/

“Catapultou-nos para o século XXI”. SpaceX dá a tribo indígena acesso antecipado à Internet Starlink

Uma tribo indígena no estado de Washington, nos Estados Unidos, recebeu uma grande atualização de Internet, obtendo acesso antecipado à Internet via satélite Starlink da SpaceX.

A tribo Hoh vive na costa do estado, cerca de três a quatro horas de carro a oeste de Seattle. Os residentes normalmente só obtêm velocidades de Internet numa velocidade de 0,3 a 0,7 Mbps.

“Nos últimos 8 anos, foi como se estivéssemos a remar rio acima com uma colher e quase a não chegar a lado nenhum com acesso à Internet na reserva”, disse Melvinjohn Ashue, vice-presidente da Tribo Hoh.

Sabendo destes problemas, o Departamento de Comércio do Estado de Washington apresentou a equipa da rede Starlink da SpaceX à tribo, o que levou a empresa a fornecer acesso antecipado à rede de satélites. “Parecia que, do nada, a SpaceX apareceu e catapultou-nos para o século XXI”, disse Ashue sobre o aumento da velocidade.

Esta quarta-feira, a tribo Hoh usou o Twitter para anunciar que a rede Starlink da SpaceX tem fornecido banda larga rápida aos residentes locais na área. “Os nossos filhos podem participar na aprendizagem à distância, os residentes podem ter acesso à saúde. A SpaceX Starlink fez isto acontecer da noite para o dia.”

Assim, o próximo serviço de Internet via satélite da SpaceX pode mesmo fornecer Internet rápida a áreas remotas. A tribo não especificou a velocidade de Internet da rede Starlink na reserva. Porém, a SpaceX diz que a rede de satélites é atualmente capaz de fornecer velocidades de download de 100 Mbps a uma latência abaixo de 30 milissegundos, o que está no mesmo nível da Internet terrestre.

O Departamento de Comércio do Estado de Washington também publicou um vídeo a documentar como a rede Starlink aumentou a velocidade da Internet da tribo.

Por enquanto, a rede Starlink permanece indisponível ao público. No entanto, na segunda-feira, o CEO da SpaceX, Elon Musk, disse que a empresa planeia lançar testes beta em breve para residentes no norte dos Estados Unidos e possivelmente no sul do Canadá.

A Starlink atualmente opera mais de 700 satélites em órbita baixa ao redor do planeta, principalmente nas latitudes mais altas. Porém, o objetivo da empresa é lançar milhares de satélites, permitindo que a Starlink ofereça velocidades de 1 Gbps de Internet para a maioria dos lugares do planeta.

  ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.