Com 549 novos casos, Portugal regista o número mais baixo de novas infeções desde outubro

Simone Venezia / EPA

Portugal atingiu, esta segunda-feira, o número mais baixo de infeções diárias desde o início de outubro. Nas últimas 24 horas, o país registou 549 novos casos e 61 mortes por covid-19.

De acordo com o boletim epidemiológico revelado esta segunda-feira pela Direção-Geral da Saúde (DGS), Portugal registou, esta segunda-feira, mais 549 novos casos e 61 mortes por covid-19. O número de novas infeções é o mais baixo desde o dia 6 de outubro, dia em que foram registados 427 casos.

Já em relação aos óbitos, trata-se do número de mortes mais baixo dos últimos 52 dias.

A região de Lisboa e Vale do Tejo foi a que registou mais mortes (33) e mais infeções (278), seguida pela região Norte, com 107 novos casos e oito mortes. O Centro registou esta segunda-feira 48 novas infeções e 15 mortes; o Alentejo, 33 casos e duas mortes; o Algarve, 22 novas infeções e duas mortes.

A Madeira contabiliza hoje 56 novos casos e uma morte e nos Açores foram identificados cinco casos de infeção.

A descida de novos casos ativos mantém-se pelo 21.º dia consecutivo: 80.642 casos, menos 1.699 do que no domingo. Nas últimas 24 horas, recuperaram da infeção 2.187 pessoas – são agora 701.409 desde o início da pandemia.

O boletim dá conta de que há mais 6 pessoas internadas esta segunda-feira, num total de 3.322 pessoas hospitalizadas com covid-19, 627 das quais em unidades de cuidados intensivos (menos 11 pessoas desde domingo).

O dia de hoje fica marcado pela passagem da marca dos 16 mil mortos no total desde o início da pandemia de covid-19 em Portugal. O vírus já vitimou, até ao momento, 16.023 pessoas.

Os dados da DGS indicam ainda que Portugal tem hoje 15 concelhos em risco extremo de infeção face à semana anterior, após a saída de 104 municípios desta lista. Há uma semana, Portugal tinha 119 dos 308 concelhos em risco extremo devido ao número de casos de covid-19, o que representava 38,6% do total. Hoje, o valor situa-se nos 4,8%.

Os 15 municípios que permanecem em risco extremo são Aljustrel, Gavião, Manteigas, Resende, Arronches, Boticas, Rio Maior, Castanheira de Pera, Castelo de Vide, Monchique, Moura, Sernancelhe, Setúbal, Ferreira do Alentejo e Penela.

Esta segunda-feira, o Presidente da República, o primeiro-ministro, o presidente da Assembleia da República e os líderes partidários reúnem-se com especialistas para avaliar a situação da covid-19 em Portugal, antes de nova renovação do estado de emergência.

Liliana Malainho, ZAP //

PARTILHAR

28 COMENTÁRIOS

      • O problema, e respondo em nome de quem ainda tem juízo, é que os dados fornecidos pela DGS são totalmente errados e minimalistas, visto que veio a público uma confissão que indica uma redução abrupta no número de testes de rastreio. É com esse ponto que se pode referir uma “aldrabice”, parece que o senhor Nuno tem problemas com isso, mas deixe de os ter, para salvaguardar a sua integridade psicológica.
        Para além disso, passámos de 15000 e tal casos – em meados de janeiro – a menos de mil!? Como é que a DGS justificou isto? Assim, considero, honestamente, que anda aqui pirataria, ou marteladas fortes e feias. É mais uma manobra da ladroeira para abrirem as escolas em abril, visto que foram as últimas a fechar.
        Começo, também, a achar que estes governantes e algumas pessoas sem juízo – do povo – têm uma febre ao ensino remoto, e uma adoração pelas aulas presenciais. Querem reabrir as escolas, e não se importam com os cabeleireiros, por exemplo? Ou com as barbearias? É para ficarmos todos com um ninho de ratos a esconder as nossas cabeças?
        Para finalizar, Nuno, não admito e nunca irei admitir que ponha palavras erradas na minha boca. O meu comentário nada tem a ver com o facto de a Terra não ser plana. Por favor, não misture os assuntos, e tente ser justo.

