Mais de 500 funcionários públicos vão ajudar SNS. Camas de cuidados intensivos podem chegar às 1.000

António Pedro Santos / Lusa

A ministra da Saúde, Marta Temido, anunciou, em entrevista ao Público e à Renascença, que mais de 500 funcionários públicos vão integrar as equipas de rastreio do Serviço Nacional de Saúde (SNS).

Na entrevista conjunta ao jornal Público e à Renascença, Marta Temido, ministra da Saúde, assumiu atrasos no rastreio epidemiológico e anunciou a ajuda de militares e mais de 500 funcionários públicos para libertar profissionais de saúde dos inquéritos.

A governante garantiu que os funcionários públicos, incluindo professores, já foram contactados, faltando neste momento a formação.

“Neste momento, no Norte, estão a ser formados diariamente cerca de uma dúzia de militares que estão a colaborar numa metodologia específica de primeiro contacto com as pessoas que são casos de infeção”, disse a ministra.

Reconhecendo que a situação atual “é complexa, grave e que exige uma gestão diária de grande esforço pelas unidades de saúde e de grande articulação entre as unidades de saúde”, Marta Temido adiantou que as camas nos Cuidados Intensivos têm sido um foco de preocupação.

Apesar de o número de internados nas Unidades de Cuidados Intensivos aumentar diariamente, a ministra garantiu que a capacidade para doentes infetados com covid-19 pode duplicar e chegar às 1.000 camas. 

“Este número é já com prejuízo à resposta a outras áreas de atividade”, alertou a governante.

“O número de camas de cuidados intensivos de que dispomos no SNS tem alguma capacidade de ajustamento e isso significa que tem sido possível diariamente, semanalmente”, disse Marta Temido.

Segundo a ministra, no final de novembro, vão abrir mais 28 camas no Centro Hospitalar de Vila Nova de Gaia/Espinho e 11 camas no Hospital Fernando da Fonseca.

Relativamente às medidas de confinamento aplicadas nos próximos dois fins de semana nos concelhos de maior risco, a ministra reconheceu que a informação pode ser confusa.

“Quando pedimos que a partir das 13 horas ou nas vésperas do feriado a partir das 15h ficassem em casa, não foi para elas fazerem tudo o que pretendiam fazer nesse dia no período da manhã, foi para as pessoas evitarem contactos. É difícil passar esta mensagem, é muito difícil e, sobretudo, é muitas vezes muito difícil porque não há agora uma coesão social como existia na primeira onda”, disse.

Na mesma entrevista, a ministra não descartou a possibilidade de haver um confinamento mais severo. “Estamos a aguentar-nos, a procurar quebrar a curva. Dezembro vai ser necessariamente um mês muito difícil e um mês particularmente exigente para todos”, afirmou Marta Temido.

Em relação ao plano de vacinação, Marta Temido referiu que há uma equipa constituída que tem “como missão a entrega de um plano para a vacinação contra a covid-19 em Portugal e que vai reunir”. Esse plano deverá chegar “até meados de dezembro”.

Quanto às vacinas da gripe, a ministra informou que já foram vacinadas cerca de 1,5 milhões pessoas e que há “cerca de 300 mil doses em stock”, sendo que esta semana vão chegar mais 200 mil. “Até ao final da primeira semana de dezembro, o programa estará completo“.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. “Não era para fazer tudo de manhã”?….com todos os estabelecimentos comerciais encerrados da parte da tarde?….bem até ficava mais barato, era pegar e andar…

RESPONDER

É (quase) certo: melhor participação de sempre de Portugal em Jogos Olímpicos

Terceira medalha já igualou os dois melhores registos de sempre. Mas é muito provável que Portugal ainda conquiste, no mínimo, mais uma medalha. Claro que o título deste artigo é arriscado. Mas não é assim tão …

Tiago Barbosa Ribeiro formaliza candidatura à Câmara do Porto e diz ter "ótima" relação com Costa

Secretário-geral do Partido Socialista não esteve presente na apresentação da candidatura do Tiago Barbosa Ribeiro à Câmara Municipal, a qual só aconteceu depois da desistência de Eduardo Pinheiro, secretário de Estado da Mobilidade, por falta …

Portugal já recebeu os primeiros 2,2 mil milhões de euros do PRR

A Comissão Europeia desembolsou, esta terça-feira, 2,2 mil milhões de euros a Portugal referente ao pré-financiamento de 13% do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR), num montante global de 16,6 mil milhões de euros. A primeira …

Começou a dança das cadeiras. 4 autarcas saltam de Câmara (e fintam lei da limitação de mandatos)

De forma a contornarem a lei da limitação de mandatos, quatro autarcas vão candidatar-se a outros municípios nas eleições de 26 de setembro. A dança das cadeiras começou. O Jornal de Negócios apurou que, nestas eleições, …

"On the Move." Governo britânico terá criado um site para dissuadir requerentes de asilo

O Ministério do Interior do Reino Unido terá criado um website dirigido aos requerentes de asilo com pedidos "enganosos" para os dissuadir de viajarem para o país. Foram também difundidos anúncios no Facebook e no …

Saiu para correr e nunca mais voltou. Ativista bielorrusso encontrado enforcado num parque em Kiev

Vitali Shishov estava desaparecido desde segunda-feira. As autoridades anunciaram hoje que o ativista foi encontrado morto num dos parques de Kiev, perto do local onde residia. Vitaly Shishov, diretor da organização não-governamental Casa da Bielorrússia na …

Mesmo para os vacinados, o certificado digital tem validade de seis meses

O sistema de certificados está em funcionamento desde o dia 1 de julho, mas os portugueses ainda têm algumas dúvidas e problemas que passam, por exemplo, pela validade do documento. Estão disponíveis três tipos de certificados, …

PS aponta o dedo à direita e Bloco. "Quiseram transformar este inquérito num ajuste de contas"

O Partido Socialista (PS) entregou, esta segunda-feira, uma longa declaração de voto para explicar a oposição à versão final do relatório da comissão de inquérito ao Novo Banco. Na extensa declaração de voto, o PS divulga …

Simone Biles conquista a medalha de bronze no regresso à competição

A ginasta norte-americana conquistou a medalha de bronze na trave, esta terça-feira, uma semana depois de se ter retirado da competição por equipas dos Jogos Olímpicos Tóquio 2020 por questões de saúde mental. Simone Biles, que …

Professores pedem aumento de vagas no Superior. Governo fecha a porta

O Ministério do Ensino Superior fecha para já a porta ao aumento de vagas no Ensino Superior pedido pelos professores, que falam num "problema de justiça". Esta segunda-feira, foram conhecidas as médias nos exames nacionais, que …