Vieira reeleito em votação histórica para o sexto (e último) mandato

O presidente do Benfica esta quarta-feira eleito para um sexto mandato, manifestou “orgulho” por vencer o ato eleitoral mais concorrido da história do clube e apelou a que os benfiquistas “respeitem os resultados” do escrutínio.

“Vencer as eleições que tiveram o maior número de sócios a votar em toda a história do clube é um orgulho. Os sócios decidiram e os resultados são claros. Espero quer todos assumam a sua responsabilidade e o seu benfiquismo”, afirmou Vieira, durante o discurso da tomada de posse, por volta das 03:00.

Após vencer as eleições mais concorridas de sempre do emblema lisboeta, nas quais votaram 38.102 associados, o presidente benfiquista, em exercício desde 2003, elogiou a “capacidade de mobilização” e “militância” do clube, considerando ter-se tratado da “maior manifestação eleitoral de um clube em Portugal”

Luís Filipe Vieira, que venceu as eleições com 62,59% (471.660 votos), batendo João Noronha Lopes, que conseguiu 34,71% (261.574), e Rui Gomes da Silva, que ficou nos 1,64% (12.341), pediu união no universo benfiquista, assumindo que esse será “um dos desafios mais importantes para os próximos quatro anos”.

“Conseguimos crescer e chegar até aqui porque não houve fações, nem grupos apostados em dividir ou em provocar desgaste. Apesar das diferenças, a união foi o denominador comum nestes anos. Disse-o durante a campanha e repito-o hoje: A partir de agora não há vencedores, nem vencidos, mas apenas benfiquistas que vão unir esforços para continuar a construir o futuro do clube. Espero que respeitem os resultados e que a partir de agora haja um só Benfica“, vincou Luís Filipe Vieira.

Sexto e último mandato, diz Vieira

Por outro lado, o presidente do Benfica confirmou que este sexto mandato será o último à frente dos ‘encarnados’, referindo que “será um mandato de continuidade, para apostar no que de bom” foi feito e “para corrigir os erros cometidos”.

Com “quatro anos exigentes” pela frente, Vieira mostrou-se confiante de que os órgãos sociais eleitos para o quadriénio 2020-2024 saberão “responder à altura da história do Benfica” e encerrou o discurso com uma ideia já antes transmitida: “Permitam-me reforçar que o Benfica tem, há sete anos consecutivos, contas positivas.”

Luís Filipe Vieira, de 71 anos, que já é o presidente com mais tempo na liderança do Benfica, foi reeleito para o quadriénio 2020-2024, depois de ter sido eleito pela primeira vez há 17 anos, em 2003. Nos anteriores cinco atos eleitorais, Vieira tinha sido sempre eleito com uma percentagem de votos acima dos 80%, com 90,47% em 2003, frente a Jaime Antunes (7,32%) e Guerra Madaleno (0,7%), 91,74% em 2009, perante Bruno Costa Carvalho (2,71%), e 83,02% em 2012, diante Rui Rangel (13,83%).

Nos outros dois sufrágios, em 2006 e 2016, Vieira foi candidato único, tendo acolhido, respetivamente 95,6% e 95,52% dos votos.

Rui Costa apela à união

Rui Costa, eleito vice-presidente do Benfica, apelou esta quarta-feira à “união da família benfiquista” e assegurou que, assim, os títulos ficam “mais próximos”, prometendo fazer tudo para que o clube continue a crescer.

“Sei a responsabilidade, sei o que esperam de mim e tudo farei para que o clube seja cada vez maior, que continue a crescer e traga muitas alegrias aos adeptos. Sou um benfiquista ferrenho e quero voltar a ver o Benfica forte e unido. Quero ver a família junta e assim os títulos ficam mais próximos”, afirmou.

Rui Costa explicou que vai manter as suas funções de administrador da SAD, acumulando agora a função de vice-presidente de Luís Filipe Vieira no clube, e elogiou a adesão dos sócios ao ato eleitoral de quarta-feira.

O candidato João Noronha Lopes, um dos vencidos nas eleições do Benfica, disse que não abdicará da sua “cidadania benfiquista” e que já felicitou o presidente eleito.

“Tive a oportunidade de ligar ao presidente Luís Filipe Vieira para o felicitar pela sua vitória nestas eleições, com a certeza de que, mesmo com o atual presidente, nada será como dantes. E com essa mudança, esse grau de exigência, será o Sport Lisboa e Benfica, o nosso querido clube, que ganhará”, disse Noronha Lopes.

