Limpeza de terrenos: Não há multas até junho

Tiago Petinga / Lusa

O primeiro-ministro, António Costa

Esta quinta-feira, o primeiro-ministro anunciou em conferência de imprensa que, não abdicando sanções à falta de limpeza de terrenos, as coimas serão adiadas para junho.

António Costa fez esta declaração em São Bento, no dia em que termina o prazo definido para a limpeza dos terrenos como medida preventiva dos incêndios florestais. Para quem não limpar os terrenos, as coimas – a serem aplicadas a partir de junho -, variam entre os 280 e os 10 mil euros para singulares, e podem chegar aos 120 mil euros, para pessoas coletivas.

Segundo o primeiro-ministro, esta quinta-feira o Governo vai aprovar um decreto que esclarece que não serão aplicadas coimas se as limpezas dos terrenos forem efetivamente feitas até junho.

A GNR tem indicações para “continuar a ação pedagógica” e não fará levantamentos de auto por infrações até ao final deste mês de março, disse António Costa. O “objetivo da campanha não é a caça à multa”, esclareceu o primeiro-ministro.

“A partir de hoje, a única diferença é que legalmente os municípios passam a ter o dever de entrar nos terrenos dos proprietários e fazer a limpeza, podendo cobrar aos proprietários a limpeza que não havia sido feita”, acrescentou ainda o primeiro-ministro, citado pelo Público.

De acordo com o jornal i, o mecanismo foi desenhado pelo Ministério da Administração Interna tendo em conta as condições climatéricas que têm afetado o país desde a semana passada e que têm impedido muitos proprietários ou arrendatários de terrenos de fazer a limpeza.

Governo abre 2441 quilómetros de faixas contra incêndios em terrenos privados

Ao todo passam a existir 3620 quilómetros de faixas destinadas a travar a propagação de incêndios: são 2441 quilómetros nos terrenos privados que se juntam aos 837 nos terrenos do Estado e aos já existentes 342.

Com o anúncio desta medida, o Governo pretende apostar na prevenção. A falta de faixas de gestão de combustível foi uma das principais queixas dos bombeiros, aquando do combate aos incêndios em 2017.

“Estamos a realizar o maior investimento de sempre para infra-estruturar a floresta portuguesa contra os incêndios de Verão”, disse Miguel Freitas, secretário de Estado das Florestas ao Público.

Os especialistas considera que a criação de zonas limpas e abertas à circulação de veículos de bombeiros durante a época crítica dos fogos e dos sapadores nas outras épocas do ano é uma das medidas mais eficazes para travar os grandes incêndios como o de Pedrógão.

De acordo com aquele jornal, o Plano de Defesa da Floresta Contra Incêndios de 2006 tinha previsto a criação de uma Rede Primária de Faixas de Gestão de Combustível, mas, como em relação a praticamente todas as suas medidas, pouco ou nada foi feito.

O Público conta ainda que, dos 11 622 quilómetros que o documento previa abrir, apenas 1123 foram construídos.

Desta rede inicial, o Governo prevê a limpeza e manutenção de metade da sua extensão. E vai acrescentar-lhe mais de 3000 quilómetros, entre novas infra-estruturas na floresta pública ou gerida pelo Estado (principalmente baldios) e na floresta detida pelos privados.

Aos 14 milhões de euros previstos para o plano de gestão e defesa desse meio milhão de hectares sob a tutela do Instituto da Conservação da Natureza e Florestas, vão-se juntar mais seis milhões de euros provenientes do Fundo Florestal Nacional.

ZAP //

PARTILHAR

8 COMENTÁRIOS

    • Pois, deve ter sido isso que deu um massacre equivalente na california na mesma altura… com as mesmas afirmações de “coisa nunca vista”, “vento ciclonico” que surge e passa de repente, com zonas muito bem delineadas, em zonas “ricas”, bem cuidadas, com zonas arborizadas bem delimitadas, onde arderam só…, os bairros… e as árvores ficaram intactas. Existem vídeos e fotos em barda, para quem quiser ver. Depois vanham-me lá com a “explicação” da falta de limpeza. Perguntem ao cornudo com patas de cabra, que ele explica.

  1. Pois… lá vem este habilidoso agora a meter uma marcha à ré quando se apercebeu que uma vez mais tinha enfiado os pés pelas mãos. Mas será que algum dia este artista do circo vai conseguir definir e implementar uma medida sem ser aos solavancos? É que para que isso seja possível, primeiro vai ter de pensar bem na medida. Não vai poder governar em cima do joelho como tem feito até aqui.
    É o verdadeiro artista nacional. E os palermas apoiam-no. Triste o povo desinformado e burro que vai em meia dúzia de lérias

