Agência japonesa vai reproduzir acidente de Fukushima

cephir / Flickr

-

A Agência de Energia Atómica do Japão anunciou hoje que vai recriar, em pequena escala, a fusão ocorrida nos reactores da central nuclear acidentada de Fukushima (nordeste) para melhorar a resposta a um desastre deste tipo.

O objectivo é obter dados para compreender melhor o que aconteceu nas unidades afetadas, principalmente sobre quando e como se fundiram as barras de combustível no interior do reator, noticiou o diário Yomiuri.

“Os resultados vão ajudar-nos a prever melhor a eficácia de medidas de emergência como, por exemplo, a realização de uma injeção de água dentro de um reactor, para lidar com um acidente nuclear”, explicou um porta-voz da agência ao jornal.

A experiência vai decorrer no reactor de investigação de segurança nuclear de Tokai, cerca de 110 quilómetros a norte de Tóquio.

A agência japonesa pretende colocar no núcleo do reator, junto do combustível nuclear, uma barra de urânio, de cerca de 30 centímetros, dentro de uma cápsula de aço inoxidável, de maneira que não possa ser atingida pelo líquido refrigerador.

Isto vai imitar o que aconteceu em Fukushima, onde o corte de energia eléctrica desencadeado pelo maremoto de 11 de março de 2011 deixou inoperacionais os sistemas de refrigeração dos reatores.

Assim que o reator de Tokai comece a funcionar, os neutrões emitidos pelo combustível em torno da cápsula vão levar a barra de urânio a entrar em fusão, quando a temperatura atingir os dois mil graus centígrados.

Quando a barra arrefecer e solidificar, será estudada e posteriormente armazenada num depósito de combustível usado.

No acidente nuclear de março de 2011, na central de Fukushima Daiichi, os reatores um, dois e três sofreram fusões dos núcleos. Cada um deles tinha, no interior, entre 25 mil e 35 mil barras de combustível, como a que vai ser usada nesta experiência, embora as de Fukushima fossem maiores (de cerca de 4,5 metros).

A empresa gestora da central, a TEPCO, foi incapaz de recolher dados relativos à temperatura e ao nível da água no interior dos reactores devido ao apagão registado nas instalações. De acordo com as estimativas dos técnicos, as barras de combustível começaram a fusão entre quatro a 77 horas após o sismo.

A agência nipónica afirmou que vai começar a fabricar a cápsula em abril, mas não divulgou a data exata da experiência.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Novo planeta gigante detetado a orbitar estrela que dista 63,4 anos-luz da Terra

O novo planeta tem uma massa cerca de três mil vezes maior do que a da Terra e orbita a sua estrela a uma distância quase três vezes superior à que separa o Sol do …

Inaugurada em Lisboa clínica dentária gratuita para jovens até os 18 anos

A Santa Casa da Misericórdia abriu esta terça-feira, em Lisboa, uma clínica de saúde oral, com consultas grátis para todas as crianças e jovens até os 18 anos, que vivam ou estudem dentro do concelho. O …

Família mais rica do mundo enriquece a quatro milhões de dólares por hora

Desde o último boletim de riqueza que a Bloomberg publicou, em junho do ano passado, no seu ranking das famílias mais ricas do mundo, a fortuna dos Walton cresceu 39 mil milhões de dólares, para …

Espanha. PSOE rejeita proposta "inviável" do Podemos para coligação

O Partido Socialista Operário Espanhol (PSOE) rejeitou nesta terça-feira a proposta do Unidas Podemos para uma coligação fovernamental, que considera "inviável", e convidou a plataforma de esquerda a encontrar "outras fórmulas" que facilitem a governabilidade …

Ex-Presidente do Sudão admite ter recebido mais de 80 milhões da Arábia Saudita

O antigo Presidente do Sudão, que foi deposto em abril após vários meses de protestos, começou a ser julgado esta segunda-feira por corrupção. O julgamento por corrupção do ex-Presidente do Sudão, Omar al-Bashir, começou esta segunda-feira e, …

Hong Kong. Funcionário do consulado britânico desaparece após enviar mensagem à namorada a pedir para rezar por ele

A 08 de agosto, Simon Cheng Man-kit, de 28 anos, estava a regressar a Hong Kong depois de ter estado na cidade chinesa Shenzhen. No momento em que, a bordo de um comboio de alta …

Open Arms. Procurador siciliano ordena apreensão do navio e desembarque imediato dos ocupantes

Luigi Patronaggio, o procurador da cidade de Agrigento, na Sicília, ordenou esta terça-feira a apreensão do navio Open Arms e o desembarque imediato dos quase 100 migrantes africanos que este levava a bordo. O jurista, que …

Jovens suspeitos de três homicídios filmaram um “testamento final” com o telemóvel antes de se suicidarem

Bryer Schmegelsky e Kam McLeod, os dois jovens de 18 e 19 anos suspeitos de três homicídios no Canadá e que foram encontrados mortos após duas semanas em fuga, terão filmado um “testamento final” com …

Em resposta a Macron, Putin diz que autoridades agiram para evitar situação igual à dos "coletes amarelos" em França

O Presidente da Rússia Vladimir Putin disse, durante um encontro com o seu homólogo francês Emmanuel Macron, que as autoridades russas agiram para garantir que as manifestações dos seus opositores permanecem dentro "da lei", evitando …

Gémeas que viviam em garagem estavam sinalizadas há seis anos

As gémeas de 10 anos que viviam numa garagem no concelho da Amadora estavam sinalizadas há seis anos pela Comissão de Proteção de Crianças e Jovens (CPCJ) e a sua situação conhecida pelo Ministério Público …