Novo vídeo mostra morcegos vivos em laboratório de Wuhan (e adensa o mistério sobre a origem da pandemia)

Para já, é possível afirmar que o consenso científico aponta para a origem zoonótica do novo coronavírus, que confirma a versão chinesa de que o patógeno passou de morcegos para um animal e desse para os primeiros portadores humanos. Mas o consenso está a ser abalado por novas informações.

Um vídeo aparentemente gravado no interior de um laboratório de Wuhan, na China, que parece mostrar morcegos em gaiolas, alimentou especulações sobre as origens da pandemia de covid-19.

A Sky News Australia publicou o vídeo no YouTube no passado domingo e as imagens desmentem as informações avançadas pelo Governo chinês, que sempre garantiu que não havia morcegos vivos no laboratório de Wuhan, cidade epicentro da pandemia.



Segundo a Newsweek, é possível ver imagens de morcegos dentro de uma gaiola e de um investigador a alimentar um animal com um verme vivo. Uma imagem estática mostra ainda um grupo de cientistas a “capturar morcegos”.

Acredita-se que o vídeo inédito, gravado em 2017, tenha sido feito no interior do Instituto de Virologia de Wuhan pela Academia Chinesa de Ciências e produzido para o lançamento do laboratório de nível 4 .

“Isto prova que muito do que nos foi dito sobre a origem da pandemia foi desinformação chinesa, propagada por muitas pessoas que trabalharam em conjunto com o Instituto de Virologia de Wuhan que estão comprometidas, que tiveram conflitos extremos de interesse“, disse a apresentadora da Sky News Sharri Markson.

“Pessoas como Peter Daszak insistiram que se tratava de uma teoria da conspiração – ele usou o próprio termo num tweet de dezembro de 2020″, salientou Markson, chamando a atenção para o zoólogo Peter Daszak, que fazia parte da missão da Organização Mundial da Saúde (OMS) a Wuhan.

Na altura, o especialista tinha dito que qualquer insinuação sobre a presença de morcegos vivos no laboratório era uma insinuação.

A teoria de que a pandemia de covid-19 poderia ter sido desencadeada por um acidente de laboratório em Wuhan ganhou força nos últimos meses.

Recentemente, o Presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, pediu aos serviços de informações norte-americanos para “redobrarem os esforços” para tentar explicar a origem do novo coronavírus e exigiu um relatório num prazo de 90 dias.

Liliana Malainho, ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Os chineses dizem o que muito bem lhes interessa, para mais pensar-se-ão senhores de tudo devido à situação económica que usufruem atualmente! Para mim, estou convencido de que a origem está nesse laboratório!

  2. O ‘consenso científico’ (diga-se apenas os cientistas que são permitidos falar) aponta para os animais, mas todos os factos apontam para o laboratório de Wuhan. Isto é incrível. Há várias semanas que nos EUA se discute e investiga isto, incluindo o financiamento pelos EUA neste mesmo laboratório de alterações nestes vírus para torná-los mais infecciosos e mortais, com responsabilidades também por Faucci (e-mails escandalosos divulgados, omitidos pela generalidade dos media), e agora é que vêm sugerir, muito ao de leve, esta tão forte evidência.

RESPONDER

Sondas espaciais com "cunho" português vão passar perto de Vénus

As sondas espaciais europeias Solar Orbiter e BepiColombo, ambas com tecnologia e ciência portuguesas, vão passar perto de Vénus a 9 e 10 de agosto, respetivamente, anunciou esta segunda-feira a Agência Espacial Europeia (ESA). A passagem …

Elvis Presley terá morrido de doenças genéticas (e não por overdose de medicamentos)

Segundo um novo livro de Sally Hoedel, a morte de Elvis Presley estará, afinal, relacionada com o tratamento para doenças congénitas das quais sofria. O cantor norte-americano, que morreu há quase 44 anos, estava fortemente medicado …

A cidade mais populosa de África está a viver em contra-relógio

Os habitantes da Nigéria, o país mais populoso de África, já estão habituados a contornar as inundações anuais que invadem o país. No entanto, este ano a situação saiu fora do controlo, com o principal …

"Pensávamos que a Casa Branca mandava". Biden sob fogo devido ao fim da proibição dos despejos

A inacção de Joe Biden perante o fim das moratórias que proíbem os despejos durante a pandemia está a ser criticada até dentro do próprio Partido Democrata. A moratória federal aos despejos acabou este sábado, para …

Na ausência de Biles, Sunisa Lee coroou-se rainha da ginástica. É a primeira hmong a ganhar ouro

Sunisa Lee chegou a Tóquio com a missão de ajudar os Estados Unidos a garantir o ouro e de garantir a presença em finais individuais de aparelhos. Com o abandono de Biles, tornou-se a estrela …

Presidente afegão culpa retirada “abrupta” dos EUA pelo rápido avanço dos talibãs

O chefe de Estado afegão prometeu vencer o conflito com as milícias talibãs e os Estados Unidos dizem-se prontos a receber mais milhares de refugiados. O Presidente do Afeganistão, Ashraf Ghani, prometeu esta segunda-feira vencer o …

42% das pessoas em enfermaria no Hospital de são João têm vacinação completa

No Centro Hospitalar de São João (CHSJ), 42% das pessoas internadas em enfermaria e 15% das internadas em unidades de cuidados intensivos tinham a vacinação completa. Segundo os últimos dados da Direção-Geral da Saúde (DGS), apenas …

António Oliveira e uma arbitragem "conveniente"

Athletico Paranaense perdeu novamente no Brasileirão e a equipa de arbitragem ajudou os vencedores, queixou-se o treinador português. O Athletico Paranaense, líder do Brasileirão nas primeiras jornadas, está numa fase negativa: apenas uma vitória nas últimas …

André Ventura - Chega

Autárquicas. Chega concorre sozinho a 220 municípios para avaliar o seu "impacto"

André Ventura anunciou esta segunda-feira que o Chega irá concorrer nas eleições autárquicas a “cerca de 220 municípios” do país, sublinhando que o partido vai a votos sozinho para avaliar o seu “impacto”, mas sem …

Ex-guarda nazi julgado aos 100 anos por cumplicidade em assassinatos

Um homem de 100 anos que supostamente serviu como guarda num campo de concentração nazi será julgado em outubro por cumplicidade no assassinato de mais de 3.500 pessoas durante a Segunda Guerra Mundial, informou a …