Sucessão de António Costa no PS “não está para breve”, diz Ferro Rodrigues

Tiago Petinga / Lusa

O Presidente da Assembleia da República, Eduardo Ferro Rodrigues

O presidente da Assembleia da República, Eduardo Ferro Rodrigues, acredita que demora tempo a trilhar o caminho até à liderança do Partido Socialista (PS) e que António Costa ainda estará na posição de secretário-geral durante “muitos anos”.

“Estou convicto de que quem define esse tempo não é nenhum dos candidatos ainda não afirmados, mas sim o Secretário-Geral António Costa. Ele próprio definirá quando será o tempo de ser substituído e não me parece que esteja para breve”, disse Ferro Rodrigues em entrevista à TSF, divulgada esta quinta-feira. Na sua opinião, Costa será “a primeira figura no PS durante muitos anos”.

O antigo líder socialista lembrou que, no PS, o caminho para chegar à liderança é algo que “demora”, recordando questões internas que se seguiram à liderança de Mário Soares. “Havia candidatos assumidos ou não assumidos, três ou quatro grandes personalidades”, como Jaime Gama, Vítor Constâncio e Jorge Sampaio e “o que aconteceu foi que duraram anos e anos até à maturação desse processo”.

“Tudo isto demora muito tempo”, avisou. “Estes grupos e grupinhos” vão fazer “as suas próprias redes de trabalho de debate político e influência”, como antes os chamados “gamistas”, sampaístas ou “guterristas”, sublinhou o presidente da Assembleia da República, que afirmou, quando questionado se era “pedronunista” ou fernandomedinista”: “Só sou socialista”.

Ferro Rodrigues frisou que todos os antigos candidatos “tiveram um destino político muito positivo”: Vítor Constâncio foi governador do Banco de Portugal, Jaime Gama foi presidente da Assembleia da República e António Guterres, além de ter sido primeiro-ministro, é secretário-geral das Nações Unidas.

Candidatura presidencial do PS não faz sentido

Na mesma entrevista, Ferro Rodrigues, que apoia publicamente a recandidatura de Marcelo Rebelo de Sousa para Presidente da República, indicou que, segundo as sondagens, “70% dos socialistas” têm esse mesmo sentido de voto. “Estou bem acompanhado”, referiu, acrescentando que, no atual cenário, “não faria sentido” uma candidatura do PS.

“Não me parece que com 70% dos socialistas a quererem votar em Marcelo Rebelo de Sousa faça sentido haver uma candidatura do PS”, afirmou, explicando que o seu apoio apenas reflete aquilo que pensa e frisando que sente-se “bem acompanhado” e “não tem qualquer motivo para se arrepender” do que disse.

Tiago Petinga / Lusa

“Não o choca”, contudo, que existam socialistas que queiram votar em candidatos apoiados por partidos da esquerda. “O ato de votar é eminentemente pessoal e secreto”, concluiu.

Crise política em 2021? “Não me parece”

Uma crise no Orçamento de 2021, quando o Parlamento não pode ser dissolvido, “seria irresponsável”, avisou na mesma entrevista, indicando que “ninguém ganharia”.

Tudo vai depender da “responsabilidade de cada uma das forças partidárias e das convicções que tiver em sobre como o país e os eleitores iriam encarar uma crise, quem iriam responsabilizar e que consequências tirariam em matéria de eventual voto antecipado”, afirmou. “Não me parece que no ano de 2021 venhamos a ter qualquer crise política”, frisou.

“O Orçamento tem de entrar [no Parlamento] até 15 de outubro e a partir de 09 de setembro o Presidente da República não pode dissolver o parlamento”, lembrou. “Seria muito grave e uma irresponsabilidade porque criaria uma situação de crise que se arrastava durante meses e meses. Nesta situação em que está o mundo e o país está, não me parece que alguém ganhasse com essa crise arrastada”.

Sobre o voto contra do PCP no orçamento suplementar, referiu que a anunciada abstenção do PSD contribuiu para “libertar o voto do PCP”. “Eu assisti a evolução dos acontecimentos, mas houve um facto novo: foi o PSD ter dito, logo no início, que viabilizava o orçamento. Quando um partido diz, à partida, que viabiliza o orçamento, liberta os outros partidos para assumirem posições sem risco de crise”, justificou.

