Alunos de escolas encerradas no Alentejo faltam à primeira semana de aulas

Nancy White / Flickr

Escola primária em Santa Clara a Velha, no Alentejo

Escola primária em Santa Clara a Velha, no Alentejo

Os alunos das escolas de Rio de Moinhos (Aljustrel) e Vila Ruiva (Cuba), encerradas este ano, faltaram às aulas esta primeira semana nas “novas” escolas, em protesto contra o fecho dos estabelecimentos de ensino das suas aldeias.

Na primeira semana do novo ano letivo, entre segunda-feira e esta sexta-feira, os 13 alunos da Escola do 1.º ciclo do Ensino Básico de Rio de Moinhos, que o ministério mandou fechar, faltaram às aulas na “nova” escola, o Centro Escolar Vipasca, na sede de concelho, Aljustrel.

Os alunos apresentaram-se escrupulosamente todos os dias na escola de Rio de Moinhos e quem faltou foi o professor“, contou hoje à agência Lusa o presidente da Câmara de Aljustrel, Nelson Brito.

Segundo Nelson Brito, esta sexta-feira, tal como aconteceu entre segunda e quinta-feira, cerca de 50 pessoas, entre elas os 13 alunos, pais e encarregados de educação, voltaram a concentrar-se em frente à escola da aldeia, em protesto contra o fecho do estabelecimento de ensino e a transferência das crianças para Aljustrel, a cerca de quatro quilómetros de distância.

Em Vila Ruiva, no concelho de Cuba, entre segunda-feira e hoje, os 15 alunos apresentaram-se na Escola do 1.º ciclo do Ensino Básico da aldeia, que o ministério mandou fechar, e faltaram às aulas na escola de Vila Alva, a escolhida pela tutela, mas que não é aceite pelos pais.

As crianças jamais irão para Vila Alva“, mas o protesto foi desbloqueado e, a partir de segunda-feira, os 15 alunos e outros dois que entretanto se matricularam vão frequentar a Escola do 1.º ciclo do Ensino Básico de Cuba, conforme acordado na quinta-feira entre os pais e o diretor do estabelecimento de ensino, disse à Lusa o presidente da Junta de Freguesia de Vila Ruiva, Raúl Amaro.

Entretanto, “aguardamos o resultado do recurso” da decisão tomada pelo Tribunal Administrativo e Fiscal (TAF) de Beja de chumbar a providência cautelar que foi interposta para evitar o fecho da escola de Vila Ruiva.

Na segunda-feira, as 44 crianças de Vila Nova da Baronia (Alvito) inscritas no 1.º ciclo também faltaram às aulas, contra o fecho da escola, mas os alunos foram já na quarta-feira para o centro escolar da sede de concelho, segundo disse à Lusa o presidente da Câmara de Alvito, António Valério.

O autarca adiantou que o município “já recorreu para o Tribunal Central Administrativo” da providência cautelar contra o fecho da escola, igualmente chumbada pelo TAF de Beja.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Jovens suspeitos de três homicídios filmaram um “testamento final” com o telemóvel antes de se suicidarem

Bryer Schmegelsky e Kam McLeod, os dois jovens de 18 e 19 anos suspeitos de três homicídios no Canadá e que foram encontrados mortos após duas semanas em fuga, terão filmado um “testamento final” com …

Em resposta a Macron, Putin diz que autoridades agiram para evitar situação igual à dos "coletes amarelos" em França

O Presidente da Rússia Vladimir Putin disse, durante um encontro com o seu homólogo francês Emmanuel Macron, que as autoridades russas agiram para garantir que as manifestações dos seus opositores permanecem dentro "da lei", evitando …

Gémeas que viviam em garagem estavam sinalizadas há seis anos

As gémeas de 10 anos que viviam numa garagem no concelho da Amadora estavam sinalizadas há seis anos pela Comissão de Proteção de Crianças e Jovens (CPCJ) e a sua situação conhecida pelo Ministério Público …

Afinal, duração máxima dos contratos a prazo no Estado também baixa para dois anos

O ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Vieira da Silva, assumiu o compromisso de emitir uma orientação aos serviços da Administração Pública para respeitarem a redução da duração máxima dos contratos a prazo de …

Turistas franceses arriscam seis anos de prisão. Roubaram areia de uma famosa praia em Itália

Um casal francês foi detido ao transportar 40 quilos da famosa areia da ilha da Sardenha, em Itália, e agora pode enfrentar até seis anos de prisão, caso a justiça italiana os considere culpados. O casal …

Pedro Dias transferido de Monsanto para Coimbra

Pedro Dias, condenado a 25 anos de prisão pelo triplo homicídio de Aguiar da Beira, distrito da Guarda, em outubro de 2016, foi transferido da prisão de segurança especial de Monsanto, em Lisboa, para o …

Após três dias de inferno, incêndio na Grã Canária começa a perder força

O incêndio florestal na ilha espanhola de Grande Canária começou esta madrugada a perder força após três dias em que esteve incontrolável, anunciou esta terça-feira o presidente, Ángel Víctor Torres. As primeiras notícias do dia sobre …

Reino Unido bane dois anúncios publicitários que promovem estereótipos de género

No Reino Unido, a Philadelphia e a Volkswagen foram as primeiras vítimas de uma lei que quer banir os preconceitos de género da publicidade. As novas regras, introduzidas no início do ano, proíbem a representação de …

Jovem julgada por dar à luz bebé morto é absolvida

Evelyn Hernández foi condenada a 30 anos de prisão por cometer homicídio agravado em 2017, depois de ter dado à luz um nado-morto na casa-de-banho. Esta segunda-feira, o tribunal de El Salvador absolveu a jovem …

Presidente da Autoridade Palestiniana demite todos os assessores

O presidente da Autoridade Nacional Palestiniana (ANP), Mahmud Abbas, demitiu esta segunda-feira todos os seus assessores, indicou o seu gabinete sem dar pormenores, enquanto analistas atribuíram a decisão às dificuldades orçamentais daquele órgão provisório de …