Alibaba desenvolveu programa que faz reconhecimento facial de uigures

O gigante chinês do comércio eletrónico Alibaba desenvolveu um programa de computador capaz de identificar os uigures, a minoria étnica chinesa de origem muçulmana, através de reconhecimento facial, avançou o jornal norte-americano New York Times.

Um portal do Alibaba explicou como usar um software de reconhecimento facial para detetar uigures e outros membros de minorias étnicas em fotos e vídeos, explicou o New York Times.

Os textos em questão foram, entretanto, retirados da Internet pela empresa chinesa.

As autoridades chinesas exercem há alguns anos uma política de segurança máxima na região de Xinjiang, onde os uigures são predominantes, após violentos conflitos étnicos entre os chineses muçulmanos e os han, a etnia predominante na China.

As autoridades chinesas atribuíram os conflitos a ataques perpetuados por “separatistas” e “terroristas” uigures.

Pequim enfrenta crescente pressão diplomática devido às acusações de que mantém detidos um milhão de uigures em centros de doutrinação política no extremo noroeste do país.

Antigos detidos revelaram que foram forçados a criticar o islão e a sua própria cultura e a jurar lealdade ao Partido Comunista Chinês (PCC), num reminiscente da Revolução Cultural (1966-1976), lançada pelo fundador da República Popular da China, Mao Zedong.

Pequim, que negou inicialmente a existência destas instalações, diz agora tratar-se de “centros de treinamento vocacional” destinados a distanciar a população do extremismo religioso.

O Alibaba, grupo de comércio online líder na China, diversificou nos últimos anos para computação em nuvem, supermercados e até cinema.

Na semana passada, também o grupo chinês de telecomunicações Huawei foi acusado de testar software para reconhecimento facial dos uigures.

A empresa negou as acusações, mas não conseguiu convencer o jogador de futebol Antoine Griezmann. O avançado francês do FC Barcelona rompeu contrato com o grupo, do qual era embaixador desde 2017.

Xinjiang converteu-se, nos últimos anos, num estado policial, com pontos de controlo policial e câmaras de circuito fechado, equipadas com reconhecimento facial, a tornarem-se omnipresentes.

Em 2009, a capital de Xinjiang, Urumqi, foi palco dos mais violentos conflitos étnicos registados nas últimas décadas na China, entre os uigures e a maioria Han.

O ano de 2014 foi marcado também por um ataque com faca na estação de comboios de Kunming, que deixou 31 mortos, e outro com explosivos, contra um mercado em Urumqi, capital de Xinjiang, que fez 39 mortos, ambos perpetuados por uigures, segundo o Governo chinês.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Barcelona: foram campeãs europeias mas pedem outro treinador

Época inédita no futebol feminino do Barcelona não é sinónimo de continuidade do técnico vencedor. Jogadoras pedem mudança no banco. O Barcelona protagonizou uma época histórica e inédita no futebol feminino. A equipa catalã foi novamente …

PSD/Porto diz que escolha de António Oliveira para Gaia foi "erro de casting"

O presidente do PSD/Porto disse esta segunda-feira que a escolha de António Oliveira para encabeçar a candidatura à Câmara de Vila Nova de Gaia foi “um erro de casting”, pelo que encara a desistência deste …

Há mais três mortos e 756 novos casos de covid-19

De acordo com o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS), nas últimas 24 horas registaram-se mais 756 casos de infeção por covid-19 e três pessoas morreram. A região de Lisboa e Vale do Tejo regista …

Mensagem em garrafa atravessou o Atlântico e foi encontrada nos Açores

Três anos depois de ter sido lançada ao mar, uma mensagem numa garrafa uniu dois adolescentes separados pelo Oceano Atlântico. Em 2018, durante um feriado (25 de novembro) no estado norte-americano de Rhode Island, no leste …

Afinal, autoagendamento só avança para maiores de 37 anos (e não 35)

O autoagendamento da vacina contra a covid-19 vai ficar disponível apenas para pessoas com mais de 37 anos esta segunda-feira, ao contrário do que informou, domingo, a task-force de vacinação. Ao contrário do que estava previsto, …

Retomado voo entre Portugal e a China após duas semanas de suspensão

Depois de ter sido suspensa por duas semanas, a ligação aérea entre Portugal e a China foi retomada este fim de semana. A ligação aérea entre Portugal e a China foi retomada este fim de semana, …

Líder do CDS diz que Portugal é uma "república das bananas" que já nem pune os criminosos

O líder do CDS, Francisco Rodrigues dos Santos, acusou o Governo de "descongestionar as cadeias à boleia de um pretexto sanitário". O regime especial de perdão das penas, aprovado em abril de 2020, continua em vigor, …

Há quatro mestrados portugueses entre os melhores do mundo segundo o Financial Times

Uma lista anual publicada pelo Financial Times ordena as 55 escolas de gestão em todo o mundo que mais se destacam nos 17 indicadores avaliados por esta publicação. O mestrado em Finanças da Nova School of …

Há cada vez mais denúncias de assédio. Motorista de autocarros de Coimbra foi suspenso após importunar jovem

Um motorista de autocarros de Coimbra foi suspenso depois de ter sido filmado enquanto assediava uma jovem num veículo dos SMTUC, a empresa de transportes públicos da cidade. O caso está a dar destaque a …

"A pandemia precipitou uma epidemia." Fungo negro disparou pela Índia desde a segunda vaga

A mucormicose, uma doença fúngica rara e frequentemente mortal, explodiu em toda a Índia durante a pandemia de covid-19. “A pandemia precipitou uma epidemia”, disse Bela Prajapati, otorrinolaringologista no Hospital Civil, na Índia, ao The New …