Pedro Nuno Santos e Medina vão esperar sentados pelo lugar de Costa (mas o ministro já mexe os cordelinhos)

António Cotrim / Lusa

O ministro das Infraestruturas Pedro Nuno Santos.

Há dois nomes que começam a ganhar força como possíveis sucessores de António Costa na liderança do PS – Pedro Nuno Santos e Fernando Medina. Mas ainda vão ter que esperar “bastante” por isso, prevê o presidente dos socialistas, Carlos César.

“Vão ter de esperar um bocado de tempo”, sustenta Carlos César em entrevista à Rádio Renascença, notando que “se hoje há uma realidade com que não só o PS, mas os portugueses em geral se confrontam, é com a qualidade e o esclarecimento da liderança de António Costa”.

Assim, o ex-presidente do Governo Regional dos Açores nota que Pedro Nuno Santos e Medina vão ter de esperar “bastante”.

Tanto Medina como Pedro Nuno Santos têm ganho destaque na comunicação social, nos últimos dias, com posições que podem ser entendidas como de distanciamento, e até de confronto, relativamente a Costa.

Se Medina assumiu posições que foram interpretadas como críticas ao Governo por causa da forma como lidou com a pandemia de covid-19 em Lisboa, Pedro Nuno Santos demarcou-se claramente de Costa quanto às eleições presidenciais quando referiu que nunca apoiará “um candidato da direita”.

Pedro Nuno Santos distancia-se, deste modo, do posicionamento mais ao centro de Costa que parece estar a marcar esta legislatura.

O ministro das Infraestruturas integra a ala mais à esquerda do PS e não é à toa que foi ele o grande negociador de Costa aquando da formação da geringonça com Bloco de Esquerda e PCP.

Nos últimos tempos, surgiram notícias de um distanciamento, até pessoal, entre Pedro Nuno Santos e Costa, realçando-se o fim de uma “lua-de-mel” entre os dois homens fortes do PS que foram as principais figuras destes dois executivos socialistas.

E se ainda não é o momento de Pedro Nuno Santos se afirmar, o ministro já começa a mexer cordelinhos nos bastidores para fortalecer os apoios do aparelho partidário quando chegar o momento da sucessão.

Na antecâmara das eleições para a liderança das Federações do PS, que se disputam no próximo fim-de-semana, começa a crescer uma certa influência de “pedronunistas” no seio do partido, como vinca o Expresso, notando que Pedro Nuno Santos tem “apoios naturais” entre os próximos dirigentes locais, nomeadamente entre pessoas com quem convive desde os tempos da Juventude Socialista (JS).

Nas eleições federativas deve ocorrer uma “renovação genérica do statu quo“, vaticinam fontes ouvidas pelo Expresso, mas com Pedro Nuno Santos a reforçar apoios para a batalha da sucessão a Costa.

Nesse processo, o ministro só deverá estar preocupado com o peso que o processo da TAP terá no seu currículo.

ZAP //

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. Hummm, se as coisas estão mal, não se agoira que melhorem!
    Entre arrogância e fundamentalismo ideológico, fica pouco espaço para algum mérito que pudesse acalentar alguma esperança.
    O currículo é um extenso vazio. Aliás, espanta-me como em Portugal surgem líderes tão incompetentes e com tão poucas provas dadas fora da política.
    É mais ou menos como aquela história dos famosos que são famosos porque aparecem, e aparecem porque são famosos…
    Haverá mais algum lado onde a presidência de uma associação de estudantes de uma escola secundária/faculdade seja a rampa de lançamento de alguém que ambiciona governar um país, e que o percurso profissional se limite a uma sucessão de tachos políticos, em que uns vão dando lugar a outros maiores, tal qual um conjunto deprimente de matrioscas?

  2. Não me parece que Pedro Nuno Santos ou Medina tenham a mesma capacidade de Costa de atrair votos de uma população mais posicionada no centro do espetro político e que oscila tipicamente entre o voto no Partido Socialista e o voto no Partido Social Democrata. Por outro lado também me parece que algumas figuras do PS posicionadas mais ao centro têm menos capacidade de dialogar com o PCP e o BE. Penso que o sucesso atual do PS tem muito que ver com a personalidade e esta estratégia mista de António Costa que não revejo em Medina e muito menos em Pedro Nuno Santos. Pelo contrário algumas das suas declarações relembram-me um estilo de auto-emulação e agressividade de muito má memória para mim e creio que para muitos portugueses!

RESPONDER

A segurança da Casa Branca pode estar em perigo (e a culpa é da bicicleta estática de Biden)

Na quarta-feira, Joe Biden assumiu a presidência dos Estados Unidos, o que significa que, a partir de agora, viverá na Casa Branca. Porém, os hábitos do novo Presidente podem ameaçar a segurança das informações de …

Rio acusa Costa de desgoverno: Só fechou as escolas por "pressão da opinião pública"

O presidente do PSD considerou que o Governo não fechou as escolas mais cedo porque não estava preparado para o fazer, acusando o primeiro-ministro de “desgoverno” e de só ter decidido perante “pressão da opinião …

Lei da eutanásia aprovada na especialidade. PS, BE e PAN votaram a favor

A lei da morte medicamente assistida foi esta quinta-feira aprovada, na especialidade, na comissão de Assuntos Constitucionais, com os votos favoráveis do PS, BE e PAN, o voto contra do CDS-PP e PCP e abstenção …

MP abre inquérito à morte de idoso que esperou três horas em ambulância em Portalegre

O Ministério Público (MP) abriu um inquérito sobre a morte de um idoso, de 87 anos, na passada segunda-feira, no hospital de Portalegre, depois de estar quase três horas numa ambulância. Questionada pela agência Lusa através …

AHRESP pede revogação da proibição de venda de bebidas em take away

A Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal (AHRESP) defendeu, na quarta-feira, a revogação da proibição da venda, no 'take away' de qualquer tipo de bebidas, alertando que o que se pretende impedir é …

Governo garante que Portugal terá todas as vacinas para cumprir plano de vacinação

O Ministério da Saúde garantiu que Portugal terá todas as vacinas necessárias para cumprir o plano de vacinação estabelecido, tendo já assegurado mais de 31 milhões de doses, suficientes para vacinar mais de 18 milhões …

Galp compromete-se a falar com cada um dos 401 trabalhadores da refinaria de Matosinhos

A petrolífera anunciou que irá realizar, entre fevereiro e março, conversas individuais com cada um dos 401 trabalhadores afetados pela decisão de fechar a refinaria de Matosinhos. No final de dezembro do ano passado, a …

RTP anuncia intérpretes do Festival da Canção 2021. Final acontece em estúdio sem público

A RTP anunciou, esta quarta-feira, os intérpretes e as 20 canções a concurso na edição deste ano do Festival da Canção. Na conferência de imprensa, decorrida online, ficou também a saber-se que a final do …

França disposta a reconhecer erros do passado colonial na Argélia

O Presidente francês Emmanuel Macron vai adotar "atos simbólicos" destinados a reconhecer os erros da era colonial francesa na Argélia, mas não está a considerar um pedido de "desculpas" oficial pretendido por Argel, indicou esta …

Sporting avança com nova proposta por Paulinho

O Sporting avançou com uma nova proposta pelo avançado português Paulinho, ao serviço do SC Braga, depois de as partes não terem conseguido chegar a acordo na janela de transferências do verão passado.  De acordo com …