Zero oferece galinha ao Governo para reciclar resíduos orgânicos

A associação ambientalista Zero vai oferecer ao Governo a galinha Balbina, um animal reciclador, chamando a atenção para a necessidade de investir em soluções para que cada cidadão possa reciclar os resíduos orgânicos em casa.

“A obrigatoriedade de recolha seletiva de resíduos orgânicos até 2023 pode e deve ser complementada com a reciclagem doméstica”, defende a Zero, que, além da galinha Balbina que oferecerá ao secretário de Estado do Ambiente, entregará três compostores domésticos aos outros membros da atual equipa do ministério.

A Zero é da opinião que “se devem generalizar as soluções de compostagem ou outras soluções que possam reciclar os cerca de 37% de bioresíduos que produzimos nas nossas casas o mais próximo possível da sua produção”.

A associação afirma, em comunicado, que “a distribuição maciça de compostores domésticos, a compostagem comunitária e mesmo a utilização de animais biorecicladores, como as galinhas, são soluções que, conjugadas, poderão ser decisivas para cumprir as metas de reciclagem e poupar recursos financeiros aos municípios, que ficarão sujeitos à obrigação de recolha seletiva de resíduos orgânicos até 2023”.

Ainda que a utilização de compostores seja uma das formas mais baratas de reduzir os custos do encaminhamento dos resíduos biodegradáveis, possibilitando o tratamento na origem – as habitações – “a verdade é que os projetos que visam formar os cidadãos e apoiá-los para que façam da compostagem um hábito continuam a ser poucos”, recorda.

Segundo a Zero, “os decisores políticos e os gestores dos Sistemas de Gestão de Resíduos Urbanos (SGRU) continuam pouco sensíveis ao potencial de reciclagem dos compostores domésticos e à rápida recuperação do investimento efetuado pela redução de custos da recolha ao longo de 3 anos”.

Os ambientalistas da Zero dizem ainda que o número de projetos apoiados até ao momento foi de apenas 11.

A associação defende um “investimento massivo” na compostagem doméstica e em outras soluções que promovam a reciclagem de resíduos orgânicos e diz que se deve corresponsabilizar os cidadãos pela reciclagem destes resíduos.

“Promover o reaproveitamento dos resíduos biodegradáveis previne os custos do seu reencaminhamento para soluções de tratamento centralizadas e disponibiliza um recurso de fácil utilização a nível local”, considera.

Para promover a economia circular, a Zero defende a disponibilização generalizada de compostores domésticos junto dos munícipes e a formação de técnicos e disseminação de práticas de compostagem comunitária nos aglomerados populacionais, complementando-as com hortas urbanas.

Defende ainda a criação de programas locais de promoção de criação doméstica de galinhas de raças autóctones, como forma de reutilização dos restos dos alimentos não consumidos nas habitações, ajudando a evitar a extinção destas espécies.

Quanto ao modelo de tarifário dos resíduos sólidos urbanos, a Zero diz que devem ser repensados, introduzindo incentivos ou reduções aos cidadãos que efetuem compostagem ou reutilizem os resíduos orgânicos na alimentação dos animais domésticos.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Inscrição hebraica com 2.800 anos revela antigo nome bíblico

Uma equipa de arqueólogos encontrou um jarro com 2.8000 anos com a inscrição em hebraico "Benayo" no sítio arqueológico de Abel Beth Maacah, no norte de Israel, local várias vezes mencionado na Bíblia Hebraica.  De …

Braga vence FC Porto e conquista Taça da Liga. Sérgio coloca lugar à disposição

O Sporting de Braga venceu hoje o FC Porto por 1-0 e conquistou a Taça da Liga, com Ricardo Horta a marcar o golo decisivo aos 90+5, garantindo um troféu que os bracarenses já tinham …

Rara moeda de ouro com a cara de Eduardo VIII vendida por preço recorde

Uma rara moeda de ouro com o perfil do rei britânico Edward VIII foi vendida a um comprador particular pelo valor recorde de 1,3 milhões de dólares. A informação é avançada pela Royal British Mint, a …

Depois dos incêndios, Austrália está prestes a experimentar uma "bonança" de aranhas mortais

Depois dos incêndios florestais que assolaram o país, os australianos começaram a implorar por chuva. O bónus de aranhas mortais não estava incluído no pedido, mas os especialistas do Australian Reptile Park acreditam que é …

Governo admite retirar cidadãos nacionais de Wuhan

As autoridades portuguesas estão a cooperar com outros países europeus para reforçar o apoio aos cidadãos nacionais que se encontram em Wuhan, onde ocorreram os primeiros casos do novo coronavírus, admitindo a possibilidade de retirá-los …

Os cogumelos podem ser muito mais antigos do que pensávamos

Os cogumelos podem ser mais antigos do que pensávamos, concluíram cientistas que dataram vestígios de micélio (constituinte dos cogumelos) com 800 milhões de anos, divulgou esta quarta-feira a Universidade Livre de Bruxelas, na Bélgica. Estudos anteriores …

Comer iogurte natural pode ajudar a reduzir o risco de cancro da mama

Uma das causas mais apontadas para o cancro da mama é a inflamação causada por bactérias nocivas. Esta tese ainda não foi provada, mas é apoiada pelas evidências até agora disponíveis de que a inflamação …

Primeiro caso suspeito de infeção por coronavírus detetado em Portugal

Foi detetado o primeiro caso suspeito de infeção infeção pelo novo coronavírus , em Portugal, anunciou este sábado a Direção-Geral de Saúde. “Este doente, regressado hoje [este sábado] da China, onde esteve na cidade de Wuhan …

Slava Semeniuta transforma chuva em atmosfera néon

O artista e fotógrafo russo Slava Semeniuta, também conhecido como Visual Scientist, mistura elementos naturais e faz mágica com eles. Slava Semeniuta, também conhecido como Visual Scientist, retoca fotografias de poças de água para criar composições …

Empresa quer vender dispositivos que extraiem água potável do ar

A empresa israelita Watergen está a planear começar a vender uma versão para o consumidor do seu aparelho que extrai água potável do ar ainda este ano. A tecnologia do gerador atmosférico da empresa está em …