/

Novo vídeo mostra morcegos vivos em laboratório de Wuhan (e adensa o mistério sobre a origem da pandemia)

3

Para já, é possível afirmar que o consenso científico aponta para a origem zoonótica do novo coronavírus, que confirma a versão chinesa de que o patógeno passou de morcegos para um animal e desse para os primeiros portadores humanos. Mas o consenso está a ser abalado por novas informações.

Um vídeo aparentemente gravado no interior de um laboratório de Wuhan, na China, que parece mostrar morcegos em gaiolas, alimentou especulações sobre as origens da pandemia de covid-19.

A Sky News Australia publicou o vídeo no YouTube no passado domingo e as imagens desmentem as informações avançadas pelo Governo chinês, que sempre garantiu que não havia morcegos vivos no laboratório de Wuhan, cidade epicentro da pandemia.

Segundo a Newsweek, é possível ver imagens de morcegos dentro de uma gaiola e de um investigador a alimentar um animal com um verme vivo. Uma imagem estática mostra ainda um grupo de cientistas a “capturar morcegos”.

Acredita-se que o vídeo inédito, gravado em 2017, tenha sido feito no interior do Instituto de Virologia de Wuhan pela Academia Chinesa de Ciências e produzido para o lançamento do laboratório de nível 4 .

“Isto prova que muito do que nos foi dito sobre a origem da pandemia foi desinformação chinesa, propagada por muitas pessoas que trabalharam em conjunto com o Instituto de Virologia de Wuhan que estão comprometidas, que tiveram conflitos extremos de interesse“, disse a apresentadora da Sky News Sharri Markson.

“Pessoas como Peter Daszak insistiram que se tratava de uma teoria da conspiração – ele usou o próprio termo num tweet de dezembro de 2020″, salientou Markson, chamando a atenção para o zoólogo Peter Daszak, que fazia parte da missão da Organização Mundial da Saúde (OMS) a Wuhan.

Na altura, o especialista tinha dito que qualquer insinuação sobre a presença de morcegos vivos no laboratório era uma insinuação.

A teoria de que a pandemia de covid-19 poderia ter sido desencadeada por um acidente de laboratório em Wuhan ganhou força nos últimos meses.

Recentemente, o Presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, pediu aos serviços de informações norte-americanos para “redobrarem os esforços” para tentar explicar a origem do novo coronavírus e exigiu um relatório num prazo de 90 dias.

  Liliana Malainho, ZAP //

3 Comments

  1. Os chineses dizem o que muito bem lhes interessa, para mais pensar-se-ão senhores de tudo devido à situação económica que usufruem atualmente! Para mim, estou convencido de que a origem está nesse laboratório!

  2. O ‘consenso científico’ (diga-se apenas os cientistas que são permitidos falar) aponta para os animais, mas todos os factos apontam para o laboratório de Wuhan. Isto é incrível. Há várias semanas que nos EUA se discute e investiga isto, incluindo o financiamento pelos EUA neste mesmo laboratório de alterações nestes vírus para torná-los mais infecciosos e mortais, com responsabilidades também por Faucci (e-mails escandalosos divulgados, omitidos pela generalidade dos media), e agora é que vêm sugerir, muito ao de leve, esta tão forte evidência.

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE