“Shutdown” nos EUA. Trump ameaça prolongar encerramento de serviços federais durante “muito tempo”

Michael Reynolds / EPA

O presidente dos EUA e os líderes republicanos e democratas do Congresso terminaram esta quarta-feira a reunião sem progressos sobre o encerramento parcial de serviços federais dos EUA, que já dura há 12 dias.

“Não acho que tenha sido feito algum algum progresso em particular. Esperamos que, de alguma forma, nos próximos dias ou semanas possamos chegar a um acordo”, disse o líder da maioria republicana, Mitch McConnell, aos jornalistas à saída da reunião.

Trump avisou antes da reunião que manterá o encerramento da administração pelo tempo “necessário” e, depois de sugerir uma colaboração com os democratas, insistiu nas suas exigências de financiamento do muro fronteiriço com o México.

Na reunião na Casa Branca, os líderes democratas pediram a Trump que reabrisse imediatamente a parte da administração que está paralisada, deixando para breve o debate sobre a segurança na fronteira do país. A democrata Nancy Pelosi garantiu na reunião que a sua intenção e dos seus colegas é “acabar amanhã com o encerramento parcial administrativo”.

“Amanhã vamos votar um pacote legislativo para reabrir com base nas leis que foram previamente aprovados pelo senado republicano, e uma legislação separada para aprovar o financiamento para a Segurança Nacional até 8 de fevereiro”, disse.

Pelosi explicou que a aprovação desta segunda iniciativa “daria mais 30 dias” para que democratas, republicanos e Trump negociassem fundos para a segurança das fronteiras dos EUA, sem a necessidade de o Governo ser parcialmente fechado.

Desde 22 de dezembro que o Governo entrou no seu terceiro encerramento parcial depois de a negociação entre republicanos e democratas no Congresso ter chegado a um impasse com a exigência de Trump de incluir na proposta orçamental mais de 5 mil milhões de dólares para o muro da fronteira. Tanto a Casa Branca quanto McConnell rejeitaram a proposta democrata.

Donald Trump ameaçou que o shutdown pode prolongar-se durante “muito tempo”. “Creio que as pessoas pensam que eu tenho razão”, disse o presidente depois da reunião.

Embora Trump permaneça firme na sua intenção de manter a administração parcialmente fechada se não conseguir financiar o muro, o Presidente disse esta quinta-feira que o México já está a pagar a sua construção através do acordo de livre comércio renegociado no ano passado, conhecido como T-MEC. No entanto, esse acordo comercial ainda não foi aprovado pelo Congresso dos EUA e, portanto, não entrou em vigor.

O encerramento parcial dos serviços nos EUA afeta agências de dez departamentos do executivo, bem como dezenas de parques nacionais, que geralmente são uma grande atração turística. Esta situação também afeta 800 mil dos 2,1 milhões de trabalhadores federais, que não recebem ordenado enquanto o Governo permanecer fechado.

ZAP ZAP // Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. ou me dão um chupa-chupa ou faço uma birra e bato os pes no chao
    é assim o “maior” de um pais
    será que ja publicou a birra no twitter?

RESPONDER

Iémen irá enfrentar a pior fome já vista nas últimas décadas. Guterres implora por generosidade

De acordo com a ONU, a situação humanitária no Iémen é muito grave e o país irá enfrentar a pior fome à qual o mundo já assistiu. Esta situação pode ser revertida se os seus …

"Um erro histórico". Tratado assinado em Portugal incentiva aquecimento global

Um tratado assinado em Lisboa concede um grande poder às empresas de energia para processar os Estados caso se sintam prejudicadas por políticas climáticas. O Tratado da Carta da Energia (TCE) é um acordo internacional assinado …

Jornalistas estrangeiros denunciam "declínio da liberdade" na China

A China utilizou as medidas para controlar o coronavírus, a intimidação e restrições de visto para limitar a cobertura jornalística estrangeira em 2020, dando início a um "rápido declínio da liberdade na media", denunciou o …

Sindicato dos chefes da PSP interpôs ação judicial por causa da pré-aposentação

O Sindicato Nacional da Carreira de Chefes da PSP indicou este domingo que interpôs uma ação judicial para impugnar um despacho da direção nacional da Polícia Segurança Pública sobre a lista de pedidos da passagem …

"A agricultura em Montalegre vai acabar". Praga de javalis destrói culturas

Os agricultores do concelho de Montalegre andam desesperados com o facto dos javalis andarem a destruir as culturas. A população destes animais tem aumentado muito nos últimos anos e as medidas de controlo têm sido …

50 mil euros. Governo cria prémio nacional para proteger florestas

No próximo Conselho de Ministros, na quinta-feira, o Governo vai discutir um prémio bianual para projetos que ajudem a melhorar a floresta, do ponto de vista técnico, científico ou da comunicação. A notícia é avançada esta …

Polícia Judiciária ajudou a evitar dois ataques em França

As informações partilhadas pela Polícia Judiciária (PJ) com a Europol foram cruciais para alcançar a detenção do jihadista marroquino que viveu em Portugal. Hicham El-Hanafi foi condenado a 30 anos de prisão em França, na semana …

Duque de Edimburgo foi transferido para outro hospital

O Palácio de Buckingham anunciou esta segunda-feira que o príncipe Filipe, marido da rainha do Reino Unido, Isabel II, foi transferido para outro hospital de Londres para continuar o tratamento de uma infeção. O Palácio disse …

Presidência da UE. Governo trabalha para encontro com Biden durante "semestre português"

A presidência portuguesa do Conselho da União Europeia quer um encontro com o Presidente Joe Biden ainda durante o primeiro semestre. A presidência portuguesa do Conselho da União Europeia (UE) está a trabalhar na realização de …

Vacina da Pfizer. Intervalo entre doses aumenta para 28 dias (e lista de prioritários vai incluir pessoas com trissomia-21)

O intervalo entre a toma das duas doses da vacina da Pfizer/BioNtech contra a covid-19 foi alargado de 21 para 28 dias, anunciou esta segunda-feira o secretário de Estado Adjunto e da Saúde, António Lacerda …