Acções da PT em mínimo histórico

tuvalkin / Flickr

-

As ações da PT SGPS registaram hoje um mínimo histórico, ao tocar nos 57 cêntimos, a três dias da assembleia-geral de acionistas, perante o aumento das incertezas sobre o futuro da empresa.

Cerca das 12:25, os títulos da PT SGPS lideravam as perdas do PSI20, principal índice da bolsa portuguesa, ao recuarem 9,69% para 0,578 euros, abaixo da barreira dos 60 cêntimos.

A assembleia-geral de acionistas da PT SGPS para votar a proposta de venda da PT Portugal aos franceses da Altice, que foi suspensa a 12 de janeiro, foi remarcada para quinta-feira, 22 de janeiro, antes da assembleia de obrigacionistas da brasileira Oi.

A suspensão da reunião magna serviu para a administração da PT SGPS divulgar informação que a Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) considerava relevante para os acionistas, entre os quais os pareceres jurídicos sobre o processo de fusão entre a empresa portuguesa e a brasileira Oi.

Apesar da informação já ter sido divulgada, há incertezas, tendo Henrique Granadeiro, ex-presidente da PT considerado, em declarações ao semanário Expresso que a venda da PT Portugal, que está nas mãos da operadora brasileira desde maio de 2014, visa apenas libertar “os acionistas da Oi das suas dívidas e a Oi da dívida dela”.

Henrique Granadeiro sublinha ainda que quando a PT SGPS renegociou o acordo com a Oi, no âmbito do processo de combinação de negócios, a empresa portuguesa não sabia que a Oi tinha a intenção de vender a PT Portugal, caso contrário não teria havido negociação.

As dúvidas sobre a concretização do processo de fusão foram contrariadas pela Oi, que veio na passada sexta-feira garantir que não estava em incumprimento e que a venda da PT Portugal, que tem a Meo, Sapo, entre outros serviços, é o melhor para todos os acionistas.

Recentemente, a PT SGPS viu-se a braços com o lançamento de uma Oferta Pública de Aquisição (OPA) pela empresária angolana Isabel dos Santos, operação que caiu por terra em dezembro, e com as recentes buscas à sua sede e a divulgação do relatório da PriceWaterhousecoopers (PwC) sobre as aplicações financeiras da empresa na Rioforte, do Grupo Espírito Santo (GES).

A PT SGPS detém, actualmente, 39,73% da operadora brasileira Oi, dos quais 35,81% diretamente e o restante através de posições indirectas.

Paralelamente, a Oi, tem 10% da PT SGPS.

Após a concretização da prevista combinação de negócios entre a PT SGPS e a Oi, que dará origem a uma nova entidade, está previsto que os accionistas da empresa portuguesa fiquem com uma posição de 25,58% dessa nova entidade.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Trump obriga grupo chinês a vender operações do TikTok nos EUA

O Presidente norte-americano deu, na sexta-feira, 90 dias ao grupo chinês ByteDance para vender as suas operações do TikTok nos Estados Unidos, segundo um decreto presidencial assinado por Donald Trump. Trump tem acusado nos últimos meses, …

Pandemia fez com que quase metade dos portugueses poupe menos

Quase metade dos portugueses (48%) afirma poupar menos devido ao impacto da pandemia, embora mais de um terço assuma que a crise sanitária está a ter um efeito positivo nos seus gastos, segundo um estudo …

"Ministra da Insensibilidade Social". CDS pede a demissão de Ana Mendes Godinho

O CDS criticou este sábado a reação da ministra a Solidariedade Social à morte de 18 idosos num lar em Reguengos de Monsaraz e considerou que Ana Mendes Godinho desvaloriza o impacto da pandemia nos …

Esgotos de dois milhões de portugueses monitorizados para prever segunda vaga de covid-19

Os esgotos de dois milhões de portugueses estão a ser monitorizados para detetar a eventual presença do vírus da covid-19 e prever uma nova vaga. O Jornal de Notícias avança este sábado que a análise está …

Covid-19. Mais 198 infetados e 3 mortes em Portugal

Portugal registou nas últimas 24 horas mais 198 casos de infeção por covid-19 e três óbitos, de acordo com o boletim epidemiológico publicado pela Direção-Geral da Saúde (DGS). O boletim epidemiológico Direção-Geral da Saúde (DGS) desde …

Média já divulgaram publicidade institucional (mas Estado ainda não lhes pagou)

O Sindicato dos Jornalistas lamentou esta sexta-feira que o Governo não tenha disponibilizado os 15 milhões de euros relativos à compra antecipada de publicidade institucional, vincando que o executivo está em dívida com as empresas …

Autoridades admitem que extrema-direita vá vigiar manifestações antifascistas de domingo

A Frente Unitária Antifascista anunciou que vai organizar no próximo domingo duas manifestações - uma Lisboa (Praça Luís de Camões) e outra no Porto (Avenida dos Aliados). O mote é a luta contra o fascismo. Estas manifestações …

Marcelo não entende por que Portugal continua na "lista negra" do Reino Unido (e leu os relatórios de Reguengos)

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, disse, em declarações transmitidas pela RTP3, que não entende porque é que Portugal continua na "lista negra" do Reino Unido. Em declarações transmitidas pela RTP3 a partir de …

Estado só recuperou 21% dos créditos tóxicos do BPN

O Estado apenas recuperou 21% dos créditos tóxicos do Banco Português de Negócios, que derivaram da nacionalização da instituição bancária em 2008. Até final de 2019, o Estado só conseguiu recuperar 21% da carteira de créditos …

Novas matrículas "só" vão durar 45 anos (por causa das palavras obscenas)

O novo formato de matrículas entrou em vigor a 2 de março. As novas matrículas vão durar menos tempo do que poderiam porque não serão usadas combinações “que possam formar palavras ou siglas que se …