Shutdown. “Birra” de Trump por causa do Muro paralisa os EUA

A Câmara dos Representantes e o Senado dos EUA encerraram as suas sessões sem que republicanos e democratas alcançassem um acordo orçamental.

Diversos serviços do Governo federal dos EUA deixaram esta sexta-feira de ter financiamento e estão em paralisação parcial devido à falta de entendimento entre a Câmara dos Representantes, Senado e o Presidente norte-americano, Donald Trump.

Esta é a terceira paralisação parcial em 2018, mas desta feita Trump garante que está disposto a manter o ‘braço-de-ferro’ para garantir fundos para construir um muro na fronteira com o México, uma das suas mais mediáticas promessas eleitorais.

Os líderes democratas responsabilizaram este sábado o Presidente dos Estados Unidos pela paralisação parcial do Governo federal, acusando-o de assumir uma “birra”, poucas horas de pois de Donald Trump os ter culpado pela ausência de acordo orçamental.

O líder democrata no Senado, Chuck Schumer, e a líder democrata da Câmara dos Representantes, Nancy Pelosi, afirmaram que Trump “conseguiu o que queria”, depois de ameaçar por diversas vezes com uma paralisação.

Os democratas alegaram que o muro é “ineficaz e caro” e sublinharam que Trump “convenceu os republicanos a empurrar a nação para uma destrutiva paralisação no meio da temporada de festas”.

Pelosi e Schumer avançaram que, se o impasse não for resolvido, os democratas vão aprovar uma lei que permita a reabertura dos serviços governamentais assim que assumam a maioria da Câmara dos Representantes em janeiro.

Trump, por sua vez, culpou os democratas por este desfecho e apelou a negociações para alcançar um consenso, dizendo esperar que a paralisação não se prolongue por muito tempo.

“Nós vamos ter uma paralisação, não há nada que possamos fazer sobre isso porque precisamos que os democratas nos deem os seus votos”, argumentou Trump num vídeo que partilhou na rede social Twitter logo após o Congresso ter concluídos os trabalhos face à ausência de acordo.

No vídeo, Trump associa afirmações sobre tráfico de drogas e gangues a imagens das recentes caravanas de migrantes oriundas da América Central e insistiu que os Estados Unidos precisam de “segurança de fronteira”, razão pela qual pediu aos democratas que se sentassem para negociar para que “com sorte a paralisação não durasse muito”.

“Democratas, temos uma lista maravilhosa de coisas que precisamos para manter nosso país seguro. Vamos trabalhar juntos, vamos ser bipartidários e vamos fazer isso”, apelou o presidente norte-americano.

Segundo números adiantados pelos democratas, de 800 mil funcionários federais serão afetados pela paralisação de serviços da administração norte-americana. Quase 420 mil funcionários do Governo, que trabalham em serviços considerados essenciais, terão que trabalhar sem serem pagos imediatamente.

Entre estes incluem-se 150 mil funcionários do Ministério da Segurança Interna, de que depende a polícia de fronteira e transporte, e mais de 40 mil elementos das forças de segurança, como a polícia federal (FBI), a agência antidrogas (DEA) e a administração penitenciária.

Cerca de 380 mil pessoas poderão também ser colocadas em desemprego técnico, incluindo 95% dos funcionários da NASA e do Ministério da Habitação, bem como 52 mil funcionários dos serviços fiscais.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

6 COMENTÁRIOS

  1. Neste capítulo, Trump está certíssimo. Quando uma fronteira se torna demasiado porosa e a segurança fronteiriça não consegue ser assegurada por meios tradicionais, não resta outra alternativa senão a construção de uma vedação.

    Assim fez Espanha, desde os anos 90, em Ceuta e Melilla. Assim fez Israel, desde 2000, na fronteira com a Cisjordânia. Assim fez o Reino Unido na Irlanda Norte para separar as comunidades protestante e católica. Em todos esses casos as vedações foram eficazes. Simples racionalidade.

  2. Um puto caprichoso e birrento, sem dignidade nem moralidade.
    Um ser prepotente e manipulador, preocupado apenas com o seu umbigo.
    Numa palavra: Ridículo!!!

    • Sério? Você acha esse comentário inteligente? É que o de Berlin, foi feito pela RDA para impedir que os seus cidadãos saíssem… Era uma prisão. Este é o contrário: impedir visitantes indesejados. É por isso que temos portas nas nossas casas. Este Trump é fácilmente censurável por outras coisas, mas o muro NÃO é uma delas.

  3. Nunca existe um teimoso só. Tem sempre de ser mais que um. Os demovratas nao saem ilesos da teimosia sabes se la fe quem? Irredutiveis a caça de votos.

RESPONDER

Estudantes indicaram professor que foi decapitado a jihadista (em troca de dinheiro)

Investigadores acreditam que vários estudantes indicaram por dinheiro quem era o professor Samuel Paty ao jihadista que o decapitou na sexta-feira ao lado da escola onde trabalhava na região de Paris. O ministro da Educação, Jean-Michel …

Portugal regista mais 15 óbitos, 1.876 novos casos e 1.932 recuperados

Portugal contabiliza esta terça-feira mais 15 mortos relacionados com a covid-19 e 1.876 casos confirmados de infeção com o novo coronavírus, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo com o último boletim, …

Há ratos e répteis no Centro Hospitalar de Viseu. Ala psiquiátrica está em "péssimas condições"

O alerta partiu do bastonário da Ordem dos Médicos que denunciou a "péssima condição" a que os utentes estão sujeitos. Miguel Guimarães desafiou esta segunda-feira a ministra da Saúde a visitar o departamento de Psiquiatria do …

Portugal é pouco poupador, tem condições de trabalho precárias e pouca escolaridade

Portugal é um país envelhecido, com idosos a viverem sozinhos, pouco poupador e onde o trabalho é precário, os patrões e empregados têm baixa escolaridade e há poucas mulheres na polícia, revela uma publicação da …

País em duodécimos seria uma "irresponsabilidade". Bloco acusa Governo de chantagem “inaceitável”

A coordenadora do Bloco de Esquerda, Catarina Martins, falou, em entrevista à Rádio Observador, sobre as negociações com o Governo para a aprovação do Orçamento de Estado para 2021. Em entrevista à Rádio Observador, a coordenadora …

Não se sabe como foram infetadas 41% das pessoas em Portugal. Novo confinamento é "para evitar"

De acordo com a Diretora-Geral da Saúde, Graça Freitas, neste momento não se sabe como foram infetados 41% dos doentes, sendo apenas possível "identificar um contacto com alguém que tivesse sintomas de covid-19 ou que …

Chega acusa PSD de covardia por recusar proposta de revisão constitucional

O PSD vai chumbar a proposta de revisão constitucional do Chega. Em reação, André Ventura acusou os sociais-democratas de ter uma "atitude covarde". Em declarações ao jornal Público, o líder da bancada social-democrata, Adão Silva, disse …

Impedida de participar, Rússia terá planeado ciberataque aos Jogos Olímpicos de 2020

Uma investigação conjunta do Centro Nacional de Cibersegurança do Reino Unido e agências norte-americanas concluiu que os serviços militares russos estavam a planear um ciberataque em grande escala aos Jogos Olímpicos e Paralímpicos que iam …

Bazuca europeia "não é suficiente". Economista francês defende rendimento mínimo de 120 mil euros para jovens

O economista francês Thomas Piketty considera que a "bazuca" da União Europeia (UE) "não é suficiente" para recuperar da crise pandémica, sobretudo para reduzir as desigualdades económicas. Nesse sentido, defende impostos mais elevados sobre os …

EUA querem abrigar submarinos nucleares numa caverna na Noruega. Região teme reação da Rússia

Uma antiga base naval do Ártico da época da Guerra Fria nos arredores de Tromso, na Noruega, pode em breve hospedar submarinos nucleares dos Estados Unidos. De acordo com a Norwegian State Broadcasting Corporation, a base …