Trump avisou primeiro a Rússia de operação que matou al-Baghdadi antes dos líderes do Congresso

Kevin Dietsch / EPA

O Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump

Antes de avisar os líderes do Congresso de que os Estados Unidos estavam a preparar uma operação militar na Síria que viria a culminar na morte do líder do Estado Islâmico, Donald Trump terá notificado a Rússia.

Segundo a edição desta segunda-feira do jornal Público, a revelação foi feita pela líder da Câmara dos Representantes, Nancy Pelosi, após a conferência de imprensa do Presidente dos Estados Unidos, na qual confirmou a morte de Abu Bakr al-Baghdadi.

Na sua intervenção, Donald Trump justificou o secretismo da operação com o desejo de “ter a certeza de que o ataque permaneceria secreto”. Neste tipo de operações, o Presidente segue um protocolo que envolve entrar em contacto com os líderes congressistas, independentemente da cor política.

Citada pela NBC News, Nancy Pelosi afirmou que “a Câmara [dos Representantes] tem de ser notificada desta operação militar da qual os russos sabiam de antemão, mas não a liderança do Congresso”.

Pelosi acrescentou ainda que os russos também souberam em primeira mão da estratégia que a administração Trump tem para esta região do Médio Oriente. “As nossas forças armadas e aliados merecem uma liderança forte, inteligente e estratégica de Washington.”

Já Donald Trump afirmou que a Rússia foi avisada porque as forças norte-americanas iriam sobrevoar certas zonas controladas pelo Exército russo. Contudo, de acordo com o The Washington Post, o general Igor Konashenkov, porta-voz do ministro da Defesa da Rússia, afirmou que este ministério não tem “informação credível” sobre esta ação militar.

Quando questionado sobre se avisou a líder da Câmara dos Representantes sobre a ação militar, o Presidente norte-americano admitiu que deixou Pelosi “às cegas”. “Washington é uma máquina de fugas de informação. Disse ao meu staff: ‘Não os vamos informar até que os nossos soldados saiam. Não quero que eles sejam recebidos com fogo inimigo’.

Operação recebeu nome de americana torturada pelo Daesh

A operação militar que resultou na morte de Abu Bakr al-Baghdadi recebeu o nome de Kayla Mueller, a trabalhadora humanitária que foi presa, torturada e abusada sexualmente pelo próprio al-Baghdadi. A informação foi avançada este domingo pelo conselheiro de segurança nacional da Casa Branca, Robert O’Brien, e citada pelo Expresso.

Mueller, natural do Arizona, trabalhava como voluntária quando foi raptada em Alepo, na Síria, em agosto de 2013. Em fevereiro de 2015, soube-se que tinha morrido aos 26 anos sob a custódia do Estado Islâmico.

A organização terrorista disse que Mueller morrera num ataque aéreo da Jordânia na cidade síria de Raqqa e o seu corpo nunca foi recuperado.

Carl Mueller, pai de Mueller, disse, em declarações ao The Arizona Republic, que al-Baghdadi a sequestrou. “Ela esteve detida em muitas prisões. Ela esteve em solitária. Ela foi torturada. Ela foi intimidada. E acabou por ser violada pelo próprio al-Baghdadi.”

Ou a matou ou foi cúmplice do seu assassínio. Vou deixar as pessoas que leem este artigo decidir como um pai se deve estar a sentir”, acrescentou.

Quando a sua morte foi confirmada, a família de Kayla Mueller tornou pública uma carta que ela enviara do cativeiro. “Já vi as trevas e a luz. E aprendi que mesmo na prisão se pode ser livre. Estou grata. Cheguei à conclusão de que há coisas boas em todas as situações, às vezes só é preciso procurar.”

ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Por pouco e, contra todas a indicações, quase que anunciava primero no Twitter – mesmo antes da confirmação dos militares!…
    Mas, o que se pode esperar de quem até quer fazer muros no Colorado?

  2. Eu teria muita cautela com os avisis e infos dos amérikas, como a história já por milhões de vezes demonstrou nos amérikas nunca confiar.

RESPONDER

Mais 3.960 casos e 24 mortes. É o pior dia desde o início da pandemia

Portugal registou nas últimas 24 horas mais 3.960 casos positivos e 24 mortes por covid-19. Os dados foram divulgados no mais recente boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). Este foi o pior dia desde o …

Reconhecimento para cuidadores informais vai ser mais fácil e rápido

O pedido de estatuto de cuidador informal fica, a partir de hoje, mais fácil, deixando de ser necessário apresentar atestado médico e permitindo que documentos que impliquem atos médicos possam ser apresentados posteriormente. De acordo com …

OE2021 ainda não foi votado, mas já se espera um aumento da despesa em mais de 300 milhões

Entre a entrega da proposta e a votação, o Governo voltou a negociar com os partidos, mostrando abertura para medidas na especialidade que deverão custar pelo menos mais 300 milhões de euros. O Orçamento do Estado …

Portugal é dos 10 países com melhores políticas de integração de migrantes

Portugal está no grupo dos dez países com melhores políticas de integração de migrantes, segundo uma avaliação de 52 estados que destaca o combate à discriminação ou a reunificação familiar como pontos fortes. Segundo o Índice …

Lukashenko classifica grevistas e manifestantes como terroristas. Mais de 600 pessoas foram detidas

O Presidente da Bielorrússia, Alexander Lukashenko, comparou com terrorismo a atitude de manifestantes e grevistas que participaram na greve nacional convocada pela oposição e nos protestos de cidadãos para exigir a sua renúncia. "Estamos a começar …

"Não acredito que cumpra as nossas leis". Trump diz que voto por correspondência é "inapropriado"

O Presidente dos Estados Unidos (EUA) disse que é "inapropriado" os estados levarem vários dias a contar os votos por correspondência, defendendo que o vencedor deve ser declarado na noite das eleições. "Seria muito, muito apropriado …

Reservas de sangue O+ e A+ com níveis críticos. Federação apela à dádiva

A Federação Portuguesa de Dadores Benévolos de Sangue (FEPODABES) alertou, esta terça-feira, que as reservas nacionais estão com níveis críticos dos tipos O+ e A+, apelando aos portugueses para darem sangue. Em comunicado, a FEPODABES refere …

Madeira quer visitantes infetados a ajudar nas despesas da estadia. "É aquilo que é justo"

O presidente do Governo madeirense anunciou esta terça-feira que decorrem diligências para encontrar mais uma unidade hoteleira para acolher doentes com covid-19, defendendo que os visitantes infetados devem ajudar a custear as despesas da sua …

Filhos de pais separados não podem circular entre concelhos no fim-de-semana

Os filhos de pais separados não poderão deslocar-se entre concelhos para efetuar trocas de residência entre os progenitores entre 30 de outubro a 3 de novembro, o próximo fim-de-semana que abrange o Dia de Todos …

Receita fiscal cai 2.822,7 milhões arrastada pela quebra do IVA e IRC

A receita fiscal do subsetor Estado registou uma redução de 2.822,7 milhões de euros até setembro, recuando 8,3% face ao mesmo período de 2019, refletindo os efeitos da pandemia, segundo a Síntese de Execução Orçamental. “No …