//

Na Alemanha, há um carro elétrico que é praticamente grátis

4

Compradores de carros na Europa podem agora ter um novo carro elétrico praticamente gratuito. Graças aos novos subsídios da Alemanha, alguns são mesmo grátis.

Num esforço para recuperar a procura de carros, os governos europeus estão a investir na indústria através de subsídios. De acordo com a Bloomberg, a Alemanha está a dar incentivos dinanceiros tão altos que Renault Zoe EV de cinco portas mais vendido é essencialmente gratuito.

No início de julho, o governo alemão duplicou a sua contribuição para novos compradores de veículos elétricos. Juntamente com o suporte do fabricante, isso significava que os compradores poderiam obter cerca de 9.000 euros para comprar um novo veículo de emissão zero.

O Renault Zoe EV gratuito aplica-se a veículos alugados. O contrato de arrendamento cobre a depreciação e o uso do veículo nos dois primeiros anos. No final desse período, os proprietários terão de pagar uma taxa final se quiserem assumir a propriedade total do carro.

Como resultado dos incentivos financeiros, potenciais compradores em França e na Alemanha estão a reunir-se para showrooms virtuais, uma vez que as compras presenciais foram bastante afetadas pela pandemia.

“Se tivéssemos mais equipa de vendas, teríamos vendido ainda mais“, disse Wolfgang Huber, chefe de vendas de carros elétricos da Autohaus Koenig na Alemanha, em declarações à Bloomberg. “Esperávamos um aumento nas vendas com os subsídios, mas esta corrida realmente atingiu-nos.”

A demanda pelo veículo deverá duplicar este ano quando comparada ao ano passado em França.

Os subsídios  da Alemanha também tornaram outros veículos significativamente mais baratos. O novo MINI Cooper SE totalmente elétrico está a ser oferecido por um revendedor por cerca de 26 euros por semana.

A notícia surge depois de os compradores de carros nos Países Baixos terem recebido um subsídio de 9,89 milhões de euros do governo holandês num recorde de oito dias.

Este é mais um sinal promissor de que a eliminação progressiva dos carros com motores de combustão interna está em andamento em todo o mundo. Vários países da Europa anunciaram planos de proibir carros a gasolina em favor de veículos elétricos em questão de décadas. As principais cidades europeis estão a liderar o processo, com proibições para veículos movidos a diesel em vigor até 2025.

  ZAP //

4 Comments

  1. Por cá também irá haver incentivos iguais! Começaram por atrair compradores de carros eléctricos com uns escassos subsídios e sobretudo o carregamento de baterias grátis, agora já se paga ou vai pagar e depois brevemente terão o preço da electricidade ao valor que o governo muito bem entender pois são necessários impostos e esta é uma forma de os ir buscar rapidamente. Condenados a viver caro!

    • Sempre assim foi, os governos são traidores, anunciam um benefício e depois castigam quem já não pode optar por outra solução.
      Veja-se, por exemplo, o caso dos carros a diesel, começou por o gasóleo custar um terço do valor da gasolina e já estão quase ao mesmo valor.
      Com papas e bolos se enganam os tolos.

    • Seja qual for o combustível, há impostos para pagar. Quando só houver eléctricos, pagarão o mesmo que os actuais.
      Se andarmos todos de bicicleta em vez de carro… paga-se na mesma.

  2. Podem sempre parar de votar nos mesmos a 40 anos kem sabe uma nova alternativa seria de ponderar …… Reclamar sem nada fazer de concreto é bem português …..

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE