Talibãs anunciam “captura total” do vale de Panchir, o último bastião da resistência

Nawid Tanha / Lusa

O grupo anunciou que já controla a província de Panchir, o último bastião que ainda faltava conquistar, mas a Frente Nacional de Resistência nega e diz que continua na luta.

Segundo avança o The Guardian, os talibãs estão perto da vitória total depois de chegarem à capital de Panchir, a última província do Afeganistão que resiste ao domínio do grupo radical islâmico. Recorde-se que há cerca de três semanas os talibãs assumiram o controlo de Cabul e que já controlam 34 províncias no país.

O grupo tem publicado fotografias nas redes socais a mostrar os militantes às portas da habitação do governador da província na zona leste do Afeganistão e o porta-voz fez um comunicado onde anuncia o controlo talibã.

“Com esta vitória, o nosso país está completamente libertado do marasmo da guerra”, afirmou Zabihullah Mujahid esta segunda-feira. “A província de Panchir, que era o último ninho do inimigo que escapou, foi limpa esta manhã e ontem à noite. As forças do Emirado têm uma presença activa lá agora”, referiu.

O porta-voz refere também que o grupo tentou controlar Panchir sem violência e de forma diplomática, mas que isso foi impossível depois dos comandantes da resistência, Amrullah Saleh – que era vice-presidente do governo deposto pelos talibãs e que se refugiou no vale – e Ahmad Massoud, terem recusado sentar-se à mesa das negociações.

“Temos acabar com a guerra depois de conquistarmos Cabul e era esse o plano, mas infelizmente alguns fugiram de Cabul para Panchir com uma quantidade massiva de material e estavam a tentar perturbar a nação e dar dores de cabeça no futuro”, revelou Mujahid.

Em vários vídeos publicados online, os talibãs mostram-se a hastear a sua bandeira na capital de Panchir e afirmam que a província caiu às 7h20 da manhã. O grupo alega também que a resistência abandonou três helicópteros perante o avanço talibã.

Resistência nega vitória talibã

No entanto, a Frente  Nacional de Resistência (NRF) nega que os talibãs tenham capturado a província e afirma que as forças de oposição continuam a lutar no vale de Panchir.

A reivindicação dos talibãs da ocupação de Panchir é falsa. As forças da NRF estão presentes em posições estratégicas no vale e continuam a lutar. Nós asseguramos às pessoas do Afeganistão que a luta contra os talibãs e os seus aliados vai continuar até a justiça e a liberdade vencerem”, escreveu o grupo no Twitter.

 

No entanto, a liderança do grupo, que já se tinha mostrado aberta a negociar com os talibãs, ainda não se pronunciou. Segundo a Al-Jazeera, as localizações de Ahmed Massoud e Amrullah Saleh não foram imediatamente conhecidas, mas Ali Maisam Nazari, um responsável na resistência, revelou que Massoud estava em “segurança” e que falaria à nação em “breve”.

Caso se confirme o controlo dos talibãs, seria a primeira vez que o vale de Panchir cairia desde o início das quatro décadas de conflito no Afeganistão. A região ficou conhecida por ser o lugar da resistência às forças soviéticas na década de 80 e aos talibãs nos anos 90.

A conquista de Panchir pode também acelerar o anúncio do novo governo talibã. Até agora, só se conhece quem vai ser o líder, o diplomata Abdul Ghani Baradar. O anúncio dos talibã ocorre também na mesma altura em que Anthony Blinken, Secretário de Estado norte-americano, é esperado em Doha, no Qatar, onde vai debater a situação no Afeganistão.

A chanceler alemã, Angela Merkel, mostrou-se disponível para “falar com os talibãs” sobre como “retirar as pessoas que trabalharam para a Alemanha do país”. O Reino Unido e os EUA também estão abertos para negociarem com o grupo.

Durante o período de transição, os talibãs já asseguraram que vão colaborar com as Nações Unidas para darem resposta às necessidades humanitárias do país, que se encontra numa situação difícil devido à seca.

Martin Griffiths, líder humanitário da ONU, já chegou a Cabul para se encontrar com a liderança talibã. “As autoridades prometeram a segurança do pessoal humanitário e que o acesso a ajuda às pessoas em necessidade vai ser garantido, assim como a liberdade de movimento dos trabalhadores – homens e mulheres, afirmou Stephane Dujarric, porta-voz das Nações Unidas.

Adriana Peixoto, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Líder do PAN faz queixa no Ministério Público depois de ser ameaçada de morte

A deputada mostrou no Twitter o tipo de insultos e ameaças que tem recebido e avisa que não se vai calar ou permitir que o desrespeito continue. Inês Sousa Real foi insultada e ameaçada nas redes …

Árbitro foi muito "benévolo" com o FC Porto

O golo de Taremi e a expulsão de Mbemba originaram protestos portugueses. Os espanhóis têm uma visão diferente. O Atlético de Madrid-FC Porto contou com duas boas equipas em campo e uma "que esteve menos bem", …

Buraco na camada de ozono ultrapassa o tamanho da Antártida

A dimensão do buraco na camada de ozono no hemisfério sul ultrapassou o tamanho da Antártida, continente com cerca de 14 milhões de quilómetros quadrados, anunciou hoje o serviço europeu Copernicus, de monitorização da atmosfera. “O …

Políticos e especialistas querem legalizar canábis (com impostos para prevenir o consumo)

Um grupo de 65 personalidades, entre especialistas médicos e ex-ministros, apela à legalização da canábis, considerando que é a melhor forma de prevenir o consumo desta droga, nomeadamente através dos impostos aplicados ao sector. Esta carta …

Mais 1062 casos e seis mortes por covid-19. Internamentos continuam em queda

Há actualmente 497 doentes internados, menos 30 pessoas do que no último balanço. Mais seis pessoas morreram de covid-19 nas últimas 24 horas. Nas últimas 24 horas, Portugal registou mais seis mortes e mais 1062 casos …

Crescimento sustentado da economia dá margem ao Governo nas negociações para OE

Governo tem a seu favor uma evolução positiva das receitas fiscais, o que lhe deverá permitir metas mais ambiciosas de redução do défice ou, em alternativa, assumir mais medidas com impacto negativo no orçamento. O crescimento …

Portugal contratou mais professores, mas salários baixaram

Em ano de pandemia, um relatório da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) mostra as diferenças que existem nas carreiras dos professores na Europa e em Portugal. O reforço do número de professores no …

Afinal, a crise no transporte marítimo mundial não vai estragar o Natal - pelo menos em Portugal

O transporte de mercadorias está a desacelerar na Ásia e o aumento dos custos está a causar uma onda preocupação na distribuição. Porém, o problema não se deverá fazer sentir na época de Natal. A falta …

Líder do Estado Islâmico no Grande Saara morto por forças francesas

O Presidente francês, Emmanuel Macron, anunciou esta madrugada que o líder do grupo terrorista "Estado Islâmico no Grande Saara" (EIGS), Adnan Abu Walid Sahraoui, foi "neutralizado" por forças militares francesas. "Trata-se de um novo grande sucesso …

Portugal vai ser o país europeu com mais escalões de IRS

Com o desdobramento do terceiro e do sexto escalão de IRS, Portugal será, a par do Luxemburgo, o país europeu com mais níveis na tabela de taxas de imposto. As mexidas nos escalões de IRS já …