Trump reclama “autoridade absoluta” e quer reabrir a economia

Michael Reynolds / EPA

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump

O Presidente dos EUA, Donald Trump, quer reabrir a economia, alegando que tem autoridade absoluta para tomar as decisões no país face à pandemia de covid-19.

Esta segunda-feira, pela primeira vez na sua história e face à propagação da pandemia de covid-19, os Estados Unidos declararam o estado de calamidade em todo o território. Agora, Donald Trump reclamou autoridade absoluta no combate ao novo coronavírus. O presidente dos Estados Unidos quer reabrir a atividade económica no país.

“O Presidente dos Estados Unidos é que manda. Se não tivéssemos estado aqui para os estados, teríamos tido um problema neste país como nunca antes viram. Quando alguém é o Presidente dos Estados Unidos, a autoridade é total e é assim que tem de ser. É total. Os governadores sabem isso”, disse Trump, na madrugada desta terça-feira.

Os rumores de que o presidente norte-americano planeava despedir o perito em doenças infecciosas e conselheiro de saúde da Casa Branca, Anthony Fauci, também foram desfeitos.

“Essa discussão nos media é ridícula — o presidente Trump não vai demitir Fauci“, escreveu o porta-voz da Casa Branca, Hogan Gidley, num comunicado partilhado no Twitter. “O Dr. Fauci continua a ser um consultor da confiança do presidente Trump”.

“Foram os democratas e os media que ignoraram o coronavírus quando se concentraram no impeachment”, refere Gidley, citado pela AFP. O porta-voz escreve ainda que Trump tomou uma “ação ousada e decisiva para salvar vidas americanas proibindo voos da China e da Europa”.

Os rumores surgiram após Donald Trump ter partilhado um tweet com a hashtag “#FireFauci”, algo que se pode traduzir por “Despedir o Fauci”.

Os Estados Unidos contaram, em 24 horas, 1.509 mortos devido ao novo coronavírus, um número quase idêntico ao de domingo, indicou a Universidade Johns Hopkins. Assim, o número total de mortes desde o início da pandemia no país subiu para 23.529, sendo os Estados Unidos a nação mais atingida pela doença respiratória covid-19, de acordo com os dados de segunda-feira.

Mais de 550 mil pessoas estão infetadas, referiram os centros de prevenção e de luta contra as doenças (CDC) norte-americanos.

Também na segunda-feira, o estado de Nova Iorque, centro da epidemia nos Estados Unidos, ultrapassou a barreira dos dez mil mortes causadas pela covid-19. O governador do estado, Andrew Cuomo, considerou que “o pior já passou”, salientando que, pela primeira vez numa semana, o número de óbitos diário baixou para níveis inferiores a 700.

Para o diretor dos CDC, Robert Redfield, os Estados Unidos estão a “aproximar-se do pico” da doença.

“Estamos prontos a instalar milhares [de camas] mais caso sejam necessário. Penso que não vamos precisar, porque parece que atingimos um patamar e em vários casos [os números] estão a baixar”, afirmou o Presidente norte-americano, na conferência de imprensa diária sobre a situação da covid-19.

Donald Trump indicou ainda que os Estados Unidos tinham realizado perto de três milhões de testes de despistagem. “Três milhões, mais do que qualquer outro país”, destacou, na segunda-feira.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. Tem toda a razão Senhor Presidente, e uma competência que advém do cargo que “vossa excelência” “superiormente” desempenha, mas o Povo Americano também tem autoridade absoluta para oferecer-lhe um bilhete de ida.

RESPONDER

"Espero contar tudo o que sei". Cientista chinesa fugiu da China para alertar que "não temos muito tempo"

A virologista chinesa Li-Meng Yan, que fugiu para os Estados Unidos, deu uma segunda entrevista à Fox News, na qual alertou que "não temos muito tempo".   Li-Meng Yan, especialista em virologia e imunologia, era uma …

Galp perde 60 milhões de euros em negócios não autorizados

A Galp perdeu 60 milhões de euros em negócios não autorizados com licenças de CO2. A petrolífera já avançou com ações disciplinares e uma auditoria. A Galp informou que foram identificadas transações, não autorizadas pela empresa, …

"Bandeira vermelha". Tóquio em alerta máximo após aumento de novas infeções

A capital do Japão, Tóquio, com 14 milhões de habitantes, está no nível mais alto de alerta para o novo coronavírus após um aumento dos casos registados. “Os especialistas disseram-nos que a situação das infeções está …

Operação Saco Azul. Empresas "zombie" terão desviado 1,8 milhões do Benfica

O presidente do Benfica, Luís Filipe Vieira, e a SAD do clube lisboeta foram constituídos arguidos pelo crime de fraude fiscal, no âmbito da operação ‘saco azul’, confirmou esta terça-feira à agência Lusa fonte oficial …

Maçãs com preços em alta, menos vinho e cerveja a estragar-se (os efeitos da pandemia)

A pandemia de covid-19 está a levar milhares de litros de cerveja a estragar-se, enquanto os produtores de vinho temem uma quebra na produção e, logo, nos lucros. Enquanto isso há menos maçãs e mais …

TAD anula sanção de cinco jogos à porta fechada ao Benfica

O Tribunal Arbitral do Desporto (TAD) deu provimento ao recurso do Benfica e revogou a sanção de cinco jogos à porta fechada imposta pela Federação Portuguesa de Futebol (FPF) ao clube, pelo apoio prestado a …

Costa vira à esquerda, mas Catarina Martins diz que "não pode ser só conversa"

Esta quarta-feira, António Costa lança as negociações para o Orçamento do Estado para 2021 com os partidos que, até aqui, foram seus aliados. O primeiro-ministro insiste que o caminho da sua governação passa por entendimentos à …

No novo ano letivo, a Educação Física continua a ser maior incógnita

No início de julho, o Ministério da Educação anunciou algumas orientações sobre o próximo ano letivo que não contemplavam a Educação Física e o futuro da disciplina continua a ser uma incógnita.  Nas escolas, a falta …

FC Porto já só sonha com o título, mas Amorim não faz vida fácil aos "dragões"

O FC Porto só precisa de empatar com o Sporting CP para ser campeão. Rúben Amorim quer estragar a festa dos portistas, embora não lhe interessem quer acabe por vencer o campeonato. O SL Benfica manteve …

Companhias aéreas e aeroportos arriscam multas até 2 mil euros por cada passageiro sem teste negativo

O Governo clarificou esta terça-feira as regras sobre tráfego aéreo e gestão de aeroportos no quadro da pandemia de covid-19 e estabeleceu o regime sancionatório do incumprimento dessas regras. "Clarificam-se regras referentes ao tráfego aéreo e …