100 mil vacinados por dia na próxima semana. Doentes em consultas externas podem ser inoculados nos hospitais

Mário Cruz / Lusa

O coordenador da task force da vacinação contra a covid-19 anunciou esta terça-feira que os doentes acompanhados em consultas externas vão poder ser vacinados nos próprios hospitais, um processo que deve iniciar-se na próxima semana.

“Estamos a organizar um processo em que todos os doentes que estão em consulta externa, porque são doentes mais graves, também sejam vacinados no contexto hospitalar imediatamente dentro das próprias consultas dos hospitais”, afirmou o vice-almirante Henrique Gouveia e Melo, em entrevista à RTP3.

Segundo o responsável do plano de vacinação, que se iniciou no final de 2020, este procedimento “facilita muito o processo” de vacinar as pessoas com doenças e contribui também para uma “vacinação mais segura”.

“Estamos a preparar o processo. Não costumámos demorar muito tempo a preparar estes processos”, disse Gouveia e Melo, que admitiu que esta vacinação em contexto hospitalar possa arrancar já na próxima semana.

Para a próxima semana está previsto “começar a vacinar mais de 100 mil pessoas por dia”, “caso não haja contratempos na entrega das vacinas”, acrescentou o coordenador da task force.

Se não existirem contratempos na entrega das vacinas que estão previstas chegar a Portugal, a meta de ter 70% da população vacinada com a primeira dose contra o vírus SARS-CoV-2 será atingida entre o final de julho e agosto.

Recuperados vacinados após seis meses

Esta terça-feira, a Direção-Geral da Saúde (DGS) atualizou a norma da vacinação, ficando agora definido que os doentes que já recuperaram de covid-19 podem ser vacinados após ter terminado a vacinação das pessoas com mais de 60 anos, desde que tenham passado pelo menos seis meses sobre a data em que lhes foi feito o diagnóstico. Os recuperados serão chamados de acordo com a faixa etária a que pertencem.

De acordo com o jornal Público, a versão anterior referia que os seis meses eram contados a partir do dia em que era dada alta de isolamento. Com a nova versão, fica definido que “os seis meses são contados desde o dia da notificação do caso”. Independentemente da vacina, será administrada aos recuperados apenas uma dose.

Já as pessoas que ficaram infetadas após a primeira dose “devem ser vacinadas com uma dose da mesma vacina, após seis meses da notificação da infeção por SARS-CoV-2”.

A vacinação das pessoas entre os 16 e os 79 anos que decorre por ordem descendente de idade decorre “em paralelo” com a das pessoas com 16 ou mais anos que tenham pelo menos uma das doenças que as tornam prioritárias nesta segunda fase. Estas lista inclui-se cancro cativo, transplantação, diabetes, VIH e esclerose lateral amiotrófica.

Quanto ao grupo de resiliência, a lista atual ficou concentrada nos “profissionais de saúde envolvidos na prestação de cuidados a doentes e profissionais envolvidos no sistema de resposta à pandemia”, como os profissionais envolvidos na prestação de cuidados a doentes, no seu transporte – bombeiros e Cruz Vermelha Portuguesa –, profissionais diretamente envolvidos em serviços de apoio hospitalar e cuidados de saúde primários e estudantes do último ano dos cursos de Medicina e de Enfermagem.

Maioria das pessoas maiores de 65 tomou uma dose

De acordo com os números divulgados pela task force de vacinação, citados pelo semanário Expresso, 93% das pessoas em Portugal com 80 anos ou mais já tomaram pelo menos uma dose da vacina – valor que é de 71% entre quem tem 65 e 79 anos.

Em relação à vacinação completa, 82% das pessoas com 80 ou mais já tomaram as duas doses, enquanto apenas 7% da população entre os 65 e os 79 tem a vacinação completa.

Na população com 50-64 anos, 19% tomou uma dose e 4% as duas; nos 25-49, 11% tomou uma e 4% as duas; nos 18-24 é de 4% e 2%, respetivamente.

Além disso, 386 pessoas até aos 17 anos tomaram uma dose e 232 já têm a vacinação completa.

Assim, 25% da população já tomou uma dose, o que significa que três em cada quatro pessoas em Portugal ainda não iniciaram o processo de vacinação. Quase um milhão de pessoas (9% da população) já tomou as duas doses.

