Académicos chineses assinam petição a exigir liberdade de expressão

Luca Zennaro / EPA

Vários académicos e outras centenas de cidadãos chineses assinaram uma petição na qual exigem que seja protegido o direito à liberdade de expressão no país.

De acordo com o jornal South China Morning Post, a petição online, dirigida ao Congresso Nacional do Povo (o Parlamento chinês), faz cinco exigências: proteger o direito à liberdade de expressão; discutir esta questão nos encontros do congresso; fazer do dia 6 de fevereiro o dia nacional da liberdade de expressão; garantir que ninguém é punido, ameaçado, interrogado, censurado ou detido pelo seu discurso; e, por fim, que os residentes de Wuhan e da província de Hubei tenham acesso a um tratamento equitativo, nomeadamente no que diz respeito aos cuidados de saúde.

6 de fevereiro foi escolhido para assinalar a liberdade de expressão, uma vez que se trata do dia em que o médico Li Wenliang morreu, vítima do Covid-19 e que tentou alertar a comunidade médica para a existência de um novo coronavírus, tendo sido recriminado pela polícia e acusado de “espalhar rumores”.

Segundo o jornal, alguns dos subscritores da petição já estão sob pressão, como é o caso da socióloga Guo Yuhua, professora na Universidade Tsinghua, e do seu colega e professor de Direito Xu Zhangrun, cujas contas na rede social WeChat foram bloqueadas.

Na semana passada, o jurista escreveu um artigo com duras críticas a Pequim pela forma como tem atuado nesta situação do coronavírus e ao regime, incluindo ao Presidente Xi Jinping, considerando que o “sistema político colapsou sob a tirania”.

Zhangrun tem estado sob vigilância das autoridades e, em 2018, já tinha sido impedido de dar aulas na faculdade chinesa por ter escrito outro artigo em que criticava a decisão do Executivo de acabar com o limite de dois mandatos presidenciais.

Para Yuhua, a petição online “pode ser apenas outro gesto que é travado antes de ter qualquer consequência”, mas considera que, mesmo assim, “é importante assumir uma posição”.

Ao mesmo jornal, outro professor de Direito que assinou a petição, Zhang Qianfan, da Universidade de Pequim, afirmou tê-lo feito como forma de luta pelo direito do povo à informação, por ser essa a chave para conter crises de saúde pública.

“Será necessário algum tempo para perceber se todo este descontentamento irá colocar em causa a legitimidade do Governo de Pequim”, disse, acrescentando que tudo dependerá das “consequências do atual surto para a economia nacional”.

O coronavírus já infetou mais de 40 mil pessoas e matou mais de mil na China continental, com casos de pessoas infetadas em mais de 20 países.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. xi, caramba, mas não sabem com quem se estão a meter, esse grupo do Mr. Shithole não para brincaras, os Direitos da Raça Humana para eles são Lixo!
    Tenham cuidado, vão desaparecer um a um.
    Esses gajos são umas bestas Humanas, disfarçados de cordeiros

RESPONDER

Mulher que vestia camisola com capa do Charlie Hebdo ferida em Londres

Uma mulher que vestia uma camisola estampada com uma capa da revista satírica francesa Charlie Hebdo foi ferida levemente com arma branca no domingo em Hyde Park, em Londres, informou a polícia, que pediu colaboração …

Novo Banco. Comissão de inquérito aprova que resolução do BES foi "fraude política"

A comissão de inquérito ao Novo Banco aprovou uma proposta do PCP de alteração ao relatório referindo que a resolução do BES e a sua capitalização inicial, de 4.900 milhões de euros, foi "uma fraude …

BCP prevê saída de mais de 800 trabalhadores e admite despedimento coletivo

O presidente do BCP disse esta segunda-feira que deverão sair do banco mais de 800 trabalhadores, abaixo da meta inicial de 1.000, mas que depende dos funcionários que aceitarem rescindir e mantém a possibilidade de …

Jogos Olímpicos. Ouro e prata para atletas de...13 anos

Pódio muito jovem na estreia do skate feminino. A espreitar o pódio ficou uma norte-americana com quase o triplo da idade. O skate está a "viver" os seus primeiros dias na história dos Jogos Olímpicos. Inserido …

SEF e PSP reforçam fiscalização às regras aplicáveis nas viagens de avião

O SEF e a PSP reforçaram a fiscalização nos aeroportos às regras do tráfego aéreo devido às variantes de covid-19 e ao aumento do número de voos previsto para as próximas semanas, segundo um despacho …

Ramalho Eanes defende que Otelo "tem direito a lugar de proeminência" na História

O ex-presidente da República Ramalho Eanes defendeu esta segunda-feira que Otelo Saraiva de Carvalho, falecido no domingo, tem direito a um "lugar de proeminência histórica", apesar "da autoria" do que considerou "desvios políticos perversos, de …

Hidilyn Diaz dá primeira medalha de ouro de sempre às Filipinas

A filipina Hidilyn Diaz deu esta segunda-feira a primeira medalha de ouro de sempre ao seu país em Jogos Olímpicos, ao conquistar a categoria de -55 kg de halterofilismo em Tóquio2020. Depois de ter sido segunda …

Londres e Paris assinam acordo de segurança marítima para o Canal da Mancha

Os governos britânico e francês assinaram esta segunda-feira um tratado de cooperação em segurança marítima em caso de ameaças, como ataques a navios que operam no Canal da Mancha. O Governo do Reino Unido explicou, em …

Estudantes ingleses deverão estar vacinados contra a covid-19 para assistir a aulas nas universidades

Governo britânico estará a considerar a obrigatoriedade de apresentação de certificado de vacinação contra a covid-19 nas salas de aula, auditórios e residências das universidades, não estando previstas na medida alternativas como um teste negativo …

Mali. Morreu o homem suspeito de tentar matar Presidente interino

O governo do Mali anunciou a morte do homem acusado de tentativa de homicídio do Presidente de transição do Mali, coronel Assimi Goita, sob detenção dos serviços de segurança malianos. "Durante as investigações, o estado …