Griezmann rompe com a Huawei após revelações sobre tratamento de uigures

Juanjo Martin / EPA

O internacional francês Antoine Griezmann, que alinha pelo FC Barcelona, rompeu contrato com a Huawei depois de terem sido publicados documentos que dão conta que a gigante tecnológica chinesa recorreu a sistemas de Inteligência Artificial para detetar pessoas uigur no meio de multidões.

O anúncio foi feito pelo próprio jogador através das suas redes sociais, numa publicação onde não só anuncia o fim da parceria com a Huawei, como também pede à marca que denuncie a repressão dos uigures na China.

“Após fortes suspeitas de que a Huawei contribuiu para o desenvolvimento de um ‘alerta uigur’ através do uso de um software de reconhecimento facial, encerro imediatamente a minha parceria com a empresa”, pode ler-se na nota.

“Aproveito ainda a ocasião para convidar a Huawei não só a negar estas acusações, mas também a tomar o quanto antes ações específicas para condenar esta repressão massiva e a utilizar a sua influência para contribuir em prol do respeito dos direitos humanos”, escreveu o avançado do Barça, embaixador da Huawei desde 2017.

Em declarações à emissora britânica BBC, um porta-voz da marca endereçou um convite para falar pessoalmente com o jogador, garantindo que as tecnologias que desenvolve não têm como objetivo identificar minorias ou grupos étnicos.

“Gostaríamos de estender o convite para falar com pessoalmente com o jogador, para explicar o trabalho que está a ser realizado atualmente a mais alto nível, dentro da empresa, para abordar as questões de direitos humanos, igualdade e discriminação em todos os níveis. As nossas tecnologias não são projetadas para identificar grupos étnicos”.

E acrescentou: “A não discriminação está no cerne dos nossos valores como empresa“.

As acusações à Huawei

Um documento divulgado pelo jornal norte-americano The Washington Post mostra que a Huawei usou IA para detetar pessoas uigur no meio de multidões.

 De acordo com um documento assinado por representantes da Huawei e descoberto pela organização IPVM, a empresa tecnológica chinesa Huawei testou um software de reconhecimento facial, com capacidade para identificar pessoas da minoria oprimida Uigur no meio de multidões e alertar as autoridades governamentais.
Na China, a etnia muçulmana é perseguida e detida em campos de concentração.

Segundo essa informação, em 2018 a Huawei começou a trabalhar com a startup especializada em reconhecimento facial Megvii, no sentido de criar um sistema de câmaras assente na IA que conseguisse examinar rostos e estimar a idade, sexo e etnia.

No caso do sistema detetar um Uigur, enviava um alarme à polícia da China, onde os cidadãos deste grupo étnico de fé muçulmana estão a ser detidos em massa e enviados para campos de concentração geridos pelo estado chinês.

O documento em questão foi removido do site da Huawei pouco depois de o jornal norte-americano ter inquirido a empresa sobre o mesmo.

A Huawei e a Megvii reconheceram a autenticidade do documento depois de o Washington Post ter publicado a notícia. A Huawei disse que o sistema ainda não foi usado, e a Megvii garantiu que os seus sistemas não são usados para discriminar certas etnias.

ZAP ZAP //

 

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

RESPONDER

Pentear o cabelo pode tornar-se uma tarefa mais fácil com a ajuda de um robô

Uma equipa de cientistas desenvolveu recentemente um braço robótico com uma escova de cabelo macia, equipada com uma câmara que ajuda o braço a "ver" e a avaliar a ondulação, para oferecer ao utilizador uma …

Benfica 4-3 Sporting | Águia vence dérbi espectacular

Mas que grande dérbi! Benfica e o novo campeão Sporting presentearam os adeptos com um jogo espectacular, um dos melhores dos últimos anos em Portugal, com futebol de ataque e golos, muitos golos. Foram nada menos …

Portugal é o 2.º país com mais divórcios e menos casamentos na UE

A taxa de casamentos na União Europeia caiu drasticamente nos últimos 55 anos, ao mesmo tempo que a taxa de divórcios subiu. Portugal é o segundo país onde esta tendência mais prevalece. De acordo com dados …

"É parte da nossa identidade". Pequena cidade na Suécia luta para preservar uma antiga língua moribunda

A organização Ulum Dalska, sediada numa pequena cidade sueca chamada Älvdalen, tem uma missão. Durante décadas, os seus membros têm trabalhado arduamente para ajudar a salvar a língua elfedaliana, um remanescente do nórdico antigo. "Tivemos a …

Papa diz que abuso infantil é uma espécie de “assassinato psicológico”

O Papa Francisco criticou hoje o abuso infantil dizendo que é “uma espécie de ‘assassinato psicológico’ e, em muitos casos, um cancelamento da infância” e pediu para “parar de encobrir” o fenómeno da pedofilia. Francisco falava …

Jerónimo considera “precipitado” discutir Orçamento de 2022 e “deitar borda fora” o atual

O secretário-geral do PCP, Jerónimo de Sousa, considerou hoje “no mínimo precipitado” antecipar a posição do partido sobre o próximo Orçamento do Estado e “deitar borda fora” a concretização do atual. À margem de uma visita …

Plano da CIA para capturar Bin Laden originou um problema de saúde pública no Paquistão

Um novo estudo indica que um plano secreto da CIA para capturar Osama Bin Laden, no início de 2011, teve como consequência uma queda significativa das taxas de vacinação no Paquistão. O plano, que usava uma …

GNR deteve nove pessoas em Vilar Formoso por situações de emigração ilegal

A GNR deteve sete homens estrangeiros por permanência ilegal no país e dois homens, também estrangeiros, por suspeita de auxílio à emigração ilegal, com idades entre 30 e 40 anos, na fronteira de Vilar Formoso, …

Norte-americana ganhou 26 milhões na lotaria (mas destruiu bilhete durante lavagem de roupa)

A mulher garante que é a premiada da Loteria da Califórnia e, como tal, a dona dos 26 milhões de dólares. Contudo, segundo revela a imprensa americana, o bilhete ficou esquecido no bolso das suas …

Metrobus vai circular no Porto no final de 2023. Terá sete paragens da Boavista à Praça do Império

Ao que tudo indica, os autocarros 100% elétricos devem começar a circular no final de 2023. A ligação de metrobus entre a Rotunda da Boavista e a Praça do Império, no Porto, terá sete paragens …