Alunos de escolas encerradas no Alentejo faltam à primeira semana de aulas

Nancy White / Flickr

Escola primária em Santa Clara a Velha, no Alentejo

Escola primária em Santa Clara a Velha, no Alentejo

Os alunos das escolas de Rio de Moinhos (Aljustrel) e Vila Ruiva (Cuba), encerradas este ano, faltaram às aulas esta primeira semana nas “novas” escolas, em protesto contra o fecho dos estabelecimentos de ensino das suas aldeias.

Na primeira semana do novo ano letivo, entre segunda-feira e esta sexta-feira, os 13 alunos da Escola do 1.º ciclo do Ensino Básico de Rio de Moinhos, que o ministério mandou fechar, faltaram às aulas na “nova” escola, o Centro Escolar Vipasca, na sede de concelho, Aljustrel.

Os alunos apresentaram-se escrupulosamente todos os dias na escola de Rio de Moinhos e quem faltou foi o professor“, contou hoje à agência Lusa o presidente da Câmara de Aljustrel, Nelson Brito.

Segundo Nelson Brito, esta sexta-feira, tal como aconteceu entre segunda e quinta-feira, cerca de 50 pessoas, entre elas os 13 alunos, pais e encarregados de educação, voltaram a concentrar-se em frente à escola da aldeia, em protesto contra o fecho do estabelecimento de ensino e a transferência das crianças para Aljustrel, a cerca de quatro quilómetros de distância.

Em Vila Ruiva, no concelho de Cuba, entre segunda-feira e hoje, os 15 alunos apresentaram-se na Escola do 1.º ciclo do Ensino Básico da aldeia, que o ministério mandou fechar, e faltaram às aulas na escola de Vila Alva, a escolhida pela tutela, mas que não é aceite pelos pais.

As crianças jamais irão para Vila Alva“, mas o protesto foi desbloqueado e, a partir de segunda-feira, os 15 alunos e outros dois que entretanto se matricularam vão frequentar a Escola do 1.º ciclo do Ensino Básico de Cuba, conforme acordado na quinta-feira entre os pais e o diretor do estabelecimento de ensino, disse à Lusa o presidente da Junta de Freguesia de Vila Ruiva, Raúl Amaro.

Entretanto, “aguardamos o resultado do recurso” da decisão tomada pelo Tribunal Administrativo e Fiscal (TAF) de Beja de chumbar a providência cautelar que foi interposta para evitar o fecho da escola de Vila Ruiva.

Na segunda-feira, as 44 crianças de Vila Nova da Baronia (Alvito) inscritas no 1.º ciclo também faltaram às aulas, contra o fecho da escola, mas os alunos foram já na quarta-feira para o centro escolar da sede de concelho, segundo disse à Lusa o presidente da Câmara de Alvito, António Valério.

O autarca adiantou que o município “já recorreu para o Tribunal Central Administrativo” da providência cautelar contra o fecho da escola, igualmente chumbada pelo TAF de Beja.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Juízes exigem sindicância urgente ao sorteio na Relação de Lisboa

A Associação Sindical dos Juízes (ASJP) exigiu, esta sexta-feira, ao Conselho Superior da Magistratura (CSM) uma "sindicância urgente" aos procedimentos de distribuição de processos no Tribunal da Relação de Lisboa. A posição da Associação Sindical dos Juízes …

Deputado do PSD que avançou com proposta de referendo à eutanásia acabou a assumir alcoolismo

Pedro Rodrigues, deputado social-democrata e antigo líder da JSD, assumiu publicamente, através do Facebook, ter um problema de alcoolismo. Num texto publicado no Facebook, o social-democrata explica que faz esta revelação por estar a ser vítima …

Morreu doente que parou o Parlamento para pedir tratamento para a hepatite C

José Carlos Saldanha ficou conhecido, há cinco anos, por interromper o ministro da Saúde numa sessão do Parlamento para pedir tratamento para a hepatite C. A informação foi confirmada à agência Lusa por fonte oficial do …

Com dívidas ao Fisco, cavaleiro João Moura "sem dinheiro" para alimentar cães. Arrisca 2 anos de prisão

O cavaleiro João Moura está acusado do crime de maus-tratos e abandono de animais depois de lhe terem sido retirados 18 cães galgos, em aparente estado de subnutrição. Um dos animais acabou por morrer, pelo …

Desmantelada fábrica ilegal de tabaco. Funcionava num bunker

Uma operação levada a cabo pela Guardia Civil esta terça-feira desmantelou uma fábrica ilegal de tabaco, em Espanha, e deteve a organização clandestina que a geria: vinte pessoas foram detidas, de nacionalidades britânica, lituana e …

China diz que surto está "sob controlo" após 14 províncias não reportarem novos casos

O surto do coronavírus Covid-19 está "sob controlo", depois de a atualização diária mostrar que 14 das 34 províncias e regiões autónomas do país não detetaram novos casos, anunciaram esta sexta-feira as autoridades chinesas. O vice-diretor …

Após 2 anos preso, Pedro Dias assume três homicídios e diz-se arrependido

Pedro Dias, conhecido pelos homicídios de Aguiar da Beira, manifesta-se arrependido pelos crimes por que foi condenado a 25 anos de prisão, após cumprir dois anos da pena. Um arrependimento que é também um assumir …

Orçamento da UE. Proposta agrava corte de Portugal na coesão em 2 mil milhões

A proposta do presidente do Conselho Europeu, Charles Michel, prevê um corte de 2 mil milhões de euros no envelope da coesão para Portugal. Os chefes de Estado e de Governo da União Europeia iniciaram esta …

Russos atormentam Estados Unidos outra vez. Presidenciais são o alvo

Os serviços secretos norte-americanos estão convencidos de que os russos estão, novamente, a tentar influenciar as presidenciais daquele país. Faltam nove meses para as eleições presidenciais norte-americanas, mas já há suspeitas de que os russos estão …

Processo obscuro e pouco transparente. Expansão do Metro do Porto cria mal-estar

O alargamento do Metro do Porto está a criar mal-estar entre algumas autarquias da área Metropolitana do Porto. Os autarcas falam num processo obscuro e pouco transparente. O protocolo para consolidação da expansão da rede de …