O processo está mais avançado no Centro e no Alentejo, onde 30% e 32% da população já tomou uma dose, valor que é respetivamente de 12% e 13% entre quem tomou as duas. Seguem-se a Madeira (27% tomou uma dose e 9% as duas) e o Algarve (22% e 8%). Na região Norte, 24% da população tomou uma dose e 8% as duas, valor que é respetivamente de 23% e 8% em Lisboa e Vale do Tejo. Nos Açores é onde menos pessoas tomaram a primeira dose (20%), sendo que 9% tomaram as duas.

Um estudo do Instituto de Saúde Pública da Universidade do Porto revelou que a intenção de ser vacinado contra a covid-19 foi maior nas pessoas com 60 ou mais anos e menor nos indivíduos entre 40 e 49 anos.

O documento conclui que a grande maioria dos inquiridos (90%) “manteve a intenção de ser vacinada contra a covid-19”. A intenção de ser vacinado foi “sempre mais frequente” entre os participantes com 60 ou mais anos (entre 92% e 95%) e menos nos indivíduos com idades entre os 40 e 49 anos (84% e 85%).

Os inquiridos com “maior rendimento” mantiveram-se também mais favoráveis à vacinação, não tendo existido diferenças regionais “notórias”.

Maria Campos, ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Marcelo reafirma: "Comigo não vai haver volta atrás" no desconfinamento

O Presidente da República declarou, este domingo, que, no que depender de si, não haverá "volta atrás" no desconfinamento, e deu a Feira da Agricultura de Santarém como exemplo do “virar de página”. "Já não voltamos …

Líderes do G7 prometem milhões de vacinas, mas evitam apoio claro a suspensão de patentes

Os líderes do G7 prometeram entregar milhões de doses adicionais de vacinas contra a covid-19 ao longo do próximo ano, mas evitaram apoiar claramente a suspensão de patentes, de acordo com o comunicado final. "Os compromissos …

Bolsonaro multado por não usar máscara em desfile de motociclistas

O Presidente brasileiro foi multado, este domingo, em 552 reais (cerca de 89 euros) por estar sem máscara quando participava num desfile de motociclistas no estado de São Paulo. Milhares de motociclistas participaram no desfile "Acelere …

Inglaterra 1-0 Croácia | Três leões matam borrego à décima tentativa

A Inglaterra estreou-se este domingo com uma vitória no grupo D do Euro2020 de futebol, ao bater a Croácia por 1-0, em jogo disputado no estádio Wembley, em Londres. Um golo de Raheem Sterling, aos 57 …

Bloco ataca ministro do Ambiente, que acusa Catarina Martins de fazer declarações "infames e infundadas"

O Bloco de Esquerda anunciou, este domingo, que vai pedir a apreciação parlamentar do decreto que regula a lei das minas e acusou o ministro do Ambiente de ser "mais rápido a defender negócios" do …

Antes de se lesionar, Vertonghen foi ignorado

Defesa do Benfica não cumpriu os 90 minutos da estreia vitoriosa da Bélgica no Europeu 2020. E também ficou esquecido pela realização televisiva. A Bélgica começou muito bem o Europeu 2020, confirmando no campo o que …

Governador do Texas quer construir novo muro na fronteira com o México

O governador do Texas, Greg Abbott, quer construir um novo muro na fronteira entre o México e o estado do sul dos Estados Unidos, retomando assim o trabalho realizado pelo ex-presidente republicano Donald Trump e …

Alto funcionário da EMA sugere deixar de administrar vacina da AstraZeneca

Um alto funcionário da Agência Europeia do Medicamento (EMA) disse numa entrevista, este domingo, que seria melhor deixar de administrar a vacina da AstraZeneca a todos os grupos etários quando houver alternativas disponíveis. Marco Cavaleri, responsável …

707 casos de covid-19 e duas mortes em Portugal. Maior número de internados desde abril

Portugal registou este domingo mais duas mortes e 707 novos casos de infeção pelo novo coronavírus, segundo o último boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). Uma das duas mortes por covid-19 registadas este domingo em …

Líderes do G7 apresentam alternativa à Nova Rota da Seda. China já respondeu

Os líderes do G7 acordaram, este sábado, lançar a iniciativa "reconstruir melhor para o mundo" para "responder às tremendas necessidades nos países de renda média e alta", anunciou a Casa Branca, em comunicado. O plano, dirigido …