Adeptos do México provocaram sismo a festejar golo à Alemanha no Mundial

Jorge Nunez / EPA / EFE

Adeptos do México celebram golo à Alemanha no Mundial 2018.

O Instituto de Pesquisas Geológicas e Atmosféricas do México revela que os adeptos da sua Selecção provocaram um sismo aquando dos festejos do golo marcado à Alemanha, no Mundial 2018.

O golo marcado por Hirving Lozano aos 35 minutos do jogo garantiu ao México uma surpreendente vitória sobre a Alemanha, e originou um pequeno sismo no México, segundo aponta o Instituto de Pesquisas Geológicas e Atmosféricas do México (IIGEA).

No seu perfil no Twitter, a entidade revela que os milhões de adeptos mexicanos fizeram a terra tremer de tal forma que as movimentações dos festejos foram captadas por sensores de actividade sísmica.

O IIGEA refere que o terramoto registado na Cidade do México “começou de forma artificial”, “possivelmente devido a saltos massivos durante o golo da Selecção“. “Pelo menos dois sensores (sísmicos) da Cidade do México o detectaram às 11:32 horas”, aponta o Instituto.

O horário apontado pelo IIGEA corresponde exactamente a sete segundos depois do golo marcado por Lozano.

Todavia, esta constatação do IIGEA é encarada com cepticismo por alguns sismólogos.

“Eu já ouvi este tipo de alegação feita muitas vezes, sobre os mais diversos eventos desportivos, mas acho difícil de acreditar”, constata na BBC um sismólogo do Serviço Geológico dos EUA (USGS na sigla original em Inglês).

“Esse tipo de ocorrência é altamente improvável, mas é difícil confirmar ou negar sem ter todos os dados”, refere este elemento.

Este sismólogo lembra que o México “é uma região em que há muita actividade sísmica“, e admite que o facto de a terra ter tremido na altura do golo pode ter sido uma mera coincidência.

Cientistas do Serviço Geológico Britânico também afirmam à BBC que a possibilidade de os adeptos começarem um pequeno terramoto é “altamente improvável”.

Mas podemos estar aqui perante uma mera divergência de semântica, relativamente ao termo usado para descrever o que aconteceu na Cidade do México depois do golo.

O director da Agência Geológica do México, Carlos del Ángel, diz que houve “uma aceleração sísmica artificial“, o que não é o mesmo que um terramoto, que é causado pelo movimento das placas tectónicas.

Ángel não duvida de que houve “um tremor causado pela actividade humana”, mas que “foi imperceptível para o público em geral” e “apenas sentido pelo equipamento de medição”.

E como é que podem ter tanta certeza de que os mexicanos a saltarem activaram os sismógrafos, e de que não se trata de uma mera coincidência com alguma pequena actividade tectónica?

“Só dois aparelhos detectaram a movimentação”, explica Ángel citado pela BBC. “Um no sul da cidade e outro no centro”, ou seja, “perto das praças onde as pessoas estavam reunidas para assistir à partida”, conclui.

ZAP // BBC

PARTILHAR

RESPONDER

Cientistas desenvolveram mini-cérebros (quase) humanos

Cientistas norte-americanos enviaram para a Estação Espacial Internacional (EEI) aglomerados de células nervosas, chamadas de mini-cérebros, que estão, agora, a desenvolver-se de formas que os investigadores não imaginavam ser possível. Os organóides foram criados a partir …

Um medicamento comum utilizado para tratar a diarreia pode ajudar a combater células cancerígenas agressivas

Um fármaco comum prescrito para tratar a diarreia pode ajudar a combater um tipo agressivo de cancro cerebral (glioblastoma), sugere uma nova investigação levada a cabo pela Universidade de Frankfurt, na Alemanha. Em causa está …

"Bola de fogo" cruzou o céu sobre o Mediterrâneo a 105 mil quilómetros por hora

Uma "bola de fogo" atravessou o mar Mediterrâneo e o norte de Marrocos na noite de quarta-feira, a 105.000 quilómetros por hora. A bola de fogo foi observada por um projeto científico espanhol a uma velocidade …

Duterte rejeita que a filha o vá suceder na liderança das Filipinas. "Isto não é para mulheres"

O líder das Filipinas, Rodrigo Duterte, descartou, na quarta-feira, a hipótese de a filha o vir a suceder no próximo ano, acrescentando que a presidência não é tarefa para uma mulher por causa das …

"Uma memória a flutuar no oceano." Encontrada, dois anos depois, uma mensagem numa garrafa

Uma mensagem no interior de uma garrafa sobreviveu a uma viagem de dois anos pelo oceano. Recentemente, chegou às mãos de um ativista ecológico, enquanto limpava uma praia da Papua Nova Guiné. Em novembro do ano …

As células imortais de Henrietta Lacks revolucionaram a Ciência

O ano de 1951 foi muito importante no campo da biotecnologia e, surpreendentemente, tudo começou com a chegada de Henrietta Lacks a um hospital norte-americano. Descendente de escravos, Loretta Pleasant nasceu a 1 de agosto de …

Humanidade não será capaz de controlar máquinas superinteligentes, avisam cientistas

Uma equipa de investigadores do Instituto Max Planck para o Desenvolvimento Humano sugere que seria impossível controlar máquinas superinteligentes. A tecnologia de Inteligência Artificial (IA) continua a evoluir de vento em popa, enquanto alguns cientistas e …

Em 1950, a vacinação em massa salvou a Escócia

Em 1950, Glasgow, na Escócia, viu-se a braços com um surto de varíola e o cenário era muito semelhante ao que vivemos hoje: as autoridades sanitárias tentavam rastrear todos os contactos de pessoas portadoras do vírus, …

Japonês aluga-se a si próprio "para não fazer nada". E tem milhares de clientes

Um homem japonês que ganha a vida a alugar-se a si próprio “para não fazer nada” atraiu milhares de clientes. O negócio começou em 2018. Por 10.000 ienes (cerca de 79 euros) - mais despesas com …

Documentos de vacinas roubados por hackers também foram "manipulados"

A Agência Europeia do Medicamento, entidade reguladora da União Europeia (UE), informou este sábado que os documentos da vacina contra a covid-19 roubados e colocados na Internet por hackers foram também "manipulados". A manipulação aconteceu depois …