Relativamente à crise causada pela covid-19, avisou que vai ser preciso “gastar bem o dinheiro” que há de chegar de Bruxelas, não só nas “respostas mais urgentes como nas soluções de médio prazo”. “A crise abre a oportunidade de repensar estes investimentos estratégicos para Portugal”, defendeu Ferro Rodrigues.

A Visão Estratégica de António Costa Silva para a recuperação económica “é um bom ponto de partida para deixar pistas o consenso nacional” mas a concretização é da “responsabilidade do Governo”, disse ainda, enaltecendo a atuação das autoridades de saúde, que “tem estado muito acima da expectativa”.

//

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Este coitado de Ferro Rodrigues não sabe o que diz é um triste.
    Pois esse diz que o António Costa é para ficar!
    Pois meus amigos a ditadura estava escondida e hoje já chegou, vamos ficar pior que a Venezuela.
    Não confio em COVEIROS DA NAÇÃO….

RESPONDER

Os videojogos podem ser bons para o bem-estar pessoal, sugere estudo

De acordo com um novo estudo que analisou o comportamento de jogadores e dados fornecidos por empresas de videojogos, o tempo gasto a jogar pode ser bom para o bem-estar pessoal. A Electronic Arts e a …

A MINI criou uma van perfeita que foi pensada para relaxar, usufruir e conviver

A marca de automóveis MINI apresentou o projeto do Vision Urbanaut. Este veículo é uma van completamente moderna e sustentável, pois oferece mais espaço interior e versatilidade, e ainda deixa uma pegada ecológica mínima. Esta van …

Covid-19. Angela Merkel alerta sobre plano de vacinação para países mais pobres

A chanceler alemã, Angela Merkel, alertou os líderes dos países mais desenvolvidos que o progresso no desenvolvimento de um sistema de distribuição de vacinas para nações mais necessitadas tem sido lento e que essa questão …

Explosão em Beirute. Danos segurados rondam mil milhões

As vítimas da explosão que destruiu o porto de Beirute e área circundante, em agosto, apresentaram um total de 14.921 reclamações de seguro, totalizando danos segurados estimados em perto de 1,62 biliões de libras libanesas …

Centenas de pessoas que morreram de covid-19 em Nova Iorque continuam em camiões frigoríficos

Muitos destes cadáveres, que continuam em camiões frigoríficos, são de pessoas cujas famílias não puderam ser localizadas ou que não podem cobrir os custos do enterro. De acordo com o The Wall Street Journal, cerca de …

Bolsonaro responsabiliza estados e municípios por não usarem testes

Mais de 6,8 milhões de testes RT-PCR, adquiridos pelo Ministério da Saúde brasileiro, perderão a validade entre dezembro deste ano e janeiro de 2021. O Presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, direcionou para estados e municípios a responsabilidade …

Médico presente na sala de emergência revela detalhes da morte de John F. Kennedy

Um médico que estava presente na emergência do Parkland Memorial Hospital, para onde John F. Kennedy (1917-1963) foi transferido depois de ser baleado numa visita política ao estado do Texas, revelou novos detalhes sobre a …

Aprovado prolongamento do prazo para entrega de teses de mestrado e doutoramento

O parlamento aprovou esta segunda-feira uma proposta de aditamento ao OE2021 que permite que seja prorrogado até ao final do ano letivo o prazo de entrega e apresentação das teses de mestrado e doutoramento. “É prorrogado, …

Chinês de 105 anos quebra recorde do Guinness. É a pessoa mais velha do mundo a voar de parapente

Yu Te-Hsin, um homem chinês de 105 anos, quebrou o recorde do Guinness e tornou-se a pessoa mais velha a voar de parapente. Durante a passada primavera, Yu Te-Hsin, de 105 anos, foi fazer um piquenique …

5G. Altice Portugal avança com providência cautelar contra Anacom e duas queixas em Bruxelas

A Altice Portugal entregou, na sexta-feira, uma providência cautelar contra a Anacom e duas participações à Comissão Europeia, no âmbito do leilão do 5G. "A Altice Portugal já avançou, na passada sexta-feira, com uma providência cautelar …