No seu 85º aniversário, o imperador japonês Akihito falou ao povo pela última vez antes de abdicar

Mais de 80 mil pessoas juntaram-se este domingo para ouvir o último discurso do imperador japonês Akihito antes de abdicar, em abril.

Ao completar 85 anos, o imperador disse que retira “profundo consolo” do facto de o seu reinado ter passado sem que o Japão voltasse a entrar em guerra. Emocionado, agradeceu o apoio ao povo e à sua esposa, a imperatriz Michiko.

Akihito é o primeiro monarca vivo a abandonar o Trono do Crisântemo, nome dado ao trono imperial do Japão, em quase dois séculos. O imperador foi submetido a cirurgia cardíaca e ao tratamento de um cancro na próstata. Em abril, o seu filho mais velho, o príncipe herdeiro Naruhito, suceder-lhe-á no trono.

O reinado de três décadas de Akihito é conhecido como a era “Heisei”, que em japonês significa “alcançar a paz”.

Durante o seu breve discurso, noticia o Japan Times, o imperador apresentou as suas condolências aos concidadãos que perderam membros da família ou sofreram danos com os sismos, as tempestades severas e as ondas de calor que atingiram o país no último ano.

Embora o seu cargo seja cerimonial e não tenha poder político, Akihito passou grande parte do seu reinado a chamar a atenção para as ações do Japão durante a II Guerra Mundial sob o domínio do pai, o imperador Hirohito. O imperador lamentou as ações militares do Japão na China e na península coreana, tendo igualmente visitado vários campos de batalha no Pacífico para homenagear os mortos.

“É importante não esquecer que inúmeras vidas foram perdidas na II Guerra Mundial e transmitir essa história com rigor àqueles que nasceram depois da guerra”, dissera antes aos jornalistas.

O imperador afirmou ainda que esperava que o Japão pudesse acolher migrantes ao abrigo de uma nova legislação que permita que mais trabalhadores estrangeiros entrem e ajudem a suprir a escassez de mão-de-obra resultante do envelhecimento da população.

O conselho de ministros japonês aprovou o projeto de lei especial que autoriza a abdicação do imperador, uma modalidade excecional e válida apenas para o atual, Akihito. Esta legislação especial foi criada especificamente para Akihito, depois de o imperador ter manifestado, no verão passado, a vontade de abdicar devido à idade avançada e uma saúde enfraquecida.

A lei foi concebida para prevenir futuras abdicações, atendendo aos problemas com que a família imperial se tem vindo a deparar no plano das sucessões. A questão da sucessão voltou a surgir, depois de a princesa Mako, de 25 anos, ter anunciado que iria casar-se com um colega de universidade, perdendo a condição de membro da realeza.

O casamento de Mako reduziu a 18 o número de membros da dinastia reinante mais antiga do mundo. Dos 18, apenas três, excluindo Akihito, são homens com acesso ao trono: o príncipe herdeiro Naruhito (57 anos), o irmão Akishino (51 anos) e o filho deste, Hisahito, de 10 anos e irmão mais novo da princesa Mako.

ZAP //

 

PARTILHAR

RESPONDER

Renault constitui-se assistente em processo contra Carlos Ghosn para "fazer valer os seus direitos"

A fabricante automóvel Renault anunciou na segunda-feira que se constituiu assistente no processo de investigação do seu antigo presidente Carlos Ghosn por abusos de bens sociais e branqueamento. Segundo noticiou a agência Lusa, em comunicado, citado …

Agentes do ex-Benfica Luka Jovic são suspeitos de branqueamento de capitais

Os agentes do antigo jogador do SL Benfica Luka Jovic, Fali Ramadani e Nikola Damjanac, são suspeitos de terem branqueado mais de 10 milhões de euros em Espanha. Os empresários Fali Ramadani e Nikola Damjanac, da …

Túmulos reais do Taj Mahal limpos pela primeira vez em 300 anos para receber Trump

Os túmulos reais do Taj Mahal foram limpos pela primeira vez em 300 anos como parte da preparação da visita do Presidente norte-americano, Donald Trump, à Índia, escreve o portal Newsweek citando média locais. Donald …

Microsoft revela novos detalhes da Xbox Series X

A Microsoft revelou novos detalhes da Xbox Series X, a principal corrente à Playstation 5 e à Nintendo Switch. A consola vai ser equipada com "12 Teraflops" e memória interna SSD. A Microsoft quer apostar forte …

OMS sobre Covid-19: O mundo "simplesmente não está pronto" para enfrentar a epidemia

O especialista que liderou a equipa da Organização Mundial de Saúde (OMS) enviada à China disse hoje que o mundo "simplesmente não está pronto" para enfrentar a epidemia do novo coronavírus. Bruce Aylward, médico canadiano especialista …

Um quinto das florestas australianas arderam devido a seca extrema

Os incêndios recentes "sem precedentes" que destruíram um quinto das florestas australianas estão ligados a uma seca de vários anos, devido às alterações climáticas, segundo um estudo publicado na segunda-feira. Os climatólogos estão, atualmente, a estudar …

Auditorias aos estádios da I Liga devido a casos de racismo começam amanhã

As auditorias aos estádios onde se realizam jogos da I Liga de futebol, motivadas pelos recentes atos de violência e racismo, vão decorrer até março, diz o Ministério da Administração Interna. As auditorias à segurança dos …

Liverpool já tem tantas vitórias como o invencível Arsenal de Wenger

O Liverpool operou esta segunda-feira a reviravolta sobre o West Ham (3-2) e evitou a primeira derrota na Liga inglesa de futebol, repondo a vantagem de 22 pontos para o Manchester City, no jogo que …

Lenine Cunha campeão de triplo e pentatlo em atletismo adaptado

O atleta paralímpico português Lenine Cunha sagrou-se, esta terça-feira, campeão mundial de triplo-salto e pentatlo, em Torun, na Polónia. Ana Filipe venceu a prova de triplo-salto no feminino. Lenine Cunha venceu a medalha de ouro, esta …

Kroos: Não foi fácil "adaptar-nos à falta de 40 ou 50 golos" de Ronaldo

Toni Kroos assumiu que foi difícil para o Real Madrid superar a saída de Cristiano Ronaldo. O alemão realçou a falta dos 40 ou 50 golos marcados pelo português fizeram-se sentir. Em entrevista ao The Athletic, …