Vem aí um “aumento muito significativo” de impostos preparado com “saber e mestria”

Ordem Tecnicos Contas/ Flickr

Bastonário da Ordem dos Técnicos Oficias de Contas, Domingues de Azevedo

Bastonário da Ordem dos Técnicos Oficias de Contas, Domingues de Azevedo

O Bastonário da Ordem dos Técnicos Oficiais de Contas (OTOC) acusou hoje o Governo de preparar com “saber e mestria” um aumento “muito significativo” dos impostos para 2015, tentando subestimar o valor das receitas em ano de eleições.

OE 2015

“Isto é intencional, está feito com uma mestria de tal ordem que dificulta a leitura” das alterações fiscais previstas para o próximo ano, disse Domingues Azevedo em entrevista à Lusa.

O bastonário defendeu que, para se ter “uma ideia” da realidade fiscal, é preciso analisar em conjunto as três propostas do executivo – o Orçamento do Estado para 2015, a Fiscalidade Verde e as alterações ao IRS – e que só quem conhece bem a temática fiscal, tem tempo e conhecimentos técnicos é que se apercebe do aumento real da carga fiscal.

“Estou convencido de que 2015 será um ano de agravamento muito significativo da tributação para os contribuintes portugueses”, afirmou, criticando a estratégia de discussão destes documentos que “pulveriza as alterações” fiscais.

Não existe lógica, segundo o bastonário, em alterar o código da contribuição autárquica ou do IVA através do projeto dos impostos verdes, o que na sua opinião revela a existência de “uma estratégia de pulverizar as alterações para sonegar” a possibilidade de ter uma ideia exata das receitas que vão ser arrecadadas no próximo ano.

“Na minha ótica, vão ser muito superiores ao que o Governo prevê nesses documentos”, disse, acrescentando que “num ano de eleições isso seria uma maravilha”, pois uma maior captação de receitas em ano eleitoral permite ao executivo melhorar a gestão da captação dos votos, nomeadamente realizando obra que agrade ao eleitorado.

Essa é a razão, segundo o bastonário, para “não haver muito interesse” do Governo em promover uma leitura integrada dos três documentos que no próximo ano vão alterar a realidade fiscal dos portugueses.

O bastonário reconheceu que haver “algum” desagravamento fiscal do IRS em 2015, mas defendeu que esta baixa não tem uma lógica orientadora, apenas fins economicistas, e que vai ser “muito inferior” à receita fiscal que vai gerada no próximo ano noutros domínios.

“O ano de 2015 vai ser bastante mau na fiscalidade para os cidadãos portugueses”, reafirmou, considerando que os impostos sobre o rendimento do trabalho vão no próximo ano andar muito próximos dos praticados antes do 25 de Abril.

Na opinião do bastonário, tem havido uma “pressão enorme” sobre estes rendimentos e o Governo “apercebeu-se” de que estes impostos esticaram ao máximo e já não é possível esticar mais.

“Por isso está a arranjar outras fontes de rendimento fiscal, pelas mais diversas e ardilosas formas, que os contribuintes é que vão pagar”, concluiu.

/Lusa

PARTILHAR

6 COMENTÁRIOS

  1. Sempre foi através da mentira que este (des)governo conseguiu ludibriar os portugueses, aliás ganharam as eleições com mentiras senão nunca lá teriam chegado!A direita é mesmo isto não que a esquerda seja muito melhor mas a direita sempre que pode protege os ricos ás custas da classe média.Sempre foi assim e continua a ser!

  2. Desde 1976 Portugal foi “governado” pelos 3 partidos que formam o chamado “arco da governação”, sós ou em coligação. Por 3 vezes levaram o País quase à banca rôta, obrigando a pedir o apoio exterior. Porém, veja-se a quantidade de novos ricos e procure-se averiguar como lá chegaram e o que fizeram na politica. Alguns casos são públicos. Na minha idade não viverei muitos mais anos. Tenho três filhos de formação universitária e 10 netos dos quais 4 já são universitários. A saída para outro País já começou. Lamento! Concluí que, não sendo um homem de esquerda, não poderei votar em nenhum dos 3 partidos do “arco”, como sempre o fiz.

