“Testagem massiva vai começar em pouco tempo”. Plano ainda não está pronto

José Sena Goulão / Lusa

O secretário de Estado da Saúde, António Lacerda Sales

O secretário de Estado da Saúde disse, esta segunda-feira, que a testagem massiva vai “começar dentro de pouco tempo”, havendo alguns processos que ainda estão a ser aperfeiçoados.

Em entrevista à RTP3, o secretário de Estado Adjunto e da Saúde, António Lacerda Sales, declarou que, a partir de hoje, o SNS 24 vai começar a fazer prescrição de testes a contactos de baixo risco.

Porém, o plano de testagem massiva, anunciado na semana passada, ainda não está pronto e há arestas a limar, pelo que vai “começar dentro de pouco tempo”, referiu o governante.

“Há aqui alguns processos que temos de aperfeiçoar”, admitiu Lacerda Sales, explicando que a estratégia para as escolas e para as empresas está “ainda a ser elaborada”, dando como exemplo de quanto em quanto tempo é que devem ser feitos os testes.

Questionado sobre se serão as empresas ou o Estado que irão suportar os custos dos testes, Lacerda Sales disse que “essa é ainda uma situação que estamos a ponderar e que teremos de decidir”.

“O Ministério da Saúde tem estado muito sobrecarregado do ponto de vista orçamental e de custos. Se bem que nunca houve qualquer falta em termos de recursos do ponto de vista orçamental para o Ministério”, destacou.

No mesmo dia em que os líderes políticos estiveram reunidos com os peritos no Infarmed, o secretário de Estado adotou a mesma postura da ministra da Saúde, Marta Temido. Houve boas notícias e Lacerda Sales considera que “este confinamento está a produzir resultados, é um confinamento com esperança“, no entanto, sublinhou que “ainda é prematuro estar a falar de desconfinamento”.

Na mesma entrevista, o secretário de Estado disse ainda que o Governo está a estudar a hipótese de afastar as tomas da vacina contra a covid-19, para poder cobrir uma maior percentagem da população e fazer face à escassez de vacinas.

Os especialistas “estão a fazer a ponderação dessa matéria, porque entre o afastamento que permita vacinar mais gente com a primeira dose, sabendo que pode produzir uma eficácia entre os 60% e os 70%, portanto já confere alguma proteção, nomeadamente às camadas mais vulneráveis, ou ter mais gente com as duas doses vacinadas, é uma relação custo benefício que tem de ser muito ponderada”, explicou.

“Estamos a ponderar bem essa matéria para depois tomar a melhor decisão, consoante as necessidades”, concluiu.

De acordo com o jornal Público, a taxa de positividade da covid-19 em Portugal tem vindo a diminuir e ronda agora os 6%.

“É bom sinal. Estamos a caminho dos 5%, que é aquilo que é recomendado internacionalmente”, destaca ao diário o matemático Carlos Antunes. O também investigador da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa salienta que os especialistas estão “agora a considerar os 7% como o limiar máximo que não podemos ultrapassar”.

A testagem massiva poderá impulsionar ainda mais esta descida. “Se se alterar a estratégia, então vamos conseguir empurrar a positividade bem mais para baixo”, disse ainda, acrescentando: “Tem de haver uma mudança de paradigma e as normas têm de começar a produzir resultados”.

Portugal registou, esta segunda-feira, 549 novos casos e 61 mortes por covid-19. Foi o número mais baixo de novas infeções desde outubro do ano passado.

Filipa Mesquita Filipa Mesquita, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Bactérias benéficas do leite materno mudam ao longo do tempo

De acordo com um novo estudo, a mistura de bactérias benéficas transmitidas pelo leite materno muda significativamente com o tempo. Este pode atuar como uma injeção de reforço diário para a imunidade e metabolismo infantil. Os …

Quando um tigre vale mais morto do que vivo: A sórdida realidade das quintas de procriação

Em alguns países asiáticos, quintas de procriação de tigres exploram até ao tutano o valor económico do animal, submetendo-o a condições de vida degradantes. Tigres já foram puderam ser encontrados em grande parte da Ásia, do …

Ana Estrada Ugarte. Em decisão histórica, Peru abre as portas à eutanásia

Numa decisão histórica esta quinta-feira, o 11.º Tribunal Constitucional do Superior Tribunal de Justiça de Lima, no Peru, ordenou ao Ministério da Saúde do país que respeitasse a vontade de Ana Estrada Ugarte de acabar …

Árbitros estrangeiros na próxima época? APAF recusa "atestado de incompetência"

A Associação Portuguesa de Árbitros de Futebol (APAF) tem a certeza de que o Conselho de Arbitragem (CA) não irá passar um "atestado de incompetência" aos árbitros portugueses, chamando estrangeiros para encontros de Ligas nacionais. Segundo …

Depois do desconforto que a série causou na Família Real, Harry defende "The Crown"

Durante uma entrevista a James Corden, para o programa americano The Late Late Show, o príncipe Harry defendeu a série The Crown da Netflix, explicando que embora não seja “estritamente precisa”, retrata a pressão da …

Benfica vai apresentar queixa por ameaças de morte a Vieira e vandalismo

O Benfica vai avançar com queixas devido às ameaças de morte ao presidente do clube em tarjas colocadas nas imediações do Estádio da Luz, mas também pela vandalização de várias casas benfiquistas. Segundo o jornal online …

Submarino civil transparente pode levá-lo ao local do naufrágio do Titanic

A Triton, uma empresa com sede na Florida, fabrica submarinos civis de última geração há mais de uma década. Agora, vai fazer nascer o Triton 13000/2 Titanic Explorer, que para além de oferecer aos passageiros …

Catorze detidos nos novos protestos em Barcelona a favor de Pablo Hasél

Pelo menos 14 pessoas foram detidas pela polícia catalã, este sábado, durante os distúrbios que se seguiram a mais uma manifestação em Barcelona a reclamar a libertação do rapper Pablo Hasél. Segundo o jornal Público, pelo …

Procuradores avançam para tribunal contra nomeações de chefias

O Conselho Superior do Ministério Público (CSMP) está envolvido numa nova polémica, depois do concurso que culminou na indigitação de José Guerra para a Procuradoria Europeia. Segundo avança o Jornal de Notícias, este domingo, um concurso para …

A partir de segunda-feira, eletrodomésticos vão ter novas etiquetas energéticas

As organizações não-governamentais ambientalistas saúdam as novas etiquetas energéticas, que entram em vigor esta segunda-feira, mas pedem “mais atenção” ao consumidor e “maior rapidez” na reclassificação de “mais produtos”. Em comunicado, a cooligação Coolproducts, um grupo …