Governo venezuelano suspende voos da TAP por 90 dias

Profilbesitzer / Flickr

O Governo venezuelano anunciou, esta segunda-feira, a suspensão por 90 dias das operações no país da TAP “por razões de segurança”, após acusações de transporte de explosivos num voo oriundo de Lisboa.

“Devido às graves irregularidades cometidas no voo TP173, e em conformidade com os regulamentos nacionais da aviação civil, as operações da companhia aérea TAP ficam suspensas por 90 dias“, disse o ministro dos Transportes da Venezuela, Hipólito Abreu, na sua conta do Twitter.

Contactada pelo jornal online Observador, fonte oficial da TAP confirmou esta decisão, mas disse não compreender as razões da mesma, reforçando que a companhia “cumpre todos os requisitos legais e de segurança”.

“Trata-se de uma medida gravosa que prejudica os nossos passageiros”, declarou a mesma fonte, acrescentando que não foi sequer dada à companhia “hipótese de exercer o contraditório”.

O governante venezuelano afirmou ainda, segundo o jornal El Nacional, que as autoridades do país vão abrir uma investigação à TAP, estando a ser equacionadas três ações: “uma série de multas”, “possíveis sanções” e, dependendo do resultado desta investigação, uma eventual “suspensão da companhia aérea”.

Na semana passada, o Governo venezuelano acusou a TAP de ter violado “padrões internacionais”, por alegadamente ter permitido o transporte de explosivos e por ter ocultado a identidade do líder da oposição venezuelana, Juan Guaidó, num voo para Caracas.

Segundo o Governo venezuelano, Juan Marquez, tio de Guaidó que acompanhava o sobrinho nesse voo, e que acabou detido, transportou “lanternas de bolso táticas” que escondiam “substâncias químicas explosivas no compartimento da bateria”.

Assim, as autoridades venezuelanas consideram que a TAP violou nesse voo normas de segurança internacionais, permitindo explosivos, e também ocultou a identidade do autoproclamado Presidente interino da Venezuela na lista de passageiros, embora a segurança aeroportuária não seja da responsabilidade das companhias transportadoras.

Esta segunda-feira, o ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, classificou de “manobras de diversão” as acusações das autoridades venezuelanas, apontando que graves foram as agressões a Guaidó quando regressou a Caracas.

O Ministério da Administração Interna já pediu à Inspeção Geral da Administração Interna (IGAI) um inquérito para averiguar a veracidade das acusações que envolvem a transportadora aérea portuguesa, dizendo não ter qualquer indício de irregularidades no voo que transportou Marquez e Guaidó.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Até parece que na Venezuela não existem explosivos, têm que vir de Portugal, um país calmo e que, minimamente, respeita todos os cidadãos. Se fosse eu que mandasse na TAP auto-suspendia os voos para a Venezuela por um ano ou até que esse Maduro pedisse desculpas públicas pela difamação a um país estrangeiro, nomeadamente Portugal.
    Grandes maduros…

RESPONDER

Num golpe de "fake it until you make it", Hong Kong vai a eleições a saber o vencedor

Hong Kong prepara-se para as primeiras eleições legislativas após as mudanças no sistema eleitoral implementadas pela China para garantir a vitória dos seus aliados. Aos olhares mais desatentos, as eleições em Hong Kong são mais um …

Stefano Pioli propõe regra de basquetebol que contribui para um "futebol de ataque"

O treinador do Milan, Stefano Pioli, propõe uma alteração nas regras do futebol que promete revolucionar o desporto rei. De forma semelhante ao basquetebol, uma vez dentro do meio campo adversário, as equipas não poderiam voltar …

Um dos maiores sites de dados sobre a covid-19 na Austrália é, afinal, gerido por adolescentes

Aproveitando o momento em que passaram a integrar as estatísticas que os próprios fazem chegar diariamente à população australiana, o grupo de três jovens revelou a sua identidade para surpresa de muitos dos seus seguidores. …

Mais cinco mortes e 713 casos confirmados em Portugal

Portugal registou, este sábado, mais cinco mortes e 713 casos confirmados de covid-19, de acordo com o mais recente boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). Este sábado registaram-se mais cinco mortes e 713 novos casos …

Dirigente da Huawei detida no Canadá pode voltar à China após acordo com EUA

A justiça dos EUA aceitou hoje o acordo entre o Departamento da Justiça e a Huawei, que vai permitir à filha do fundador e diretora financeira do conglomerado chinês de telecomunicações regressar à China. Uma juíza …

Depois do coro de críticas, brasões da Praça do Império passam do jardim para a calçada

Os brasões florais que representam as capitais de distrito e as ex-colónias portuguesas vão mesmo ser retirados da Praça do Império, em Lisboa, mas passarão a estar representados em pedra da calçada. É a solução …

Vulcão, La Palma

Aeroporto de Las Palmas inoperacional devido à acumulação de cinzas

O aeroporto de La Palma, na Ilha de Tenerife, nas Canárias, está inoperacional por acumulação de cinzas, resultante da erupção do vulcão Cumbre Vieja, informou hoje a empresa gestora dos aeroportos e do tráfego aéreo …

Siza Vieira reforça que é "trabalho" dos Bancos discutir com os clientes o reembolso das moratórias

O ministro da Economia, Pedro Siza Vieira, reforça que cabe aos Bancos "discutir com os seus clientes que têm moratórias nos sectores mais afectados" pela pandemia o reembolso das dívidas após o fim destes mecanismos …

Domingos Soares de Oliveira de saída do Benfica

Além de João Varandas Fernandes e José Eduardo Moniz, o administrador Domingos Soares de Oliveira também não vai integrar a lista de Rui Costa para as próximas eleições. Rui Costa confirmou na terça-feira que é candidato …

Depois do Bayern, Barcelona também está atento a Luis Díaz

Luis Díaz continua a somar boas exibições e clubes interessados na sua contratação. Agora fala-se do desejo do Barcelona em contratar o colombiano em janeiro. Luis Díaz atravessa um momento de forma excecional ao serviço do …