Costa admite segunda onda de covid-19. E dá 4 de maio como limite para normalizar ensino

Julien Warnand / EPA

Esta sexta-feira, em entrevista à Rádio Renascença, o primeiro-ministro disse que não é altura de se “baixar a guarda” e assegurou que a decisão mais difícil é a da reabertura das escolas.

Para vencer esta batalha contra a covid-19, é preciso “reforçar a confiança das pessoas”. Em entrevista à Renascença na manhã desta sexta-feira, o primeiro-ministro mostrou-se impressionado com o facto de o mundo ter atingido um milhão de infetados e pediu a continuação do “enorme esforço coletivo” que se tem vindo a verificar nos últimos dias.

António Costa deixou claro que toda a situação é complicada, mas sublinhou que a decisão que cria “maior ansiedade” é a de saber se há condições reabrir as escolas, uma decisão que só será tomada depois do dia 7 de abril, altura em que o Governo voltará a ouvir a opinião dos especialistas em saúde pública.

Ainda assim, o governante apontou o dia 4 de maio como a data limite para que as escolas voltem à sua atividade normal e para que haja uma época de exames até final de julho.

“A data limite para que o calendário escolar possa ser cumprido, com ensino presencial, designadamente no secundário, é 4 de maio”, revela o primeiro-ministro à Renascença. “Podemos ter época de exames no final de julho e um ciclo de pausa em agosto, com segunda fase em setembro.

O primeiro-ministro reforça que a decisão só será anunciada a 9 de abril e recorda que será baseada na auscultação dos e epidemiologistas, que acontece na terça-feira.

“A data limite para que o calendário escolar possa ser cumprido, com ensino presencial, designadamente no secundário, é 4 de maio. Podemos ter época de exames no final de julho e um ciclo de pausa em agosto, com segunda fase em setembro”, disse António Costa, reforçando, contudo, que a decisão só será anunciada no dia 9 de abril.

Durante a entrevista, o primeiro-ministro lembrou que é preciso impedir que a pandemia cresça de forma exponencial e, para isso, é preciso “não baixar a guarda”, justificando assim a renovação do estado de emergência por mais 15 dias.

“Se há 15 dias podia haver dúvidas, agora é absolutamente imprescindível porque é o mês de maior risco. Este tempo tem de ser percorrido como uma longuíssima maratona”, porque, lembrou, poderá haver uma segunda onda pandémica no inverno, e a vacina só existirá lá para o verão de 2021.

Questionado sobre se o facto de ter anunciado a proibição de circulação fora da zona do concelho de residência durante o período da Páscoa com antecedência não poder levar os cidadãos a sair mais cedo, Costa defendeu que é preciso que as pessoas saibam com antecipação das medidas para se prepararem para as cumprir.

“Não é um castigo. As pessoas não estão em prisão domiciliária. Estão a cumprir um dever”, defendeu o primeiro-ministro.

O chefe do Executivo assume que este é um momento “muito mais difícil” para as pessoas doentes, para as que perderam familiares, para os profissionais de saúde, para as forças de segurança, para as IPSS, do que para si próprio. “Todos estão seguramente pior que eu.” Ainda assim, defendeu que há lições a tirar desta pandemia.

“A reflexão que temos de fazer é que hoje não podemos ter cadeias económicas tão extensas e tão dependentes de um só país que é a China. Essa é a maior lição.”

ZAP ZAP //

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. Estão a planear ter uma data limite de 4 de maio para normalizar o ensino… Quer dizer, estão a planear possivelmente reabrir escolas na altura em que vamos estar a chegar ao pico da pandemia em Portugal? Isto não faz qualquer sentido…

  2. As lições a tirar disto tudo, a primeira é que todos os países exijam à China uma explicação concreta de qual a verdadeira origem desta pandemia, a segunda é para que todos os membros da União Europeia assumam a responsabilidade de toda esta dependência da China e que de uma vez por todas ponham ponto final na globalização e na forma de negociar com países terceiros para que a Europa volte a fabricar o que necessita e dê trabalho aos seus cidadãos.

  3. A lição a tirar é que deviam ter colocado de quarentena todas as pessoas que entravam em Portugal. Isso já era percetível em Fevereiro dada a informação conhecida do caso Italiano.

RESPONDER

Rio Ave 0 - 2 Sporting | Leão invicto com uma garra no “caneco”

O Sporting registou o 31º jogo consecutivo sem perder na Liga NOS. Na visita ao Rio Ave, os “leões” venceram o Rio Ave por 2-0 e estão muito perto de conquistar o ceptro de campeões …

Taylor's lança vinho do Porto produzido na vindima de 1896 (e custa uma pequena fortuna)

A Taylor's vai lançar um "raro" vinho do Porto produzido na vindima de 1896, na Região Demarcada do Douro, e que tem uma edição limitada de 1.700 decantadores de cristal, embalados numa luxuosa caixa de …

"Este calendário pode ser muito mais perigoso do que finalizar o campeonato"

Dois treinadores de equipas femininas de andebol analisaram a sucessão de jornadas duplas em fins-de-semana consecutivos. Diogo Guerra avisa: "Este calendário é uma irresponsabilidade enorme. Só espero que ninguém se aleije". A primeira divisão nacional feminina …

Mulher dá à luz nove bebés, mais dois do que mostraram as ecografias

Uma mulher de 25 anos deu à luz nove bebés, mais dois do que mostraram as várias ecografias realizadas ao longo da gravidez. O caso aconteceu no Mali. Este está a ser considerado um recorde mundial …

Andrea Bocelli dá dois concertos em Coimbra em 25 e 26 de junho

O tenor italiano Andrea Bocelli vai atuar no Estádio Cidade de Coimbra em 25 e 26 de junho, em dois concertos que contam com a participação da fadista Mariza. "Em cumprimento das normas de segurança e …

Califórnia vai ter o maior sistema de armazenamento de energia não hidrelétrica do mundo

A empresa canadiana Hydrostor, que fornece soluções de armazenamento de energia de longa duração, revelou esta semana que irá desenvolver 1.000 MW de CAES na Califórnia, de acordo com um comunicado. O CAES é um tipo …

Seis anos e mil milhões de links depois, cientistas concluem que a Internet está a crescer (e a encolher)

Uma equipa de investigadores analisou mil milhões de links ao longo de seis anos e concluiu que a Internet está tanto a crescer como a encolher. O mundo online está em constante expansão — sempre agregando …

Há estranhas rádios-fantasma na Rússia (e exploradores entraram numa delas)

Aos 14 anos, um jovem comprou um rádio de ondas curtas e estava a testá-lo quando encontrou a transmissão errada - uma rádio fantasma. Imagine que é um entusiasta da rádio, sozinho à noite, a trabalhar …

Dinheiro e refeições grátis. A Sérvia vai recompensar os cidadãos que forem vacinados

O Presidente da Sérvia, Aleksandar Vucic, anunciou esta quarta-feira que serão pagos 25 euros aos cidadãos já vacinados contra a covid-19 e aos que se vão vacinar até final de maio, uma iniciativa original no …

Ivã, o (não tão) Terrível. Aliado de Putin reescreve história para reabilitar reputação do primeiro czar da Rússia

Segundo um alto funcionário russo, Ivã, o Terrível, não era terrível e a sua reputação de tirano cruel é o resultado de uma campanha de difamação realizada pelo Ocidente no século XVI. Nikolai Patrushev, o poderoso …