Smoothie de gengibre, cebola, limão e pimenta. Tanzânia rejeita vacinação (e defende remédios naturais)

paulkagame / Flickr

John Magufuli, presidente da Tanzânia

O Presidente da Tanzânia, o único líder africano a afirmar que não há covid-19 no seu país, alertou publicamente o Ministério da Saúde que “nem tudo o que recebemos de fora é do nosso interesse”, numa referência às vacinas.

De acordo com a Bloomberg, John Magufuli, Presidente da Tanzânia, tem dito que as vacinas contra a covid-19 são prejudiciais e que os cidadãos do seu país não devem servir “como cobaias”.

Nesse sentido, alertou publicamente o Ministério da Saúde sobre a suposta ineficácia das vacinas, afirmando que “nem tudo o que recebemos de fora é do nosso interesse”.

“Se o homem branco conseguiu vacinar, já deveria ter encontrado uma vacina para a sida, o cancro e a tuberculose”, tem afirmado repetidamente o Presidente, que se assume contra o “imperialismo ocidental“.

Magufuli continua a defender que o país está livre de covid-19 e tem descredibilizado a eficácia das máscaras e dos testes, criticando os países vizinhos que impuseram medidas sanitárias para conter a doença.

Segundo a BBC, a Organização Mundial da Saúde (OMS) afirma estar a fazer esforços para o país africano começar a vacinar a população. “As vacinas funcionam e encorajo o Governo da Tanzânia a preparar uma campanha de vacinação contra a covid-19”, disse Matshidiso Moeti, diretor da OMS para África.

Dorothy Gwajima, ministra da Saúde, segue a linha de pensamento do Presidente e defende que a Tanzânia tem “o seu próprio procedimento sobre a forma de receber qualquer tipo de medicamentos”.

Numa conferência de imprensa, esta semana, um oficial do Governo demonstrou como fazer um smoothie usando gengibre, cebola, limão e pimenta, bebida que disse ajudar a prevenir o novo coronavírus.

“Devemos melhorar a nossa higiene pessoal, lavar as mãos com água corrente e sabão, usar lenços, vapor de ervas, exercícios, comer alimentos nutritivos, beber bastante água e usar remédios naturais, dos quais a nossa nação é dotada”, disse.

À BBC, um médico local, sob anonimato, disse que “o problema é que o Governo está a dizer aos tanzanianos que a mistura de vegetais, que tem benefícios nutricionais, é tudo o que precisam para manter o coronavírus sob controlo, o que não é o caso”.

À semelhança de vários médicos na Tanzânia, o especialista defende ser essencial que a população tome precauções contra o vírus.

ZAP //

PARTILHAR

9 COMENTÁRIOS

  1. Parabéns pela coragem, o mundo precisa de mais governantes como ele

    Remédio demora anos para ter comprovação ciêntitica e seus efeitos colaterais conhecidos de todos, isso pode ser uma aventura no meu modo de pensar perigosa.

    Se não é porque tem fabricantes que estão lavando as mãos contra qualquer efeito colateral, futuro?

    Não importa se o conteúdo da vacina é um puro soro caseiro que todos já conhecemos agua, sal e acucar, o que importa é tudo ser feito as claras e bem comprovado.

    Novamente parabém para esse presidente, os remédios naturais sempre foram utilizadas e seus efeitos conhecidos desde que mundo é mundo.

    Tem que fortificar o organismo, exercicios, sol, ar puro, água limpa, limão, dente-de-leão, alho, cebola… pode não curar mas pelo menos todo mundo sabe que fortalece o o organismo, ou não?
    Se vocês responderem que não, vocês estão sendo anti ciência, porque a ciência comprovou e sempre disse que sim.

    A ciência também já comprovou que ficar enfurnado dentro de casa pode ser perigoso, se não tiver uma boa ventilação, luz, etc..

    Cada pessoa é dono de si, mas tem de todo cuidado,

  2. Deve ter por lá muitos curandeiros e feiticeiros que resolvem o problema do país, para quê recorrer à ciência dos brancos que até poderão injetar na vacina alguma peste racista?

RESPONDER

Tribunal europeu condena Portugal a indemnizar recluso por falta de internamento psiquiátrico

O Tribunal Europeu dos Direitos Humanos condenou o Estado português a pagar uma indemnização de 14 mil euros a um recluso por ter cumprido pena de prisão sem internamento psiquiátrico a que tinha sido condenado. A …

França acaba com máscara no exterior (e Espanha vai pelo mesmo caminho)

Em França, o uso de máscara na rua deixa de ser obrigatório a partir de quinta-feira. Espanha deverá seguir o mesmo caminho "em breve". O uso de máscara no exterior deixa de ser obrigatório em França …

Swissport em Lisboa para tentar comprar a Groundforce

O acionista maioritário da Groundforce, que está a tentar vender a sua participação na empresa de handling, encontra-se agora a negociar com os suíços da Swissport. Depois de o fundo espanhol Atitlan se ter afastado e …

BdP prevê taxa de desemprego de 7,2% e crescimento económico de 4,8%

O Banco de Portugal (BdP) prevê que a taxa de desemprego atinja 7,2% em 2021, recuando para 7,1% em 2022 e 6,8% em 2023, e que o emprego cresça 1,3% este ano. No Boletim Económico de …

Finlândia 0-1 Rússia | Miranchuk recoloca russos na corrida

A anfitriã Rússia conseguiu hoje uma determinante vitória na luta pelo apuramento para os oitavos de final do Euro2020 de futebol, ao bater a Finlândia por 1-0, em São Petersburgo. No primeiro jogo da segunda jornada …

Nove militares da GNR acusados de tortura

O Ministério Público (MP) do Porto acusou nove militares da GNR dos crimes de tortura e outros tratamentos cruéis, degradantes ou desumanos e sequestro agravado. O Ministério Público (MP) do Porto acusou nove militares da GNR, …

Costa garante que Lisboa terá o mesmo tratamento que os outros concelhos

Esta quarta-feira, num dia em que Portugal registou 1.350 novos casos ( 928 dos quais na região de Lisboa e Vale do Tejo), o primeiro-ministro afirmou que a capital terá o mesmo tratamento que os …

Salgado disposto a pagar à massa falida do GES para ficar isento de cumprir pena

Ricardo Salgado está disposto a pagar à massa falida do GES para ser dispensado de cumprir pena no processo que o irá julgar por três crimes de abuso de confiança, segundo a contestação da defesa …

PJ detém 12 pessoas por suspeitas de corrupção na Câmara de Loures

Entre os detidos pela Polícia Judiciária (PJ) estão dois empreiteiros, um arquiteto, um empresário ligado a uma obra particular e oito fiscais. Através da Unidade Nacional de Combate à Corrupção e no âmbito de inquérito dirigido …

Casos disparam: 1350 novas infeções e seis óbitos

Nas últimas 24 horas, houve 1.350 novos casos positivos de covid-19 e morreram seis pessoas, segundo os dados do boletim diário da Direção-Geral da Saúde (DGS). Portugal registou 1.350 novos casos e seis óbitos por covid-19 …