/

Testes na construção civil prometidos há mais de um mês ainda não avançaram

O Governo prometeu avançar com rastreios à covid-19 na construção civil há mais de um mês, mas a associação que representa o setor diz que até agora o processo ainda não avançou.

Em declarações à TSF, o presidente da Associação de Empresas de Construção e Obras Públicas e Serviços (AECOPS) revela que na altura tentaram falar com o Executivo e com as autoridades de saúde para perceber como é que os testes iriam funcionar.

No entanto, Ricardo Pedrosa Gomes explica que a associação não obteve qualquer resposta.

O representante do setor evidencia ainda algumas lacunas. “É evidente que as empresas de maior dimensão, elas próprias, porque já o vinham fazendo, criaram sistemas próprios para testarem ciclicamente nos estaleiros de grande dimensão, mas nos estaleiros de menor dimensão e nas empresas com menos estrutura a situação não terá tido nenhuma concretização”.

Acrescenta ainda que tendo em conta que foram as próprias autoridades de saúde e o Governo a dizer que estes testes faziam sentido no setor, à partida deveriam fazer realmente falta.

Por outro lado, o presidente da Associação Têxtil e Vestuário de Portugal afirma que o setor também continua à espera que o processo de testagem avance.”Não recebemos ainda nenhuma informação”, disse à TSF Mário Jorge Machado.

O responsável sublinha que as empresas adotaram medidas de higiene e segurança, porém indica que só “uma testagem muito abrangente” pode ajudar a na disseminação de novos casos.

O setor têxtil emprega cerca de 125 mil pessoas em Portugal.

  ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE