Ucraniano esteve 15 horas preso numa sala. Enfermeiro diz que avisou SEF para o levarem ao hospital

Mário Cruz / Lusa

O ucraniano que morreu no Centro de Instalação Temporária (CIT) do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) do Aeroporto de Lisboa esteve 15 horas manietado com fita-cola e algemas. 

Segundo a edição deste domingo do Público, Ihor Homenyuk, o ucraniano que faleceu no Centro de Instalação Temporária (CIT) do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) do Aeroporto de Lisboa, esteve manietado numa sala, durante 15 horas, com fita-cola, ligaduras e algemas de metal.

Por volta das 2h da madrugada do dia 12 de março, um dos enfermeiros que assistiu Ihor avisou os inspetores do SEF de que, “face à sua condição”, o homem precisava de cuidados médicos e devia ser levado a um hospital, o que acabou por não acontecer.

O diário dá conta de que, seis horas depois, o ucraniano detido, de 40 anos, estaria morto. Os três inspetores do SEF foram detidos e encontram-se atualmente em prisão domiciliária, por causa da pandemia de covid-19.

Segundo a descrição que o enfermeiro fez à Polícia Judiciária (PJ), Ihor esteve 15 horas preso numa sala e estava assustado: de cada vez que o enfermeiro se aproximava para lhe administrar medicamentos, Ihor protegia a face, que na altura já revelava uma escoriação no lado direito, com os braços. Além disso, tinha uma das mangas do casaco descosidas e tentou por várias vezes seguir o enfermeiro para fora da divisão.

Questionado pela PJ sobre se Ihor Homenyuk representava ou não uma ameaça, o mesmo enfermeiro respondeu que não lhe pareceu que o ucraniano fosse tornar-se violento.

O mesmo enfermeiro referiu que, antes de sair, viu o ucraniano manietado com fita-cola nas mãos e nos pés; avisou os seguranças que, não sendo aquele material maleável, ele não poderia ficar assim. Um dos seguranças confessou à investigação ter sido ele a fazê-lo.

Na ficha da ocorrência, a equipa médica escreveu que Ihor estava com agitação psicomotora, com suores e pele ruborizada com pequenas escoriações na face “sem hemorragia ativa”. No relatório, adiantam também ter alertado para a necessidade de ir ao serviço de urgência se a situação continuasse.

Os inspetores do SEF, suspeitos de matar à pancada o imigrante ucraniano, alegam que este já tinha sido agredido quando o viram pela primeira vez.

A tese da defesa alega que entre o momento em que os três inspetores estiveram com a vítima e esta ter sido encontrada, passaram-se oito horas sem que “se saiba se mais alguém entrou na sala ou se esteve com o imigrante”. Segundo uma fonte judicial consultada pelo Expresso, estas horas estão envoltas “numa nuvem”.

Em sequência deste caso, o ministério da Administração Interna anunciou que a direção de Fronteira de Lisboa, incluindo o diretor António Sérgio Henriques, foi demitida.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Mais 71 mortes e 5290 casos de covid-19. 517 doentes nos cuidados intensivos

Portugal regista, esta quarta-feira, mais 71 mortes e 5290 novos casos de infeção por covid-19, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo com o último boletim da DGS, dos 5290 novos casos, …

Um quarto dos italianos acredita em teorias da conspiração sobre a covid-19

Um quarto dos italianos acredita em teorias da conspiração sobre a covid-19, incluindo que o vírus foi criado em laboratório para alterar equilíbrios mundiais ou que não existe, segundo uma nova sondagem. Um em cada cinco …

Carros importados poderão reaver ISV pago em excesso desde 2017

A Autoridade Tributária foi condenada a devolver parte do Imposto Sobre Veículos (ISV) cobrado sobre dois carros usados importados em 2017. Segundo o jornal Público, esta é a primeira vez que a sentença envolve um imposto …

Juventude Popular suspende congresso do próximo fim de semana

O XXIV Congresso da Juventude Popular, agendado para sábado e domingo, em Braga, foi suspenso e será reagendado 15 dias depois do levantamento do estado de emergência, decidiram esta terça-feira os órgãos da estrutura que …

Novo líder do Aliança reúne-se com Rui Rio (com autárquicas em cima da mesa)

Paulo Bento, recém-eleito presidente do Aliança, e Rui Rio, líder do PSD, vão encontrar-se esta quarta-feira. Em cima da mesa vão estar as eleições autárquicas do próximo ano. De acordo com o Público, o encontro destina-se …

Mais de 60% dos portugueses deixaram de ir a restaurantes. Só 33% considera que o Estado prioriza a saúde

A nível nacional, 63% dos portugueses que continuaram a ir a espaços de restauração indicaram o convívio familiar com principal motivo da deslocação. A nível dos cuidados de saúde apenas 33% dos portugueses consideram que …

Santa Casa contratou Paulo Pedroso como consultor por 3700 euros

O ex-ministro socialista Paulo Pedroso, actual director da campanha presidencial de Ana Gomes, foi contratado pela Santa Casa da Misericórdia de Lisboa (SCML) em Setembro passado, com um ordenado de 3700 euros e efeitos retroactivos …

Covid-19. Médicos devem dar prioridade a quem pode recuperar vida normal e não à idade

Os doentes que podem recuperar para uma vida normal devem ter prioridade face aos que têm baixa probabilidade de recuperação e a idade não pode por si só ser critério, recomenda um parecer do Colégio …

"Há doentes a ficar para trás". Ex-ministro da Saúde diz que mortes por falta de cuidados são inaceitáveis

O ex-ministro da Saúde Adalberto Campos Fernandes afirmou esta terça-feira que o Serviço Nacional de Saúde (SNS) está a ser exposto a um teste de stresse devido à pandemia e que não é aceitável que …

Ordem dos Médicos abre processo disciplinar a médica que divulgou receita para enganar testes à covid-19

Depois de médica divulgar receita para os possíveis infetados testarem negativo à covid-19, a Ordem dos Médicos abriu o terceiro processo contra membros do movimento que contesta o uso de máscaras - os "Médicos pela …