  2. Eu até entendi o que ele queria fazer, pois o português só faz alguma coisa quando é ameaçado com penalizações e multas, mas o problema é que ao fazer isso, fez pior a emenda que o soneto! Deixou-se fazer os PDM, as zonas verdes, etc..durante décadas construiu-se no meio da floresta, construiu-se junto aos limites da propriedade e na fronteira com outras propriedades. Durante décadas plantou-se eucaliptos, que nem é uma árvore autóctone…e aquilo consome e seca os lençóis de água do solo…. E no meio de tanto desleixo e de tanta porcaria durante décadas, o primeiro ministro queria resolver o problema em 2 meses!? Mas a maneira como ele fez isto é que não estou de acordo! No meio disto tudo, quem se deve estar a rir são os incendiários que cometem os crimes e poucos ou nenhuns são responsabilizados porque são declarados inimputáveis e porque são declarados com deficiência ou de incapacidade cognitiva ou mental para cometer crimes! Ora se lhes saí-se do corpo e da carteira, muitos desses incendiários pensavam duas vezes antes de cometer um crime destes! Mas não…no meio disto tudo a culpa é do proprietário só porque uma planta está no meio das árvores e pode ser prejudicial em caso de fogo!!!Por amor de Deus, isto está tudo maluco…

  3. E mais uma vez como sempre , se voltou a andar para trás.
    Errado muito errado , e uma das razões porque portugal e a mentalidade pequenina nunca passarão daquele buraco la no fundo da europa , onde os políticos não são capazes de manter pé firme nas leis e fazer cumprir essas mesmas leis.
    Assim que alguns fazem um pouco de barulho , volta se ao 0 .
    Daqui a um mês ou dois volta tudo a arder , morrem mais uns quantos e estes mesmo que aqui tanto falaram contra a lei e forçaram o governo a não cumprir a lei , voltarão aqui para o culpar pelas mortes e perdas de bens ….
    Pais de mer..

  4. Será o maior desastre ecológico da história, com o terreno limpo crescerá o capim que é mais inflamável que as mata nativa.

  5. Mais uma vez é o Povinho que tem a culpa, e vai pagar as coimas, para que os nossos políticos arranjem dinheiro para pagar as dividas, contraídas por estes.
    E os terrenos do Estado, também pagam coimas, e a quem???.
    Os Incêndios vieram para ficar, são um grande negocio.

RESPONDER

"Era como se a morte estivesse num copo." No século XVIII, o gin estava a arruinar a Inglaterra

A bebida alcoólica tornou-se tão popular no Reino Unido que os empresários começaram a utilizar todo o tipo de aditivos para enriquecerem. No século XVIII, o gin tornou-se a maior droga que o homem poderia consumir …

Vacinar animais contra a covid-19? Dezenas de zoos nos EUA estão a avançar com a ideia

Cerca de 70 jardins zoológicos e espaços de conservação nos Estados Unidos estão a administrar a vacina da farmcêutica veterinária Zoetis aos seus animais. Não são só os humanos que estão a ser vacinados contra a …

Lewis Hamilton: "Eu não disse que estava a morrer"

Acidente com Max Verstappen originou dores no campeão; Helmut Marko disse que já era "espectáculo" a mais. Troca de palavras entre os dois candidatos ao título. Como se esperava, o acidente que envolveu Lewis Hamilton e …

Autorretrato de Frida Kahlo deverá ser vendido por um valor recorde de 30 milhões de dólares

A Sotheby’s espera ultrapassar os 30 milhões de dólares (mais de 25 milhões de euros) com o autorretrato da pintora mexicana Frida Kahlo, no qual aparece também o seu marido Diego Rivera. O autorretrato Diego y …

David Luiz: "Um dos dias mais especiais da minha vida" - e ainda se fala sobre Jorge Jesus

Flamengo ficou mais próximo de mais uma final da Libertadores, depois de derrotar o Barcelona de Guayaquil. David Luiz estreou-se. O Flamengo venceu o Barcelona de Guayaquil por 2-0, na primeira "mão" das meias-finais da Copa …

Iémen. Escassez de alimentos empurra 16 milhões de pessoas para a fome, revela ONU

Pelo menos 5 milhões de pessoas no Iémen estão à beira da fome e outros 16 milhões estão "a caminhar para a fome", num país dilacerado pela guerra civil. O Programa Mundial de Alimentos (WFP, na …

Presidente da Tunísia governará por decreto, ignorando partes da constituição

O Presidente da Tunísia, Kais Saied, declarou que governará por decreto e ignorará partes da constituição, enquanto se prepara para mudar o sistema político, gerando críticas imediatas da oposição. Desde 25 de julho, dia em que …

Alemanha deixa de pagar quarentena a trabalhadores não vacinados

A Alemanha vai deixar de indemnizar trabalhadores não vacinados que forem forçados a quarentena devido ao coronavírus, por ser "injusto pedir aos contribuintes que subsidiem aqueles que se recusam a ser vacinados", disse na quarta-feira …

Governo acaba com recomendação do teletrabalho

O Conselho de Ministros decidiu acabar com a recomendação da opção pelo teletrabalho e eliminar a testagem em locais de trabalho com mais de 150 trabalhadores. Estas medidas integram a terceira e última fase do plano …

Cansado de denúncias, Betis pede aos seus sócios: "Portem-se bem"

Clube onde jogam dois portugueses quer que os adeptos tenham um "comportamento adequado" durante os jogos no Benito Villamarín. O Betis de Sevilha jogou seis vezes até agora, nesta época. Quatro desses encontros foram disputados em …