Costa admite segunda onda de covid-19. E dá 4 de maio como limite para normalizar ensino

Julien Warnand / EPA

Esta sexta-feira, em entrevista à Rádio Renascença, o primeiro-ministro disse que não é altura de se “baixar a guarda” e assegurou que a decisão mais difícil é a da reabertura das escolas.

Para vencer esta batalha contra a covid-19, é preciso “reforçar a confiança das pessoas”. Em entrevista à Renascença na manhã desta sexta-feira, o primeiro-ministro mostrou-se impressionado com o facto de o mundo ter atingido um milhão de infetados e pediu a continuação do “enorme esforço coletivo” que se tem vindo a verificar nos últimos dias.

António Costa deixou claro que toda a situação é complicada, mas sublinhou que a decisão que cria “maior ansiedade” é a de saber se há condições reabrir as escolas, uma decisão que só será tomada depois do dia 7 de abril, altura em que o Governo voltará a ouvir a opinião dos especialistas em saúde pública.

Ainda assim, o governante apontou o dia 4 de maio como a data limite para que as escolas voltem à sua atividade normal e para que haja uma época de exames até final de julho.

“A data limite para que o calendário escolar possa ser cumprido, com ensino presencial, designadamente no secundário, é 4 de maio”, revela o primeiro-ministro à Renascença. “Podemos ter época de exames no final de julho e um ciclo de pausa em agosto, com segunda fase em setembro.

O primeiro-ministro reforça que a decisão só será anunciada a 9 de abril e recorda que será baseada na auscultação dos e epidemiologistas, que acontece na terça-feira.

“A data limite para que o calendário escolar possa ser cumprido, com ensino presencial, designadamente no secundário, é 4 de maio. Podemos ter época de exames no final de julho e um ciclo de pausa em agosto, com segunda fase em setembro”, disse António Costa, reforçando, contudo, que a decisão só será anunciada no dia 9 de abril.

Durante a entrevista, o primeiro-ministro lembrou que é preciso impedir que a pandemia cresça de forma exponencial e, para isso, é preciso “não baixar a guarda”, justificando assim a renovação do estado de emergência por mais 15 dias.

“Se há 15 dias podia haver dúvidas, agora é absolutamente imprescindível porque é o mês de maior risco. Este tempo tem de ser percorrido como uma longuíssima maratona”, porque, lembrou, poderá haver uma segunda onda pandémica no inverno, e a vacina só existirá lá para o verão de 2021.

Questionado sobre se o facto de ter anunciado a proibição de circulação fora da zona do concelho de residência durante o período da Páscoa com antecedência não poder levar os cidadãos a sair mais cedo, Costa defendeu que é preciso que as pessoas saibam com antecipação das medidas para se prepararem para as cumprir.

“Não é um castigo. As pessoas não estão em prisão domiciliária. Estão a cumprir um dever”, defendeu o primeiro-ministro.

O chefe do Executivo assume que este é um momento “muito mais difícil” para as pessoas doentes, para as que perderam familiares, para os profissionais de saúde, para as forças de segurança, para as IPSS, do que para si próprio. “Todos estão seguramente pior que eu.” Ainda assim, defendeu que há lições a tirar desta pandemia.

“A reflexão que temos de fazer é que hoje não podemos ter cadeias económicas tão extensas e tão dependentes de um só país que é a China. Essa é a maior lição.”

ZAP //

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. Estão a planear ter uma data limite de 4 de maio para normalizar o ensino… Quer dizer, estão a planear possivelmente reabrir escolas na altura em que vamos estar a chegar ao pico da pandemia em Portugal? Isto não faz qualquer sentido…

  2. As lições a tirar disto tudo, a primeira é que todos os países exijam à China uma explicação concreta de qual a verdadeira origem desta pandemia, a segunda é para que todos os membros da União Europeia assumam a responsabilidade de toda esta dependência da China e que de uma vez por todas ponham ponto final na globalização e na forma de negociar com países terceiros para que a Europa volte a fabricar o que necessita e dê trabalho aos seus cidadãos.

  3. A lição a tirar é que deviam ter colocado de quarentena todas as pessoas que entravam em Portugal. Isso já era percetível em Fevereiro dada a informação conhecida do caso Italiano.

RESPONDER

A cidade mais segura do mundo foi revelada (e é europeia)

Copenhaga foi eleita a cidade mais segura do mundo em 2021 pelo Índice de Cidades Seguras (SCI), da Economist Intelligence Unit. Quando se trata de escolher o destino a visitar, a segurança é um dos aspetos …

Benfica 3-1 Boavista | Águia evolui com Darwin para a vitória

Desde 1982/83 que o Benfica não vencia os primeiros seis jogos no Campeonato. Pois bem, na noite desta segunda-feira, os encarnados venceram o duelo ante o Boavista e fizeram xeque-mate graças ao bis de Darwin …

Milhões de pessoas em risco de tráfico e escravidão devido à crise climática, revela relatório

Milhões de pessoas forçadas a deixar as suas casas por causa da seca severa e ciclones correm o risco da escravidão moderna e de tráfico humano nas próximas décadas, alertou um novo relatório publicado esta …

Mercado teme corrida ao imobiliário com o fim dos vistos gold

A partir de janeiro, segundo as novas regras aplicáveis aos vistos gold, vão deixar de estar abrangidos os investimentos em imobiliário com destino a habitação em Lisboa, no Porto e no litoral. O regime que visa …

Desempregados inscritos no IEFP caem 10% em agosto

O número de desempregados inscritos no Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP) voltou a cair, pelo quinto mês consecutivo. Agosto fechou com 368.404 desempregados inscritos nos serviços públicos de emprego De acordo com os dados …

Agora que a catedral de Notre-Dame está estabilizada, pode dar-se início à reconstrução

Dois anos e meio após o incêndio que devastou a catedral de Notre-Dame, o edifício encontra-se seguro para iniciar o processo de reconstrução, que se espera estar concluído em 2024. Os trabalhos de segurança e consolidação …

Agente de viagens burlou Cristiano Ronaldo em 200 mil euros

Cristiano Ronaldo foi burlado, ao longo de mais de três anos, pela funcionária de uma agência de viagens a quem confiou os seus cartões de crédito e códigos. Jorge Mendes, Gestifute, Nani e Manuel Fernandes …

França diz-se "enganada" pela Austrália após suspensão de contrato de submarinos

Na semana passada, Estados Unidos, Austrália e Reino Unido anunciaram um acordo de defesa que inclui o desenvolvimento de submarinos nucleares na Austrália. O embaixador francês na Austrália, Jean-Pierre Thebault, disse esta segunda-feira que a França …

Sete mortos e 306 infetados nas últimas 24 horas

Portugal registou, esta segunda-feira, 306 novos casos e sete mortes na sequência da infeção por covid-19, de acordo com o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). Segundo o último boletim da Direção-Geral da Saúde, Portugal …

Rússia Unida anuncia vitória nas legislativas

O partido do Kremlin, Rússia Unida, reivindicou no domingo a vitória nas eleições legislativas russas, mas a sua maioria constitucional na Duma, a câmara baixa do parlamento, está ainda por apurar, após a contagem de …