O único terrorista sobrevivente dos atentados de Paris está isolado, paranóico e não fala

(cv) RTBF

Salah Abdeslam, autor do atentado ao Bataclan em Paris, era “o homem mais procurado da Europa”

Salah Abdeslam vive isolado, em depressão, sem falar com ninguém e obcecado com limpar tudo o que está à sua volta. O governo francês receia que se suicide antes de ir a julgamento.

Nos atentados que aconteceram há dois anos em Paris, 130 pessoas morreram. Deste número, 89 morreram no Bataclan, quando terroristas explodiram durante um concerto dos Eagles of Death Metal. Desses 89, sete foram os próprios terroristas, numa missão suicida.

Mas um deles sobreviveu para contar a história. O que ninguém estava a à espera era que Salah Abdeslam entrasse numa depressão profunda, recusando-se a falar com quem quer que fosse e isolando-se em Fleury-Mérogis, a maior prisão da Europa.

Durante 24 horas por dia, as câmaras de vigilância estão apontadas a Salah. Desde que foi preso, da sua boca não se ouviu uma única palavra. Nem aos guardas, nem nos interrogatórios, nem sequer aos seus advogados. Facto que, aliás, já fez dois dos advogados contratados inicialmente tenham renunciado, convencidos de que nunca irá falar.

Quem também receia que o terrorista nunca chegue a falar é o governo francês, mas por medo que o homem que está acusado de ser o autor intelectual dos atentados, ou seja, o “cérebro” por trás da operação, se suicide antes de chegar a sentar-se no banco dos réus.

A direção do estabelecimento prisional já atenuou algumas das medidas a que Abdeslam estava sujeito e que o confinavam a um isolamento social propício à depressão: Salah Abdeslam já não está separado das visitas por um vidro e a cela já não tem isolamento sonoro. Ainda assim, continua sem poder ter qualquer contacto com os outros prisioneiros.

Neste momento, o terrorista pode ter quatro ou cinco visitas mensais, geralmente da mãe ou do irmão, e cartas de admiradores. O resto do tempo é passado na cela, deitado na cama, obcecado com limpar tudo à sua volta, especialmente alimentos.

A previsão é que o julgamento só aconteça “em 2019 ou 2020”, uma vez que a investigação aos atentados de 13 de novembro ainda está em decurso, segundo o L’express.

Antes de ser julgado pelos atentados de 13 de novembro, Salah Abdeslam deve ir a tribunal já no dia 18 de dezembro, mas em Bruxelas, pelo tiroteio que começou com um grupo de polícias em março de 2016, dias antes de ser detido. Ainda que já tenha aceite ir à Bélgica para participar no julgamento, a justiça francesa ainda não decidiu se autoriza a viagem do terrorista.

ZAP //

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. Se fosse na China já lhe tinham feito a folha de despacho para o caixão, não merece nada. Deviam abate-lo da mesma maneira que ele abateu gente inocente. Não vale o ar que respira.

RESPONDER

SNS24 encaminhada crianças para a urgência "sem critério clínico", diz Ordem dos Médicos do Centro

A Ordem dos Médicos do Centro lamentou hoje que a linha SNS 24 esteja a encaminhar crianças "sem critério clínico" para as urgências hospitalares e pediu a definição urgente de "um plano seguro e com …

13 de outubro em Fátima com lotação reduzida a 6.000 fiéis

O Santuário de Fátima estima a presença de seis mil pessoas no recinto durante a peregrinação de 12 e 13 de outubro, estando prevista a colocação de círculos no chão, que reforçará a distância entre …

Jovem de 22 anos detido por suspeitas de burla de milhares de euros no MB Way

A Polícia Judiciária (PJ) deteve um indivíduo, de 22 anos, suspeito de diversos crimes de burla informática, falsidade informática, acesso ilegítimo e branqueamento de capitais, estando em causa um montante de dezenas de milhares de …

Nagorno-Karabakh. Alta Comissária da ONU insta a um "cessar-fogo imediato"

A Alta Comissária da ONU para os Direitos Humanos manifestou, esta terça-feira, a sua preocupação face ao aumento das hostilidades entre o Azerbaijão e os separatistas arménios no enclave de Nagorno-Karabakh, instando as partes a …

Rio duvida que país consiga investir verba prevista para setor público

O presidente do PSD, Rui Rio, manifestou esta quarta-feira dúvidas de que o país consiga investir toda a verba prevista pelo Governo no plano de recuperação para a administração pública, prometendo que o documento social-democrata …

MP acusa três inspetores do SEF de homicídio de imigrante ucraniano

O Ministério Público acusou esta quarta-feira três inspetores do SEF do homicídio qualificado de um cidadão ucraniano, ocorrido a 12 de março no Centro de Instalação Temporária do Aeroporto de Lisboa. Segundo uma nota da Procuradoria …

UE prepara lei que obriga gigantes tecnológicas a partilhar dados

A União Europeia (UE) está a preparar-se para forçar as gigantes tecnológicas a partilharem os dados que têm dos consumidores com empresas rivais menores, de acordo com uma nova lei que a Comissão Europeia está …

Morreu Quino, criador de Mafalda

O autor argentino Quino, célebre por ter criado a contestatária personagem de banda desenhada Mafalda, morreu esta quarta-feira em Mendoza, na Argentina, aos 88 anos, revelou a agência Efe. De acordo com o jornal argentino Clarín, …

"Quem decide quem o PS apoia são os órgãos do partido", diz Pedro Nuno Santos

O ministro das Infraestruturas e da Habitação, Pedro Nuno Santos, afirmou que "quem decide quem o PS apoia são os órgãos do partido", um dia após o ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, ter …

Biden revelou impostos de 2019 antes do debate. Pagou mais 200 mil dólares do que Trump

O candidato democrata à presidência dos Estados Unidos, Joe Biden, divulgou na terça-feira a sua declaração de impostos de 2019, horas antes do seu primeiro debate televisivo contra o republicano Donald Trump, que se viu …