaba e Baidu para assegurar o funcionamento do sistema, noticia o jornal Público.

Os estudantes do ensino primário estão a acompanhar as aulas através da televisão estatal, enquanto que os alunos mais velhos têm acesso a uma plataforma online com o conteúdo a lecionar. Do ensino básico ao secundário, há um total de 169 aulas nesta primeira semana, divididas por 12 disciplinas.

Além disso, há professores disponíveis para tirar dúvidas através de uma aplicação de mensagens instantâneas semelhante ao WhatsApp, o WeChat.

Os estudantes universitários chineses também recorrem a aulas online para “garantir progresso e qualidade do ensino durante a época de prevenção e controlo da epidemia”. O Ministério da Educação pede ainda que sejam disponibilizadas “plataformas de suporte e recursos didáticos para os professores”.

“A situação de epidemia em que estamos representa um desafio para nós, mas também é uma oportunidade de promover a digitalização e informatização do sistema de aprendizagem”, disse o diretor da Universidade de Tsinghua em declarações à agência chinesa Xinhua.

Número de mortos sobe para 1.868

O número de mortos devido ao novo coronavírus (Covid-19) na China continental subiu esta terça-feira para 1.868, ao mesmo tempo que foram registados 1.886 novos casos de infeção, num total de 72.436 infetados, foi anunciado.

A Comissão de Saúde da China indicou que entre as 98 mortes ocorridas no país, 93 foram registadas na província de Hubei, centro do surto e onde várias cidades foram colocadas sob quarentena, com entradas e saídas interditas, uma medida que afeta quase 60 milhões de pessoas.

O diretor do hospital Wuchang, na cidade de Wuhan, morreu hoje devido a uma pneumonia resultante do coronavírus. Liu Zhiming, de 50 anos, é o primeiro diretor de um hospital a morrer devido ao surto, de acordo com o Diário de Notícias.

Entre os 1.886 novos pacientes, 1.807 são também reportados por Hubei, onde a epidemia foi detetada no final de 2019.

Até à meia-noite (16h00 de segunda-feira em Lisboa), um total de 11.741 casos graves foram detetados no país, enquanto 12.552 pacientes superaram a doença e receberam alta.

As autoridades acrescentaram que 560.901 pessoas foram acompanhadas por terem tido contacto próximo com infetados, entre os quais 141.552 ainda estão sob observação e 6.242 são casos suspeitos de terem contraído o novo coronavírus.

Além de 1.868 mortos na China continental, há a registar um morto na região chinesa de Hong Kong, um nas Filipinas, um no Japão, um em França e um em Taiwan.

Embora cerca de trinta países tenham casos diagnosticados com Covid-19, a China regista perto de 99% do total global de infetados.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

O antigo campo magnético da Lua pode ter servido de "escudo" para atmosfera da Terra

Há 4 mil milhões de anos, a Lua pode ter protegido a atmosfera Terra, através do seu já extinto campo magnético, do Sol, sugere uma nova investigação, levada a cabo por um especialista da agência …

Coloridos e selados. Descobertos no Egito sarcófagos com mais de 2.500 anos

As autoridades egípcias anunciaram esta segunda-feira a descoberta de uma coleção de sarcófagos datados de há mais de 2.500 anos, na zona arqueológica de Sakkara, a sul da cidade do Cairo. Em comunicado, citado pela agência …

Nokia vai criar para a NASA a primeira rede móvel operacional na Lua

O grupo finlandês Nokia vai fabricar para a NASA aquela que será a primeira rede móvel móvel na Lua, como parte de um projeto de base humana permanente da agência espacial norte-americana, foi esta segunda-feira …

Sarkozy acusado de "associação criminosa". Investigação sobre ligações à Líbia continua

Nicolas Sarkozy, o antigo Presidente francês, está a ser acusado de "associação criminosa" como parte de uma investigação sobre o financiamento da sua campanha presidencial de 2007, particularmente acerca dos seus alegados vínculos com o …

A última década foi a mais quente do Oceano Atlântico em três milénios

A última década foi a mais quente do Oceano Atlântico em quase três milénios, aponta uma nova investigação da Universidade de Massachusetts em Amherst, nos Estados Unidos, e da Universidade de Quebec, no Canadá. As …

NASA apresenta rover "transformer" que vai explorar os penhascos íngremes de Marte

A NASA acaba de apresentar um rover de quatro rodas, denominado DuAxel, que se pode dividir em dois rovers de duas rodas separados. O robô foi projetado para, um dia, explorar alguns dos terrenos mais …

Veneno de vespa pode ter muito "potencial" na composição de antibióticos

Com o passar dos anos, a população começa a ficar mais resistente a certos medicamentos e estes deixam de fazer efeito. Agora, uma equipa de investigadores desenvolveu novas moléculas anti-microbianas a partir do veneno de …

"Ou és infetado ou morres de fome". Trabalhadores da Amazon nas Filipinas denunciam condições precárias

Trabalhadores contratados pela empresa de segurança Ring da Amazon que trabalham em call centers nas Filipinas denunciam condições de trabalho que dizem ser precárias, mostrando-se ainda mais preocupados com a situação por causa da pandemia …

"Momento muito duro". André Almeida sofreu rotura de ligamentos e arrisca paragem longa

O futebolista internacional português André Almeida sofreu uma entorse do joelho direito, que resultou numa “rotura do ligamento cruzado anterior e do ligamento lateral interno”, informou esta segunda-feira o Benfica. O lateral dos encarnados saiu aos …

Apoio à retoma. Empresas com perdas de 25% podem reduzir horário até 33% já esta terça-feira

Empregadores com quebra de faturação igual ou superior a 25% vão poder reduzir até 33% o horário dos trabalhadores, entre outubro e dezembro, segundo a alteração ao regime de retoma progressiva de empresas em crise. O …