Trump avisou primeiro a Rússia de operação que matou al-Baghdadi antes dos líderes do Congresso

Kevin Dietsch / EPA

O Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump

Antes de avisar os líderes do Congresso de que os Estados Unidos estavam a preparar uma operação militar na Síria que viria a culminar na morte do líder do Estado Islâmico, Donald Trump terá notificado a Rússia.

Segundo a edição desta segunda-feira do jornal Público, a revelação foi feita pela líder da Câmara dos Representantes, Nancy Pelosi, após a conferência de imprensa do Presidente dos Estados Unidos, na qual confirmou a morte de Abu Bakr al-Baghdadi.

Na sua intervenção, Donald Trump justificou o secretismo da operação com o desejo de “ter a certeza de que o ataque permaneceria secreto”. Neste tipo de operações, o Presidente segue um protocolo que envolve entrar em contacto com os líderes congressistas, independentemente da cor política.

Citada pela NBC News, Nancy Pelosi afirmou que “a Câmara [dos Representantes] tem de ser notificada desta operação militar da qual os russos sabiam de antemão, mas não a liderança do Congresso”.

Pelosi acrescentou ainda que os russos também souberam em primeira mão da estratégia que a administração Trump tem para esta região do Médio Oriente. “As nossas forças armadas e aliados merecem uma liderança forte, inteligente e estratégica de Washington.”

Já Donald Trump afirmou que a Rússia foi avisada porque as forças norte-americanas iriam sobrevoar certas zonas controladas pelo Exército russo. Contudo, de acordo com o The Washington Post, o general Igor Konashenkov, porta-voz do ministro da Defesa da Rússia, afirmou que este ministério não tem “informação credível” sobre esta ação militar.

Quando questionado sobre se avisou a líder da Câmara dos Representantes sobre a ação militar, o Presidente norte-americano admitiu que deixou Pelosi “às cegas”. “Washington é uma máquina de fugas de informação. Disse ao meu staff: ‘Não os vamos informar até que os nossos soldados saiam. Não quero que eles sejam recebidos com fogo inimigo’.

Operação recebeu nome de americana torturada pelo Daesh

A operação militar que resultou na morte de Abu Bakr al-Baghdadi recebeu o nome de Kayla Mueller, a trabalhadora humanitária que foi presa, torturada e abusada sexualmente pelo próprio al-Baghdadi. A informação foi avançada este domingo pelo conselheiro de segurança nacional da Casa Branca, Robert O’Brien, e citada pelo Expresso.

Mueller, natural do Arizona, trabalhava como voluntária quando foi raptada em Alepo, na Síria, em agosto de 2013. Em fevereiro de 2015, soube-se que tinha morrido aos 26 anos sob a custódia do Estado Islâmico.

A organização terrorista disse que Mueller morrera num ataque aéreo da Jordânia na cidade síria de Raqqa e o seu corpo nunca foi recuperado.

Carl Mueller, pai de Mueller, disse, em declarações ao The Arizona Republic, que al-Baghdadi a sequestrou. “Ela esteve detida em muitas prisões. Ela esteve em solitária. Ela foi torturada. Ela foi intimidada. E acabou por ser violada pelo próprio al-Baghdadi.”

Ou a matou ou foi cúmplice do seu assassínio. Vou deixar as pessoas que leem este artigo decidir como um pai se deve estar a sentir”, acrescentou.

Quando a sua morte foi confirmada, a família de Kayla Mueller tornou pública uma carta que ela enviara do cativeiro. “Já vi as trevas e a luz. E aprendi que mesmo na prisão se pode ser livre. Estou grata. Cheguei à conclusão de que há coisas boas em todas as situações, às vezes só é preciso procurar.”

ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Por pouco e, contra todas a indicações, quase que anunciava primero no Twitter – mesmo antes da confirmação dos militares!…
    Mas, o que se pode esperar de quem até quer fazer muros no Colorado?

  2. Eu teria muita cautela com os avisis e infos dos amérikas, como a história já por milhões de vezes demonstrou nos amérikas nunca confiar.

RESPONDER

Sindicato denuncia mobilização forçada de médicos para tratar surto de Reguengos de Monsaraz

O Sindicado dos Médicos da Zona Sul (SMZS) denunciou hoje o que diz ser uma “mobilização forçada de médicos” pela Administração Regional de Saúde (ARS) do Alentejo para o combate ao surto de covid-19 de …

Novo comboio-bala entra ao serviço na linha Tóquio-Osaka

O mais novo modelo de comboio-bala do Japão - o N700S - entrou ao serviço no dia 1 de julho, numa jornada inaugural de Tóquio a Osaka. A série N700S (sendo que o "S" significa "Supreme") …

Kanye West anuncia candidatura à Presidência dos EUA

O músico norte-americano Kanye West anunciou este sábado, Dia da Independência dos Estados Unidos, a sua candidatura à Casa Branca, depois de ter apoiado anteriormente o atual Presidente e candidato à reeleição, Donald Trump. "Agora devemos …

Vídeo revela, pela primeira vez, como é que o cérebro se livra dos neurónios mortos

Uma equipa de cientistas conseguiu usar, pela primeira vez, uma técnica que "mata" uma célula cerebral isolada e permite observar o processo de limpeza do sistema nervoso em tempo real. A equipa de investigadores conseguiu registar …

Reutilizável, dobrável e esterilizável. Novo "escudo" protege profissionais de saúde

Uma equipa de cientistas desenvolveu, recentemente, um dispositivo dobrável em forma de tenda que atua como um escudo físico para os profissionais de saúde na linha da frente contra a covid-19. A tenda redutora de gotículas …

O Lamborghini mais potente acelera dentro de água. É um iate com 4.000 cavalos

O resultado da primeira colaboração entre a a Lamborghini e os especialistas da Tecnomar é um iate de luxo, com 4.000 cavalos que recria a sensação de condução de um superdesportivo dentro de água. O mais …

Aproxima-se o lançamento do rover Perseverance

O rover Perseverance da NASA está a menos de um mês da data de lançamento prevista para 20 de julho. A missão de astrobiologia do veículo vai procurar sinais de vida microscópica passada em Marte, explorar …

Benfica 3-1 Boavista | Águias põem fim a quarentena caseira

O Benfica venceu na noite deste sábado o Boavista, naquele que foi o primeiro triunfo caseiro após a retoma da Liga. Poderá ter sido a redenção das águias? Após ter somado apenas dois triunfos, quatro desaires …

Cortina do abraço permite às famílias reencontrar os familiares num lar de São Paulo

Abraçar, tocar e até dançar. Uma cortina do abraço permite que filhos visitem seus pais residentes numa casa de repouso em São Paulo. O empresário Bruno Zani, autor da criação, pretende agora colocar a cortina …

Os golfinhos aprendem a utilizar ferramentas com os amigos

Os golfinhos aprendem a utilizar ferramentas não só com as suas progenitoras mas também com os seus pares, concluiu uma nova investigação levada a cabo por cientistas da Universidade de Leeds, no Reino Unido. De acordo …