Tabela salarial da função pública perde os três níveis mais baixos

partidosocialista / Flickr

O ministro das Finanças, Mário Centeno

O Governo quer eliminar os três primeiros níveis salariais da tabela da função pública e que correspondem a vencimentos abaixo dos 600 euros, o salário mínimo previsto para o próximo ano.

O Correio da Manhã avança, na edição desta segunda-feira, que o Governo está a preparar-se para eliminar os três primeiros níveis salariais da função pública, que se encontram abaixo do ordenado mínimo de 600 euros previsto para 2019 e que abrangei profissionais como contínuos, motoristas, cantoneiros ou cozinheiros.

Isto significa que, na prática, as carreiras mais baixas vão subir três posições, o que forçará um aumento generalizado de todos os salários. No entanto, não se sabe ainda se o aumento será nominal ou percentual.

Helena Rodrigues, presidente do Sindicatos dos Quadros Técnicos do Estado (STE), revelou ao CM que esta proposta “de revisão da tabela remuneratória única deverá ser enviada ainda esta segunda-feira aos sindicatos da Função Pública pelo gabinete do Ministério das Finanças”.

“Com o fim das posições mais baixas é possível haver um aumento de pelo menos 3% nos salários de todos os funcionários”, explicou a dirigente. Caso contrário, “estaríamos a assistir a um empobrecimento generalizado dos trabalhadores do Estado”.

O aumento do salário mínimo para os 600 euros em 2019 já estava previsto no programa de Governo de António Costa. Com esta revisão salarial, profissões com uma remuneração abaixo dos 600 euros terão, consequentemente, os seus níveis salariais atualizados.

Embora não tenham avançado os montantes, o primeiro-ministro, António Costa, e o ministro das Finanças, Mário Centeno, já confirmaram que “haverá uma subida dos salários da função pública em 2019”.

Esta flexibilidade do Executivo de Costa para aumentar os salários agradou os parceiros de geringonça, sendo decisiva nas negociações para o Orçamento do Estado, avançou o Expresso este fim de semana.

O Bloco de Esquerda assumiu a flexibilidade como uma vitória, adiantando que o aumento em causa deveria abranger todos os funcionários de modo a compensar a inflação. O PCP, por outro lado, reagiu  de forma menos entusiasta, continuando a insistir que a medida deveria ser negociada com os sindicatos e não no Parlamento.

Um plenário de dirigentes da Frente Comum decidiu, na semana passada, agendar uma greve da Administração Pública para o dia 26 de outubro. Resta agora saber se a greve se mantém após esta nova proposta que será entregue aos trabalhadores do Estado.

Ao Eco, José Abraão disse que, se o aumento for apenas simbólico, a greve avança na mesma.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Há uma nova ameaça nas salas de aula e chama-se Fortnite

O jogo online mais popular do mundo, com mais de 200 milhões de utilizadores registados, encanta crianças cada vez mais novas. Numa escola primária do Montijo, as aulas passaram a decorrer de forma diferente por …

Empresa portuguesa quer produzir alface em câmaras frigoríficas (e podem ser levadas para Marte)

A empresa Grow to Green promete que vai produzir alimentos indoor. É possível gastar menos 98% de água na produção de alface, o que permite cultivá-lo diretamente no supermercado, no deserto ou, quem sabe um …

May rejeita novo referendo, apresenta Plano B do Brexit e pede ajuda à oposição

A primeira-ministra do Reino Unido, Theresa May, rejeitou esta segunda-feira convocar um segundo referendo sobre o Brexit e afirmou que espera voltar a debater com a União Europeia o controverso plano de salvaguarda elaborado para …

Porto vende 35 mil francesinhas por dia (e os turistas adoram)

O Porto vende pelo menos 35 mil francesinhas por dia nos mais de 700 cafés e restaurantes da cidade, o que significa que por mês há cerca de um milhão daquelas sanduíches especiais a serem …

China limita número de alpinistas autorizados a escalar Everest

O número total de alpinistas que tentam alcançar o topo do Everest, a 8.850 metros de altitude, a partir do norte, serão limitados a menos de 300, e a temporada de escalada será restringida à …

Rede francesa de solidariedade acolhe brasileiros que queiram fugir de Bolsonaro

Solidarité Brésil é o nome da iniciativa, lançada esta sexta-feira, em Paris, que tem como objetivo ajudar estudantes, artistas ou intelectuais que se sintam ameaçados no Brasil de Jair Bolsonaro. Podem ser estudantes, investigadores, artistas, professores, …

Todos os dias cinco portugueses tornam-se britânicos

Todos os dias, em média, cinco emigrantes portugueses tornam-se britânicos. Só entre janeiro de 2017 e setembro de 2018, 2.655 emigrantes no Reino Unido conseguiram obter cidadania britânica, número que supera o total de autorizações …

O maior encontro religioso do mundo leva 150 milhões de pessoas à Índia

Até 04 de março, são esperados na cidade indiana Allahabad cerca de 150 milhões de peregrinos, que buscam proteção e purificação nas águas que cruzam os rios sagrados Ganges, Yamuna e Saraswati, durante aquele que é …

Ciclistas indignados com anúncio que mostra bicicleta a ser abalroada

Um anúncio de publicidade do Continente em que um ciclista é abalroado por um automóvel está a gerar indignação. A Federação Portuguesa de Ciclismo já pediu a retirada do anúncio e apresentou queixa à Entidade …

Hoje, Wall Street parou. É dia de Martin Luther King Jr

Desde 1986 que se realiza, nos EUA, na terceira segunda-feira de janeiro, o dia de Martin Luther King Jr., um feriado federal. A bolsa de Nova York estará encerrada, assim como a maior parte das …