China terá apagado imagens de um mapa (para ocultar campos de detenção de uigures)

O Governo chinês está a ser acusado de apagar imagens de campos de detenção de uigures de um dos serviços de mapas mais populares do país.

Esta semana, o Buzzfeed News comparou aplicações de mapeamento ocidentais e chineses e revelou que Pequim terá apagado imagens de campos, prisões e instalações militares do serviço de mapeamento Baidu.

O Baidu, que oferece um serviço de satélite muito semelhante ao Google Maps, tem sede na China e é frequentemente sujeito a uma censura rigorosa. No entanto, ao verificar os espaços em branco, o BuzzFeed encontrou uma vasta rede de “268 complexos recém-construídos”, muitos dos quais contêm vários centros de detenção.

“Assim que descobrimos que poderíamos replicar o fenómeno dos ladrilhos em branco de forma confiável, começámos a olhar para outros campos cujas localizações já eram conhecidas para ver se poderíamos observar a mesma coisa lá”, escreve o BuzzFeed. “Tendo estabelecido que provavelmente poderíamos encontrar campos de detenção desta forma, examinámos as imagens de satélite do Baidu em Xinjiang”.

No total, havia cinco milhões de ladrilhos mascarados em Xinjiang”, concluiu o portal.

Segundo o Buzzfeed, essas imagens escondiam “bases militares e campos de treino, prisões, centrais de energia, mas também minas e algumas instalações comerciais e industriais.”

A China tem estado debaixo de fogo devio à detenção de uigures, cazaques e outras minorias muçulmanas no estado de Xinjiang, no extremo oeste da China.

Em novembro do ano passado, o jornal norte-americano New York Times recebeu 403 páginas de documentos internos do governo chinês e avançou que foram criados mais de 500 campos de concentração onde minorias étnicas eram submetidos a tortura, violação e experimentação médica. Alguns documentos mostram mesmo que os uigures têm sido submetidos a um sistema de “lavagem cerebral”.

Em fevereiro deste ano, novos documentos revelaram que as autoridades chinesas estavam a monitorizar os movimentos e comportamento dos uigures e pessoas estavam a ser enviadas para campos por causa da sua barba e por terem demasiados filhos.

Recentemente, foi noticiado que a China está tentar reduzir a taxa de natalidade entre uigures e outras minorias para conter a população muçulmana do país.

Desde 2014, até dois milhões de muçulmanos uigures e outras minorias étnicas foram detidos em campos como parte de uma suposta campanha antiterrorista. A China insistiu que está a administrar o que chama de centros de “treino vocacional” para combater o extremismo na região.

As práticas repressivas do Governo chinês têm vindo a ser denunciadas por várias organizações não governamentais de defesa dos direitos humanos, as Nações Unidas e por vários governos, nomeadamente o Governo turco. Perante as acusações, as autoridades chinesas preferiam chamar a estes centros, campos de formação em regime de internato.

ZAP //

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. E não acontece aquí?
    A realeza holandesa tapou o palácio na Haia no Google maps, provavelmente por aí algo clandestino acontecer

  2. Isto apareceu num documentario da PBS (EUA) em detalhe — os campos de concentração, e ver como entram e depois saem — completamente indocrinizados e onde cortam quaisquer laços com a família (é uma das várias caracteristicas das seitas/cultos.)

  3. Sinceramente não percebo depois de todo o que China faz, os nossos governantes não impedem que controlem o país. Cada vez estão a por mais nas mãos deles. Sabemos que a importações subiram, qual foi a percentagem de produtos que vieram da china.

RESPONDER

Itália: Da crise pandémica à crise política. Conte tem agora o voto de confiança dos deputados

O primeiro-ministro italiano, Giuseppe Conte, obteve ontem a confiança dos deputados para se manter no governo, depois da demissão de duas ministras do partido Itália Viva (IV) ter aberto uma crise política, deixando o governante …

"Risco de readmissão é grande". Quase um terço dos infetados voltou ao hospital (e um em cada oito morreu)

De acordo com um estudo recente realizado no Reino Unido, quase um terço das pessoas que tiveram alta de um internamento por problemas de saúde relacionados com a covid-19, em Inglaterra, regressaram ao hospital pela …

Fecho das escolas "seria a medida mais forte de saúde pública"

O encerramento das escolas "seria a medida mais forte de saúde pública a ser tomada", perante a existência de um "teto falso" na deteção de novos casos e o aparecimento da variante inglesa, defendeu esta …

"Ato ditatorial" e "humilhação cruel". Mourinho criticado por optar por Gedson em vez de Dele Alli

O ex-futebolista Stan Collymore chamou Mourinho de ditador e criticou o facto de ter deixado Dele Alli de fora dos convocados em detrimento de Gedson Fernandes. Stan Collymore, antigo jogador do Liverpool, criticou José Mourinho pela …

Preços das casas devem descer neste ano (e deixam a banca em risco)

Após se terem aguentado mais ou menos estáveis em 2020, apesar da pandemia de covid-19, os preços das casas devem começar a descer neste ano com o prolongar da crise sanitária. Uma situação que preocupa …

Sem promessas para 2022, Governo admite criar “escalões intermédios” na Função Pública

A ministra da Modernização do Estado e da Administração Pública, Alexandra Leitão, admitiu, em entrevista ao ECO, rever a tabela salarial da Função Pública e criar “escalões intermédios para as progressões intermédias”. Em entrevista ao jornal …

@AnaMartinsGomes. A gladiadora do Twitter é candidata a Belém

Se há arena onde a candidata socialista a Belém se sente confortável, é o Twitter. Palco de grandes partilhas e encruzilhadas, é inegável que essa rede social marca o caminho da diplomata. Ana Gomes é conhecida …

Rui Rio apela ao Governo por "confinamento a sério" e lembra que este "não existe para ser popular"

Rui Rio desafia o Governo a "impor um confinamento a sério em nome do interesse nacional". Na sua conta no Twitter, o líder do PSD escreve que "um Governo não existe para ser popular mas …

FC Porto ameaça não ir a jogo. Sporting acusa "dragões" de "pressão inaceitável"

O Sporting acusou segunda-feira o FC Porto de estar a "pressionar, de forma absolutamente inaceitável, as autoridades da Saúde e a Liga" para que Nuno Mendes e Sporar falhem hoje as meias-finais da Taça da …

Empresas de comércio e serviços propõem suspensão de alguns impostos

Com o novo confinamento geral, a maioria das empresas de comércio e serviços volta a fechar portas. Por isso, pedem-se mais apoios ao Governo, considerando que os já anunciados são insuficientes. Em declarações à rádio Renascença, …