Volta a França adiada. Vai decorrer entre 29 de agosto e 20 de setembro

A Volta a França em bicicleta foi adiada, esta quarta-feira, para as datas entre 29 de agosto e 20 de setembro, para “estar o mais longe possível da pandemia de covid-19”.

Segundo o diretor da prova, Christian Prudhomme, em entrevista à agência AFP, o adiamento permite colocar a corrida num período em que os organizadores esperam “que os corredores já estejam na forma correta”, tendo tido mais tempo para regressar aos treinos na rua e à competição.

O percurso das 21 etapas será largamente o mesmo, salvo “algumas pequenas alterações”, mas “todas as comunidades contactadas” espalhadas pelo país, que receberão partidas ou chegadas, manifestaram vontade de continuar a receber a Grande Boucle.

O espírito do Tour será o mesmo, as grandes dificuldades as mesmas. Não será um Tour em saldos. Tivemos provas nos últimos tempos de que o mundo do ciclismo tem apenas uma esperança, que a Volta a França exista. Toda a gente precisava de saber para ajustar datas. Os corredores precisavam de um objetivo, e agora estarão mais serenos e poderão treinar e participar em provas antes disto”, explicou o diretor da corrida francesa.

Segundo Prudhomme, esta será a edição mais tardia de todas as 107 da corrida, mas isso “não impedirá a prova de ser um sucesso popular”, mesmo que “a caravana vá ser afetada pelas previsíveis dificuldades económicas”, que podem levar a uma contenção de custos.

Existirão “menos veículos” na caravana publicitária e “talvez uma área técnica menos significativa, em termos de quantidade de televisões”, e o diretor não deixou quaisquer garantias sobre as restrições de entrada em França para ciclistas de outros países, ainda que o vencedor de 2019, Egan Bernal, seja colombiano e corra pela britânica INEOS.

O dirigente da ASO garante ainda que a alteração teve em mente também a União Ciclista Internacional (UCI), que hoje anunciou a decisão tomada, mas também “representantes das equipas e ciclistas”.

A necessidade de adiar o Tour, que iria originalmente decorrer entre 27 de junho e 19 de julho, tornou-se quase uma certeza no início desta semana, quando o Governo francês proibiu a realização de eventos de massas até meados de julho.

Em comunicado, a UCI dá conta de um novo prolongamento da suspensão do calendário velocipédico para todas as provas até 1 de julho e para as provas do WorldTour até 1 de agosto.

A UCI explica que a decisão “unânime” sobre as alterações na temporada foi tomada na manhã de hoje, numa videoconferência que contou com a participação de “todos os principais representantes das famílias do ciclismo profissional de estrada – organizadores, equipas e corredores”.

Com o calendário ainda em aberto, serão reorganizados os cinco ‘monumentos’, ou seja, a Milão-Sanremo, a Volta a Flandres, o Paris-Roubaix, a Liège-Bastogne-Liège e a Volta a Lombardia, com os Mundiais de Aigle-Martigny, na Suíça, ainda marcados para de 20 a 27 de setembro, e a Volta a Itália e a Volta a Espanha a seguirem-se aos campeonatos do mundo.

No comunicado, a UCI compromete-se também a reagendar “o máximo de provas possível” para um momento posterior da época.

“A UCI, conjuntamente e em colaboração com as diferentes partes envolvidas, continua a trabalhar para anunciar, o mais tardar em 15 de maio, uma versão revista […] de todo o calendário internacional da UCI (masculino e feminino em todas as disciplinas. Este calendário dependerá, contudo, da situação sanitária mundial”, conclui.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Costa diz que recuperação económica tem de ser feita "com os olhos postos no futuro"

O primeiro-ministro salientou, este domingo, que a recuperação económica do país "tem de ser feita com os olhos postos no futuro", considerando essencial assegurar condições às novas gerações para se autonomizarem. "A recuperação económica tem de …

Centenas de vendedores de rua na Índia são milionários em segredo

O Fisco indiano descobriu que centenas de vendedores de rua são milionários em segredo. Estes comerciantes foram apanhados a fugir aos impostos. Quando pensamos em milionários, provavelmente imaginamos uma pessoa com uma grande mansão, carros desportivos …

Portugal com mais oito mortes e 2625 novos casos de covid-19

Portugal registou, este domingo, mais oito mortes e 2625 casos de infeção pelo novo coronavírus, segundo o último boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo com o último boletim da DGS, dos 2625 novos …

"Cabrita transformou-se numa espécie de ministro sempre em pé", diz líder do CDS

O líder do CDS-PP disse, este sábado, que o país já não confia no ministro da Administração Interna, a quem apelidou de "ministro sempre em pé", adiantando que já se fazem apostas sobre quando será …

A arma que matou o famoso pistoleiro do Velho Oeste "Billy the Kid" vai a leilão

O revólver que matou um dos homens procurados mais famosos do Velho Oeste, há mais de um século, vai a leilão no próximo mês. William "Billy the Kid" Bonney, pseudónimo de William Henry McCarty, foi um …

Milhares protestam em França e Itália contra novas medidas anti-covid

Milhares de pessoas manifestaram-se, este sábado, em várias cidades de França e Itália contra as medidas para controlar a pandemia, sobretudo contra a obrigatoriedade do uso do "passe sanitário" para entrar em espaços públicos. Com gritos …

O holograma de Whitney Houston vai dar um concerto em Las Vegas

No outono, poderá desfrutar de um concerto de Whitney Houston em Las Vegas. A diva será reencarnada, áudio e visualmente, no espetáculo An Evening With Whitney: The Whitney Houston Hologram Concert. Segundo a Forbes, o holograma …

TC recusa impugnação pedida pelo PSD sobre candidato de Castelo Branco. Direção avalia recurso

O Tribunal Constitucional (TC) decidiu que o PSD não tem legitimidade no pedido de anulação de uma deliberação do Conselho de Jurisdição Nacional do partido sobre o candidato autárquico em Castelo Branco, recusando admitir uma …

Orbán vai rejeitar dinheiro do fundo de recuperação se tiver de revogar lei anti-LGBTQI

O primeiro-ministro húngaro assegurou, este sábado, que o país não vai aceitar o dinheiro do fundo de recuperação se tiver de ceder perante Bruxelas e revogar a lei anti-LGBTQI. Segundo a agência Europa Press, Viktor Orbán …

Avaria em rede europeia causou "apagão" parcial em Portugal e falhas no 112

O incêndio que queimou, este sábado, 500 hectares de vegetação no sudoeste de França esteve na origem dos cortes de energia em Espanha e Portugal, segundo a agência francesa Rede de Transmissão de Energia Elétrica …