        • O seu comentário não tem nada a ver com a Terra ser plana de facto, mas está ao mesmo nível. Tal como é o caso dos terraplanistas, digo-lhe para procurar informar-se antes de comentar. Saiba que a quantidade de testes realizada depende do número de casos, pois a maior parte dos testes são feitos a contactos dos novos infectados. Logo se há (muito) menos novos infectados é óbvio que só pode haver (muito) menos testes. Não percebo também qual o seu espanto com a descida dos casos no espaço de 6 semanas. A infecção por COVID-19 dura entre 7 a 10 dias, geralmente, excepto nos piores casos. Estamos num confinamento draconiano há 6 semanas. Parece-me não só normal, como também expectável esta redução dos casos. Além disso, a redução no número de óbitos está em linha com as restantes observações. Resumindo, os números da DGS parecem-me correctos e dentro do esperado. O seu comentário é de uma total falta de respeito pelos profissionais da DGS, acima de tudo por nem sequer estar informado sobre como se agendam a maior parte dos testes.
          Cumprimentos.

        • Confirma-se: a Terra é plana!
          Quando não se sabe NADA sobre determinado assunto e se inventam teorias sem qualquer base, o resultado é esse!…

RESPONDER

Vírus com 15 mil anos descobertos no gelo do Planalto do Tibete

Cientistas que estudam glaciares encontraram vírus com quase 15 mil anos em duas amostras de gelo retiradas do Planalto do Tibete, na China. Muitos deles, que sobreviveram porque se mantiveram congelados, são diferentes de todos …

Leite sem lactose em laboratório (e com a ajuda de membranas de óxido de grafeno)

As membranas de óxido de grafeno (uma forma oxidada do material) têm sido muito estudadas para a dessalinização da água e separação de corantes, mas as suas propriedades podem não ficar por aqui. Uma equipa de …

Cientistas criam material de "auto-reparação" mais resistente do mundo (e é perfeito para ecrãs de telemóveis)

Investigadores do Instituto Indiano de Educação e Investigação Científica (IISER, na sigla em inglês) podem ter encontrado o material perfeito para fazer os ecrãs de smartphones: transparente, resistente e que a capacidade de se "auto-curar" …

"A bitcoin vai criar a paz mundial"

A rainha das moedas digitais, se não construir a paz no planeta, vai ajudar na pacificação entre os seres humanos. É a opinião de Jack Dorsey. É o centro de atenções de muitos investidores, é o …

"Burrolandia". Parque temático de burros no México está a tentar salvar estes animais

Um parque temático de burros no México serve de santuário a estes animais que estão aos poucos a desaparecer no país. "O burro ajudou o homem por muito tempo. É hora de retribuirmos o favor", …

Uma mão robótica que joga Super Mario Bros na Nintendo? Sim, existe

Uma equipa de investigadores da Universidade de Maryland, nos Estados Unidos, imprimiu em 3D peças para criar uma mão robótica capaz de jogar Super Mario Bros na Nintendo.  A mão robótica é totalmente montada com circuitos …

"Narco Drones" apanhados a entregar drogas numa prisão chilena

Reclusos e cúmplices no exterior estão a usar drones para contrabandear droga para a prisão mais antiga do Chile. As autoridades chilenas descobriram que o esquema de contrabando tinha como objetivo transportar drogas para a Ex …

Erupção do vulcão Etna causa problemas económicos na Sicília

Nos últimos meses, o vulcão Etna tem estado em constante erupção e o custo de limpeza das cinzas está a deixar muitas cidades da Sicília à beira da falência. O vulcão Etna – um dos mais …

Argentina cria documento de identidade para pessoas não binárias

O Presidente da Argentina anunciou, esta semana, que o país tem um novo documento de identidade para incluir pessoas não binárias. É o primeiro país da América Latina a fazê-lo. De acordo com o chefe de …

Costa diz que Portugal vai ter "o dobro" de fundos comunitários para investir

O primeiro-ministro afirmou, este sábado, que Portugal vai contar, nos próximos sete anos, com "o dobro" de fundos comunitários para investimento, considerando que esta "é uma oportunidade única" que não pode ser desperdiçada. "Vamos ter a …