Na hora da derrota, Noronha Lopes deixou em aberto a possibilidade de se apresentar a futuras eleições, embora tenha lembrado também compromissos familiares

“Tenho um compromisso com a minha família de que seria a única eleição a que me iria candidatar, vamos ver como as coisas se passam, uma coisa eu garanto aos benfiquistas, nunca abdicarei da minha cidadania benfiquista e nunca abdicarei de procurar o que for melhor para o clube”, assegurou.

Nas palavras, já no decorrer da madrugada, Noronha Lopes frisou também a “tremenda expressão da massa benfiquista” diz a todos que o clube “está vivo”, mas deixou críticas ao presidente da Mesa da Assembleia Geral (MAG), Virgílio Duque Vieira.

“Gostava que, ao longo desta campanha, tivéssemos encontrado a mesma postura por parte de quem devia zelar por este importante momento no clube, ao longo dos meses fizemos tentativas para esclarecer questões junto do presidente da MAG, que visavam salvaguardar o ato eleitoral e valorizar ainda mais a expressão do seu vencedor, infelizmente não foi isso que aconteceu e lamentamos. Mas para mim, os interesses do Benfica estão acima de tudo, o clube, que amo desde criança, que me enche a alma, que me dá alegrias, e que também me dá algumas noites mal dormidas, virá sempre primeiro”.

ZAP ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Há quem tome medicamento para cavalos para tratar covid-19, podendo envenenar-se acidentalmente

A pandemia de covid-19 gerou uma série de desinformações, algumas levando as pessoas a tomar medicamentos não prescritos para tratamento da doença, colocando em risco a sua saúde. Quando a cloroquina, medicamento para tratar a malária, …

Parece o "Batmóvel", é movido a energia solar e pode ser produzido em massa

A Aptera Motors está a preparar-se para lançar o primeiro automóvel movido a energia solar a ser produzido em massa até ao final do ano. A Aptera Motors, uma empresa norte-americana, apresentou recentemente o primeiro carro …

George Floyd. Minneapolis ia contratar influencers para combater desinformação durante julgamento de Derek Chauvin

A cidade de Minneapolis, nos Estados Unidos, planeava contratar seis influencers para ajudar a partilhar informações durante o julgamento de Derek Chauvin, o ex-polícia acusado de assassinar George Floyd. De acordo com a CNN, o plano …

Imagens revelam que a Coreia do Norte oculta local onde armazena armas nucleares. EUA planeiam agir

As imagens de satélite mostram que a Coreia do Norte tomou medidas para ocultar uma instalação, que as agências de inteligência dos EUA acreditam estar a ser usada para armazenar armas nucleares. A situação fez …

Antigo primeiro-ministro italiano Matteo Renzi recebeu envelope com duas balas

O antigo chefe do governo italiano Matteo Renzi recebeu, esta quarta-feira, um envelope com duas balas no interior, uma ameaça imediatamente denunciada por toda a classe política. O envelope foi entregue diretamente na sede do Senado, …

Polícia do Capitólio alerta para ameaça de nova invasão já esta quinta-feira

A polícia do Capitólio, responsável pela segurança do Congresso dos Estados Unidos, alertou para a ameaça de uma milícia invadir a sede do Congresso na quinta-feira, com ligações a uma teoria de conspiração. A agência …

Oito feridos em esfaqueamento na Suécia. Polícia fala em terrorismo

Um homem esfaqueou, esta quarta-feira, um grupo de pessoas na vila de Vetlanda, na Suécia. Há pelo menos oito feridos, que foram transportados para o hospital, e as autoridades policiais suspeitam de um “ataque terrorista”. O …

China testa moeda digital nacional nas principais cidades

A mudança para a moeda digital dá aos governos mais controle sobre o seu dinheiro. É o que procura a China, onde o Executivo está a testar a eCNY, lançada em 2020, em cidades como …

TdC dá luz verde a Linha Rosa e prolongamento da Amarela do Metro do Porto

O Tribunal de Contas (TdC) deu luz verde às empreitadas de construção da Linha Rosa do Metro do Porto e de prolongamento da linha Amarela até Vila d’ Este, em Gaia, disse esta quarta-feira à …

Presidência Trump deixou democracia dos EUA ao nível do Panamá e da Roménia

Um novo recuo de direitos políticos e liberdades no final da presidência de Donald Trump deixou os Estados Unidos ao nível da Roménia e do Panamá, segundo a organização não-governamental Freedom House. No último ano da …