Testes na construção civil prometidos há mais de um mês ainda não avançaram

O Governo prometeu avançar com rastreios à covid-19 na construção civil há mais de um mês, mas a associação que representa o setor diz que até agora o processo ainda não avançou.

Em declarações à TSF, o presidente da Associação de Empresas de Construção e Obras Públicas e Serviços (AECOPS) revela que na altura tentaram falar com o Executivo e com as autoridades de saúde para perceber como é que os testes iriam funcionar.

No entanto, Ricardo Pedrosa Gomes explica que a associação não obteve qualquer resposta.



O representante do setor evidencia ainda algumas lacunas. “É evidente que as empresas de maior dimensão, elas próprias, porque já o vinham fazendo, criaram sistemas próprios para testarem ciclicamente nos estaleiros de grande dimensão, mas nos estaleiros de menor dimensão e nas empresas com menos estrutura a situação não terá tido nenhuma concretização”.

Acrescenta ainda que tendo em conta que foram as próprias autoridades de saúde e o Governo a dizer que estes testes faziam sentido no setor, à partida deveriam fazer realmente falta.

Por outro lado, o presidente da Associação Têxtil e Vestuário de Portugal afirma que o setor também continua à espera que o processo de testagem avance.”Não recebemos ainda nenhuma informação”, disse à TSF Mário Jorge Machado.

O responsável sublinha que as empresas adotaram medidas de higiene e segurança, porém indica que só “uma testagem muito abrangente” pode ajudar a na disseminação de novos casos.

O setor têxtil emprega cerca de 125 mil pessoas em Portugal.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Luís Correia lança-se a Castelo Branco, num movimento que ainda não tem nome

O movimento ainda não tem nome e a apresentação da candidatura não tem data marcada, mas Luís Correia já assumiu que vai liderar uma candidatura independente à Câmara Municipal de Castelo Branco. Luís Correia vai testar …

Pavilhão de escola de Matosinhos fechado devido a estirpe de legionella

O pavilhão desportivo da Escola Secundária Abel Salazar, em Matosinhos, está fechado devido à presença de uma estirpe de legionella detetada nas canalizações, mas que "não constitui qualquer perigo para a saúde", confirmou a câmara …

TAP regista um prejuízo recorde de 1,2 mil milhões em 2020

Com menos 12,4 milhões de passageiros transportados, a TAP apresentou um resultado líquido negativo de 1,230 mil milhões de euros em 2020, contra um prejuízo de 106 milhões de euros em 2019, segundo dados enviados …

Chega organiza Convenção para "Governar Portugal" no fim de maio, mas promete "uso das máscaras"

O Chega vai organizar a sua III Convenção Nacional entre 28 e 30 de maio, em Coimbra, tendo por base a moção estratégica "Governar Portugal" do presidente reeleito, André Ventura, disse hoje à Agência Lusa …

Falta de plano e reservas face à viabilidade. Banco de Fomento chumba empréstimo à Groundforce

O Banco Português de Fomento (BPF) não aprovou o empréstimo de 30 milhões de euros pedido pelo Conselho de Administração da Groundforce, por não haver um plano de reestruturação da empresa e por falta de …

Operação Lex. Juiz Luís Vaz das Neves arrisca reforma compulsiva

O juiz Luís Vaz das Neves, ex-presidente do Tribunal da Relação de Lisboa e arguido na Operação Lex, arrisca passar à aposentação compulsiva.  De acordo com o Correio da Manhã, que avança a notícia esta quinta-feira, …

Nove administradores e 24 diretores. Banco de Fomento já terá fechado estrutura

O jornal ECO avança, esta quinta-feira, que a estrutura do Banco Português de Fomento vai contar com nove administradores, dos quais quatro são executivos, e 24 diretores. A estrutura do Banco de Fomento já estará fechada, …

Guerra aberta no PSD. Rui Rio arrisca repreensão, Adão Silva pode perder o mandato

Rui Rio, presidente do PSD, e Adão Silva, líder do grupo parlamentar, estão a ser alvo de um processo disciplinar aberto pelo Conselho de Jurisdição do partido e arriscam sanções. A decisão ainda não está tomada, …

A maior "cidade-fantasma" da China voltou a florescer (graças à educação)

Kangbashi, na Mongólia Interior, é considerada há muitos anos a maior "cidade-fantasma" da China. Agora, tem muito a agradecer a uma jogada inesperada, mas muito eficaz: o setor da Educação. Há alguns anos que Kangbashi, uma …

Um terramoto devastador pode abalar a Nova Zelândia nos próximos 50 anos

Um novo estudo revela que as hipóteses de a Falha Alpina da Ilha do Sul da Nova Zelândia provocar um terramoto devastador nos próximos 50 anos são muito maiores do que se pensava.  Um estudo conduzido …