Wuhan admite que trabalha com três vírus de morcego (mas nenhum é covid-19)

O Instituto de Virologia de Wuhan, na China, acusado pelos Estados Unidos de deixar escapar o vírus da covid-19, anunciou este domingo ter três tipos vivos de coronavírus de morcego, mas nenhum corresponde à covid-19.

No início deste mês, o secretário de Estado norte-americano, Mike Pompeo, pediu uma “investigação” para aprofundar a teoria de o novo coronavírus ter sido transmitido aos humanos a partir de um animal, no mercado da cidade onde são vendidos animais selvagens vivos, a alguns quilómetros de distância das instalações do instituto.

Essas suspeitas são “pura fabricação”, disse a diretora do instituto chinês, Wang Yanyi, numa entrevista realizada em 13 de maio e transmitida sábado à noite pela televisão pública CGTN.

“O nosso instituto recebeu pela primeira vez a amostra clínica da pneumonia desconhecida a 30 de Dezembro do ano passado. Não tínhamos qualquer conhecimento antes disso, nem nunca tínhamos encontrado, pesquisado ou mantido o vírus”, disse.

A responsável do instituto adiantou que, tal “como o resto do mundo”, desconhecia que o vírus existia e questionou: “Então, como poderia [o vírus] ter escapado do nosso laboratório?”.

Wang Yangi admitiu que o instituto “isolou e obteve certos coronavírus de morcegos”, num total de “três tipos de vírus vivos”, mas cuja semelhança com a covid-19 “é de apenas 79,8%“.

Estas declarações surgem como resposta a Donald Trump, presidente dos Estados Unidos, que acusou a China de não ter contido o vírus. “Acho que [o vírus] poderia ter sido contido com relativa facilidade. Acho que não conseguiram ou não o quiseram fazer. Digo que [o vírus] provavelmente fugiu de controlo”, disse Trump no final de abril.

Depois destas acusações, a China contra-atacou, dizendo que o vírus teve origem num laboratório militar nos Estados Unidos e que é isso que explica os números trágicos do país, com mais de 90 mil mortes.

As autoridades dos Estados Unidos não foram as únicas a acusar a China de deixar o vírus escapar do Instituto de Virologia de Wuhan. Em abril, o cientista laureado com o prémio Nobel da Medicina em 2008, Luc Montagnier, também defendeu que o novo coronavírus foi criado num laboratório em Wuhan, na China.

ZAP // Lusa

 

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. ninguém deveria ter o direito trabalhar com virus nenhum, por melhores que fossem o propósito, porque não se sabe o que se passa por dentro da mente de cada um deles.

    Uns popderiam usar para o bem e outros pra o mal, e toda população sofrer as consequências

    Até que ponto a ciência pode ir, deveria ser mais bem estudadas entre todos, e não só entre eles, isso que penso.

RESPONDER

"Checkmate". Rússia apresenta o seu novo jacto de combate revolucionário

O novo jacto é a aposta do governo russo para as exportações e pode vir a ditar o fim da supremacia (aérea e no mercado) do F-35 norte-americano. A Rússia apresentou o protótipo do novo jacto …

"É demasiado tarde". As palavras dos médicos aos doentes com covid-19 que recusaram a vacina

Estados Unidos da América contam com 48.49% da população totalmente vacinada, apesar de o processo ter estagnado nas últimas semanas. Os números de novas infeções crescem, assim como as mortes face ao crescimento galopante da …

"Pingdemic". Há uma nova "pandemia" a causar escassez de comida e combustível no Reino Unido

As medidas de distanciamento social no Reino Unido caíram e, como consequência, centenas de milhares de pessoas estão a ser notificadas para cumprir isolamento. A partir desta segunda-feira o uso de máscara e outras medidas de …

O lago mais improvável de Roma é um refúgio urbano (que impulsiona o ativismo ambiental)

O lago mais improvável de Roma, que nem sequer devia existir, motivou uma luta pela proteção ambiental do local. No anos 90, num local de construção a apenas alguns quilómetros a leste do Coliseu de Roma, …

Afeganistão. EUA lançam ataques aéreos enquanto Talibãs exigem a renúncia do Presidente

Os Estados Unidos (EUA) entraram num confronto pela cidade de Kandahar, realizando ataques aéreos em apoio às forças afegãs, enquanto os Talibãs apelam ao Presidente Ashraf Ghani para renunciar. O porta-voz do Pentágono, John Kirby, avançou …

A primeira casa impressa em 3D no Canadá é inspirada na sequência de Fibonacci

Depois de ter inspirado inúmeros edifícios, a sequência de Fibonacci serviu de musa à empresa de impressão em 3D Twente Additive Manufacturing (TAM), que criou a primeira casa impressa em 3D do Canadá. A Fibonacci House é …

Marcha do Orgulho de Budapeste será um protesto contra as leis anti-LGBTQI, diz organização

A marcha do Orgulho em Budapeste, que ocorrerá no sábado, será "uma celebração, mas também um protesto", disseram os organizadores, enquanto a comunidade LGBTQI húngara se prepara para desafiar a escalada da campanha anti-homossexual do …

PSD propõe máximo de 215 deputados e divisão de grandes círculos eleitorais

O PSD apresentou, esta sexta-feira, a sua proposta para a reforma do sistema eleitoral, que fixa um máximo de 215 deputados, menos 15 do que o total atualmente em vigor. A proposta do PSD para a …

Variante Lambda: o que saber sobre a nova mutação que preocupa as autoridades

Está a ter um foco mais circunscrito à América Latina, mas já houve dois casos desta mutação em Portugal. A OMS está atenta e de momento classifica a Lambda como uma variante de interesse. Foi inicialmente …

PSD força audição de Eduardo Cabrita sobre inquérito da IGAI

O PSD recorreu à figura da audição potestativa a que os partidos têm direito a usar regimentalmente para ouvir membros do Governo e entidades públicas.  O PSD requereu esta sexta-feira a audição parlamentar obrigatória do ministro …