  3. Não nos espanta, uma vez que este grupo de governantes tem investido na manipulação de informações ao seu eleitorado. O próximo ano só podia estar carregado de areia movediça em matéria fiscal.

  4. Espero que os culpados da destruição da minha vida morram de cancro e vejam os familiares a morrer. Nao lhes desejo menos. O meu odio puro e duro ao que o governo portugues e amigos me fizeram só me faz desejar lhes o pior. Vá agora censurem o meu comentario.

    • Caro Monstro,
      O seu comentário efectivamente está no limiar do que é aceitável.
      Entendemos validá-lo por não conter um apelo directo à violência.

  5. Completamente de acordo com voces.mas esperem pela pancada, na sei se ainda serei vivo,mas este PAÍS , vai virar do AVSSO isso vai, a saturação esta a chegar ao FIM DO RASTILHO da BOMBA, mal é de quem não tem a CULPA vai sofrer as consequencias, sejam RICOS.AS ou POBRES as……

RESPONDER

"Toca a reunir" no PS para aprovar eutanásia (e 6 médicos admitem que já a praticaram)

O PS está a mobilizar os seus deputados no sentido de garantir que, desta feita, a eutanásia passará no Parlamento. Tudo indica que venha a ser aprovada numa altura em que os médicos estão divididos …

CP está a escapar à multas por falhas nos serviços

A CP - Comboios de Portugal está a escapar às multas por falhas nos serviços, como atrasos e supressões de comboios, porque ainda não entrou em vigor o contrato de serviço público assinado com o …

Marega e Pepe vão ser alvos de processos disciplinares

A Comissão de Disciplina da FPF abriu processos disciplinares a Moussa Marega e Pepe devido a alegadas agressões sobre Taarabt, no jogo com o Benfica. Os jogadores do FC Porto Moussa Marega e Pepe vão ser …

Costa arrasa proposta "forreta" de orçamento europeu

A proposta de quadro financeiro plurianual para 2021-2027 do presidente do Conselho Europeu, Charles Michel, vai morrer na praia. António Costa diz que os líderes europeus não devem ceder à pressão dos quatro países “forretas”. "Esta …

Malásia suspeita que desaparecimento do voo MH370 foi ataque suicida

O ex-primeiro ministro australiano Tony Abbott disse que altos responsáveis do governo da Malásia suspeitam há muito tempo que o desaparecimento do avião da Malasian Airlines, há quase seis anos, tenha sido um ataque suicida …

Champions. O viking norueguês, a revolta de Neymar e a lição tática do "Cholismo"

Haaland foi a estrela da noite ao marcar os dois golos da vitória do Dortmund frente ao PSG. O Atlético de Madrid conseguiu ainda quebrar a invencibilidade do Liverpool. A Liga dos Campeões está de volta …

Auditoria ao Novo Banco vai custar três milhões. É o triplo do que custou a da CGD

A auditoria especial da Deloitte ao Novo Banco vai custar cerca de três milhões de euros, segundo avança o jornal ECO. Este valor é três vezes superior ao custo da auditoria da EY à Caixa …

Passos Coelho ataca falhas de Costa (e revela que segurou Maria Luís)

O antigo primeiro-ministro Passos Coelho esteve na apresentação do livro de Carlos Moedas no El Corte Inglés, onde aproveitou para criticar António Costa. Passos preferiu falar do passado, lembrando o momento em que esteve perto …

Derrocada em Borba. MP acusa oito arguidos de homicídio e violação de regras de segurança

A acusação contra oito arguidos envolvidos na derrocada da pedreira de Borba, em novembro de 2018, já foi deduzida pelo Ministério Público (MP). A informação foi divulgada, esta quarta-feira, pelo Departamento de Investigação e Ação …

Salários mais baixos da Função Pública sobem 10 euros. Férias não aumentam

Esta quarta-feira, o Governo revelou à Frente Comum que os salários mais baixos da Função Pública vão subir 10 euros, em vez de sete. Em relação aos dias de férias, não há abertura. O Jornal de …