China terá apagado imagens de um mapa (para ocultar campos de detenção de uigures)

O Governo chinês está a ser acusado de apagar imagens de campos de detenção de uigures de um dos serviços de mapas mais populares do país.

Esta semana, o Buzzfeed News comparou aplicações de mapeamento ocidentais e chineses e revelou que Pequim terá apagado imagens de campos, prisões e instalações militares do serviço de mapeamento Baidu.

O Baidu, que oferece um serviço de satélite muito semelhante ao Google Maps, tem sede na China e é frequentemente sujeito a uma censura rigorosa. No entanto, ao verificar os espaços em branco, o BuzzFeed encontrou uma vasta rede de “268 complexos recém-construídos”, muitos dos quais contêm vários centros de detenção.

“Assim que descobrimos que poderíamos replicar o fenómeno dos ladrilhos em branco de forma confiável, começámos a olhar para outros campos cujas localizações já eram conhecidas para ver se poderíamos observar a mesma coisa lá”, escreve o BuzzFeed. “Tendo estabelecido que provavelmente poderíamos encontrar campos de detenção desta forma, examinámos as imagens de satélite do Baidu em Xinjiang”.

No total, havia cinco milhões de ladrilhos mascarados em Xinjiang”, concluiu o portal.

Segundo o Buzzfeed, essas imagens escondiam “bases militares e campos de treino, prisões, centrais de energia, mas também minas e algumas instalações comerciais e industriais.”

A China tem estado debaixo de fogo devio à detenção de uigures, cazaques e outras minorias muçulmanas no estado de Xinjiang, no extremo oeste da China.

Em novembro do ano passado, o jornal norte-americano New York Times recebeu 403 páginas de documentos internos do governo chinês e avançou que foram criados mais de 500 campos de concentração onde minorias étnicas eram submetidos a tortura, violação e experimentação médica. Alguns documentos mostram mesmo que os uigures têm sido submetidos a um sistema de “lavagem cerebral”.

Em fevereiro deste ano, novos documentos revelaram que as autoridades chinesas estavam a monitorizar os movimentos e comportamento dos uigures e pessoas estavam a ser enviadas para campos por causa da sua barba e por terem demasiados filhos.

Recentemente, foi noticiado que a China está tentar reduzir a taxa de natalidade entre uigures e outras minorias para conter a população muçulmana do país.

Desde 2014, até dois milhões de muçulmanos uigures e outras minorias étnicas foram detidos em campos como parte de uma suposta campanha antiterrorista. A China insistiu que está a administrar o que chama de centros de “treino vocacional” para combater o extremismo na região.

As práticas repressivas do Governo chinês têm vindo a ser denunciadas por várias organizações não governamentais de defesa dos direitos humanos, as Nações Unidas e por vários governos, nomeadamente o Governo turco. Perante as acusações, as autoridades chinesas preferiam chamar a estes centros, campos de formação em regime de internato.

ZAP //

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. E não acontece aquí?
    A realeza holandesa tapou o palácio na Haia no Google maps, provavelmente por aí algo clandestino acontecer

  2. Isto apareceu num documentario da PBS (EUA) em detalhe — os campos de concentração, e ver como entram e depois saem — completamente indocrinizados e onde cortam quaisquer laços com a família (é uma das várias caracteristicas das seitas/cultos.)

  3. Sinceramente não percebo depois de todo o que China faz, os nossos governantes não impedem que controlem o país. Cada vez estão a por mais nas mãos deles. Sabemos que a importações subiram, qual foi a percentagem de produtos que vieram da china.

RESPONDER

China inaugurou o comboio mais rápido do mundo

O comboio-bala maglev, que pode atingir uma velocidade de 600 quilómetros por hora, fez a sua estreia em Qingdao, na China, esta semana. Tal como conta a cadeia televisiva CNN, este comboio-bala maglev foi desenvolvido pela …

Quatro portugueses detidos em Espanha por alegada violação de duas mulheres

A polícia espanhola anunciou, este sábado, ter detido quatro cidadãos portugueses por suposta violação múltipla e abusos sexuais a duas mulheres de 22 e 23 anos, numa pensão em Gijón, no norte do país. Segundo a …

Stonehenge pode perder estatuto de património mundial da UNESCO

Depois de Liverpool, também Stonehenge pode perder o estatuto de património mundial da UNESCO. O aviso surge após o secretário dos transportes, Grant Shapps, ter dado luz verde aos planos de construção de um túnel …

Mais 20 mortes e 3396 casos de covid-19. Não havia tantos óbitos desde março

Portugal registou, este sábado, mais 20 mortes e 3396 casos de infeção pelo novo coronavírus, segundo o último boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo com o último boletim da DGS, dos 3396 novos …

"Integral confiança". Chega segura militantes acusados de agredir homossexual

O Chega anunciou, esta sexta-feira, que mantém "integral confiança" nos candidatos e estruturas local e distrital de Viseu, referindo que só se pronunciará sobre alegadas agressões de motivação homofóbica naquela cidade depois de apurados os …

Há dezenas de autarcas envolvidos em processos sem fim à vista

Dezenas de autarcas foram neste mandato acusados por corrupção, negócios imobiliários duvidosos e abuso de poder, entre outros, em processos judiciais que se arrastam, na maioria, sem desfecho à vista a dois meses de novas …

Milhares de pessoas manifestam-se na Austrália contra o confinamento

Milhares de australianos manifestaram-se, este sábado, em várias cidades do país contra as restrições impostas pelo Governo para controlar o aumento de casos de covid-19. Em Sidney, cerca de mil manifestantes protestaram contra o confinamento decretado …

Há 406 farmácias com testes comparticipados pelo Estado

Há 406 farmácias de 104 laboratórios em Portugal continental com testes comparticipados pelo Estado. Saiba quais. O Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge (INSA) atualizou recentemente a lista das farmácias e laboratórios que disponibilizam testes …

Há 33 cursos com emprego garantido. Abandono no Ensino Superior aumentou

Este ano, há 30 licenciaturas e três mestrados integrados sem recém-diplomados inscritos no Instituto de Emprego e Formação Profissional. Segundo o Observador, o número total (33) é inferior ao de 2020 e de 2019, quando foram …

Chegada de emigrantes obriga autarcas do Interior a apertar as regras

Os autarcas do Interior do país, sobretudo de regiões onde a variante Delta ainda não se impôs e o número de novos casos de covid-19 não limita o quotidiano das populações, estão preocupados com o …