/

Covid-19 obriga Tesla a usar hardware mais antigo nos novos Model 3 da China

A fabricante de automóveis elétricos Tesla instalou processadores mais antigos e mais lentos em carros novos do Model 3 na China devido a problemas de fornecimento causados pelo Covid-19.

De acordo com a emissora britânica BBC, que avança a notícia, a empresa de Elon Musk recebeu queixas de proprietários deste modelo na China que descobriram que os seus carros recém-comprados estavam equipados com chips mais antigos.

O chip em causa é utilizado pelo sistema de piloto automático do automóvel.

Os proprietários esperam encontrar nos seus veículos produzidos na China o processador 3.0 – que é incluído nos carros da empresa norte-americana desde abril do ano passado -, mas os automóveis estavam equipados com a versão 2.5.

Em comunicado, a empresa explicou que a alteração estava relacionada com problemas de fornecimento da China, onde “nasceu” a nova pneumonia viral que já infetou mais de 90 mil pessoas em todo o mundo. A Tesla prometeu ainda atualizar gratuitamente o software dos clientes afetados assim que o este problema for resolvido.

A fábrica da Tesla em Xangai, recorde-se, fechou no final de janeiro devido ao coronavírus, tendo depois sido reaberta a 10 de fevereiro.

O surto de Covid-19, detetado em dezembro, na China, e que pode causar infeções respiratórias como pneumonia, provocou pelo menos 3.200 mortos e infetou mais de 94 mil pessoas, de acordo com dados reportados por 60 países.

Das pessoas infetadas, cerca de 50 mil já recuperaram.

Além de 2.873 mortos na China, há registo de vítimas mortais no Irão, Itália, Coreia do Sul, Japão, França, Taiwan, Austrália, Tailândia, Estados Unidos da América e Filipinas.

  ZAP //

 

 

 

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

 

 

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.