Brasil vai investigar fusão que não avançou entre PT e Oi

O regulador brasileiro do mercado de capitais instaurou dois processos administrativos relacionados com a operação de fusão anunciada em 2013 entre a brasileira Oi e a então Portugal Telecom, liderada na altura por Zeinal Bava.

A Comissão do Mercado de Valores (CVM) informa, no seu site, “que, na sua rotina de supervisão” sobre fatos envolvendo a Oi, instaurou dois inquéritos administrativos.

Um dos inquéritos tem como objetivo apurar a “eventual violação de deveres fiduciários relacionados à reestruturação societária da companhia, divulgada por meio de facto relevante em 2 de outubro de 2013, e suas alterações”, lê-se no comunicado, referindo-se ao dia em que foi divulgado o memorando de intenções para a realização da combinação de negócios entre a Oi e a ex-PT, atual Pharol.

O outro processo visa apurar “eventuais irregularidades relacionadas à Oferta Pública Global da Oi S.A. registada na CVM em 19 de fevereiro de 2014, inclusive no que concerne à avaliação de ativos”.

No dia 20 de fevereiro de 2014, a PT anunciou a assinatura dos acordos definitivos relativos à combinação dos negócios, segundo referia o comunicado publicado no regulador português (CMVM).

No documento, referia que “em complemento ao comunicado divulgado em 2 de outubro de 2013, a Portugal Telecom, SGPS anuncia que foram ontem celebrados os instrumentos contratuais definitivos que regulam as etapas necessárias à implementação da operação que culminará na fusão entre a PT, a Oi, a Telemar Participações e as sociedades brasileiras controladoras da TmarPart, com vista a constituírem uma única e integrada sociedade cotada brasileira, a CorpCo”.

Na mesma data, acrescentava o documento, o Conselho de Administração da Oi aprovou a realização de pedido de registo à CVM de oferta pública de distribuição primária de ações ordinárias e preferenciais da Oi, a ser realizada simultaneamente no Brasil e no exterior, ou seja, via aumento de capital da Oi.

No âmbito deste aumento de capital, a PT (atual Pharol) iria contribuir com a totalidade dos seus ativos operacionais, como a MEO, por exemplo.

A fusão entre as duas empresas nunca chegou a avançar, devido ao investimento feito pela PT de 897 milhões de euros em papel comercial da Rioforte, do Grupo Espírito Santo (GES), que hoje está nas mãos da Pharol (com 27,5% da Oi) e que continua sem ser devolvido.

Já a PT Portugal, dona da Meo, foi vendida ao grupo francês Altice.

/Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Deve ser mais ou menos uma trapalhada como esta da guerra que por aqui vai de fatos e facto, uma arruína empresas e economias a outra a ortografia de uma língua!

RESPONDER

Quem pode suceder a Solskjaer no United? Conte está em cima da mesa, mas CR7 quer Zidane

A onda de maus resultados do United têm posto em causa o técnico Ole Gunner Solskjaer. Conte está interessado, mas Ronaldo quer voltar a ser orientado por Zinedine Zidane. Os recentes maus resultados do Manchester United …

Há 42 anos, andámos "À Boleia pela Galáxia" - e descobrimos a resposta para a vida, o universo e tudo mais

Assinalam-se este mês os 42 anos da série de livros de ficção científica de Douglas Adams. Mais de quatro décadas depois, a história excêntrica continua relevante e a atrair fãs. Muitos filósofos questionaram-se durante séculos sobre …

F.C. Porto 1-0 Milan | Dragão em fúria banaliza italianos

A fúria do Dragão. O relógio marcava o minuto 65. O nulo perdurava, as tentativas portistas em busca da glória eram imensas – no total, 20 remates contra apenas quatro do AC Milan –, assim …

Veículo autónomo da Waymo

Os carros autónomos da Waymo estão a ser atraídos para uma rua sem saída

Os veículos autónomos da Waymo, detida pela Alphabet que é também a mãe da Google, são constantemente encaminhados para uma rua sem saída em São Francisco, nos Estados Unidos. Para já, ninguém sabe porquê. Nas últimas …

Com as ruas inundadas, casal indiano usa panela de cozinha para se deslocar para o próprio casamento

Um casal indiano foi transportado para o seu casamento por um meio de transporte incomum: uma panela de cozinha. Com as ruas do estado de Kerala inundadas, após chuvas torrenciais, esta foi a única forma …

OE2022: PCP propõe eliminação do adicional de ISP e da “dupla tributação” dos combustíveis

O PCP anunciou hoje que irá propor em sede de Orçamento para 2022 a eliminação do “adicional” ao Imposto sobre Produtos Petrolíferos (ISP) e da dupla tributação dos combustíveis e insistir na fixação de preços …

Besiktas 1-4 Sporting | Tratado leonino deixa turcos KO

O Sporting foi à Turquia somar a primeira vitória no Grupo C da Liga dos Campeões, ao bater o Besiktas por 4-1. Um desfecho fundamental para a equipa de Alvalade continuar a acalentar esperanças de apuramento …

Lei de David. Reino Unido pondera acabar com anonimato online depois de esfaqueamento de deputado

A morte de David Amess está a suscitar um debate no Reino Unido sobre a segurança dos deputados e os insultos de que as figuras políticas são alvo nas redes sociais. Depois do deputado conservador David …

"Não há acordo". Bloco e Governo continuam às turras por causa do OE, mas há mais reuniões previstas

Os bloquistas não se mostraram satisfeitos com o resultado da reunião com o executivo e exigem mais cedências do Governo. Ambos os lados confirmam que ainda se vão encontrar mais vezes para debater o Orçamento. "Não …

Dois mortos e 450 feridos em manifestações para assinalar protestos de 2019 no Chile

Dois mortos e 450 detidos foi o resultado da violência registada em Santiago do Chile, na sequência de uma manifestação para celebrar o segundo aniversário dos protestos de 2019 contra a desigualdade social no país. A …