O único terrorista sobrevivente dos atentados de Paris está isolado, paranóico e não fala

(cv) RTBF

Salah Abdeslam, autor do atentado ao Bataclan em Paris, era “o homem mais procurado da Europa”

Salah Abdeslam vive isolado, em depressão, sem falar com ninguém e obcecado com limpar tudo o que está à sua volta. O governo francês receia que se suicide antes de ir a julgamento.

Nos atentados que aconteceram há dois anos em Paris, 130 pessoas morreram. Deste número, 89 morreram no Bataclan, quando terroristas explodiram durante um concerto dos Eagles of Death Metal. Desses 89, sete foram os próprios terroristas, numa missão suicida.

Mas um deles sobreviveu para contar a história. O que ninguém estava a à espera era que Salah Abdeslam entrasse numa depressão profunda, recusando-se a falar com quem quer que fosse e isolando-se em Fleury-Mérogis, a maior prisão da Europa.

Durante 24 horas por dia, as câmaras de vigilância estão apontadas a Salah. Desde que foi preso, da sua boca não se ouviu uma única palavra. Nem aos guardas, nem nos interrogatórios, nem sequer aos seus advogados. Facto que, aliás, já fez dois dos advogados contratados inicialmente tenham renunciado, convencidos de que nunca irá falar.

Quem também receia que o terrorista nunca chegue a falar é o governo francês, mas por medo que o homem que está acusado de ser o autor intelectual dos atentados, ou seja, o “cérebro” por trás da operação, se suicide antes de chegar a sentar-se no banco dos réus.

A direção do estabelecimento prisional já atenuou algumas das medidas a que Abdeslam estava sujeito e que o confinavam a um isolamento social propício à depressão: Salah Abdeslam já não está separado das visitas por um vidro e a cela já não tem isolamento sonoro. Ainda assim, continua sem poder ter qualquer contacto com os outros prisioneiros.

Neste momento, o terrorista pode ter quatro ou cinco visitas mensais, geralmente da mãe ou do irmão, e cartas de admiradores. O resto do tempo é passado na cela, deitado na cama, obcecado com limpar tudo à sua volta, especialmente alimentos.

A previsão é que o julgamento só aconteça “em 2019 ou 2020”, uma vez que a investigação aos atentados de 13 de novembro ainda está em decurso, segundo o L’express.

Antes de ser julgado pelos atentados de 13 de novembro, Salah Abdeslam deve ir a tribunal já no dia 18 de dezembro, mas em Bruxelas, pelo tiroteio que começou com um grupo de polícias em março de 2016, dias antes de ser detido. Ainda que já tenha aceite ir à Bélgica para participar no julgamento, a justiça francesa ainda não decidiu se autoriza a viagem do terrorista.

ZAP //

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. Se fosse na China já lhe tinham feito a folha de despacho para o caixão, não merece nada. Deviam abate-lo da mesma maneira que ele abateu gente inocente. Não vale o ar que respira.

RESPONDER

Viagens ao Espaço têm um novo perigo desconhecido para os astronautas

Há um perigo inerente às longas viagens espaciais dos astronautas desconhecido até aos dias de hoje. Um novo estudo aponta que os cosmonautas podem ver o seu fluxo sanguíneo revertido na parte superior do corpo. A …

Macrocilix maia, a misteriosa traça que tem moscas a comer fezes nas suas asas

Macrocilix maia é uma espécie de traça que se destaca pela forma como se camufla dos seus predadores. Nas suas asas vê-se duas moscas a comer excrementos de pássaro. A natureza nunca falha em surpreender-nos e …

Há provas que ligam misteriosa doença que paralisa crianças a vírus raro

Pela primeira vez, foram encontradas provas da associação do Enterovírus D68, um vírus raro até há algum tempo, à Mielite Flácida Aguda, uma doença semelhante à poliomielite que tem afectado centenas de crianças, provocando a …

Antigos egípcios podem ter encurralado milhões de pássaros só para os mumificar

Novas evidências de ADN sugerem que os antigos Egípcios capturavam pássaros selvagens para sacrifícios ritualísticos (e para os poderem mumificar depois). As catacumbas egípcias contêm milhares de pássaros mumificados, especificamente íbis-sagrados (Threskiornis aethiopicus), empilhados uns sobre …

Estudo mostra que sondagens tendenciosas enviesam eleições políticas

Através de experiências práticas, uma investigação recente sugere que as sondagens tendenciosas podem influenciar e enviesar as eleições políticas, até mesmo nas grandes democracias. Enquanto uma eleição se aproxima no Reino Unido e uma votação presidencial …

A Rússia criou a arma mais mortífera da história. Foi há 72 anos

Comummente conhecida por AK-47, a espingarda Kalashnikov foi responsável por milhões de mortes durante a nossa História, sendo uma das armas mais populares do mundo e a mais fabricada pela indústria de armamento. Segundo o The Conversation, …

Luxemburgo 0-2 Portugal | Campeão marca presença no Euro

Portugal venceu o Luxemburgo por 2-0 e apurou-se para a fase final do Euro2020 – a 11ª presença consecutiva da turma das “quinas” em fases finais de grandes competições. Num encontro mal jogado, em parte pelas …

Hologramas e outras tecnologias podem ajudar a combater incêndios florestais

Portugal continua a ser assombrado pela destruição sem precedentes dos incêndios florestais. Agora é a hora de aproveitar as nossas ferramentas tecnológicas e encontrar maneiras inovadoras de ajudar a aliviar o problema e também evitar …

Pombos estão a perder dedos ou patas por causa da poluição

Basta passar algum tempo na praça de uma cidade para ver que alguns pombos têm patas feridas ou dedos em falta. Embora possamos pensar que isto é causado por algum vírus ou pelos eventuais desentendimentos …

Descoberto no Japão fóssil de pássaro com 120 milhões de anos

O fóssil de um pássaro do Cretáceo recentemente descoberto no Japão pode levar os cientistas a repensarem alguns detalhes sobre a evolução do voo. Há cerca de 120 milhões de anos, um pássaro com o tamanho …