“Sofagate”. Michel pede desculpa a Von der Leyen por falta de reação a incidente em Ancara

O presidente do Conselho Europeu, Charles Michel, pediu esta terça-feira solenemente desculpa à líder da Comissão Europeia (UE) pela falta de reação ao “desplante diplomático” protagonizado por Ancara na semana passada. Von der Leyen destacou que não irá tolerar que se volte a repetir episódio idêntico.

Fontes citadas pelas agências noticiosas EFE e France-Presse (AFP) indicaram que o pedido de desculpa foi apresentado numa reunião de quase duas horas à porta fechada dos líderes das várias famílias políticas no Parlamento Europeu, cujo presidente, David Sassoli, também esteve presente.

Em causa está a reunião que von der Leyen e Michel mantiveram em Ancara com o Presidente turco, Recep Erdogan, marcada pelo “sofagate”, tal como ficou conhecido o momento em que o chefe de Estado turco e o presidente do Conselho Europeu se sentaram em duas cadeiras no centro da sala, enquanto a líder da Comissão Europeia foi relegada para um sofá lateral.

Durante a semana, o presidente sublinhou, na sua conta do Twitter, que se tratava de um “importante momento do processo complexo nas relações entre a UE e a Turquia”, mas não ficou “indiferente” à situação, que afirmou estar “longe dos princípios que subscreve”, cita o Observador.

Ainda assim, decidiu não tomar uma atitude, de modo a não criar um problema diplomático entre Bruxelas e Ancara, focando-se mais na “substância da discussão política”.

Agora surgiu um pedido de desculpas, depois de, na reunião, segundo as fontes citadas pelas duas agências noticiosas, as famílias políticas do Parlamento Europeu apelarem a Von der Leyen e a Michel para porem fim à polémica que se seguiu ao incidente protocolar em Ancara e encontrarem uma solução para falar a uma só voz na cena internacional.

Von der Leyen e Michel foram convocados pelos presidentes dos grupos parlamentares para apresentarem os resultados da missão a Ancara, a 6 de abril, e para se explicarem sobre a controvérsia protocolar.

Segundo as fontes, Michel pediu “solenemente” desculpa a Von der Leyen pelo incidente, uma vez que não reagiu nem reclamou uma cadeira adicional – e pediu perdão também a “todas as mulheres que se tenham sentido ofendidas”, insistindo, paralelamente, “na unidade e no espírito de equipa da UE”.

Michel referiu que não se levantou da cadeira para não estragar “uma viagem importante que há muito se preparava” para tentar melhorar as relações da Europa com a Turquia.

Von der Leyen, por sua vez, destacou que um incidente desta natureza “não vai voltar a acontecer”.

Além disso, segundo as fontes presentes na reunião, a presidente da Comissão Europeia lembrou que já tinha criticado a saída da Turquia da Convenção de Istambul e explicou que a situação lhe era “desagradável”.

Von der Leyen referiu várias vezes que está a ser elaborado um documento em que ficará definido o “modus vivendi” entre as duas instituições, para que haja um guião “claro” sobre a forma como proceder nas viagens em que ambos representem a União Europeia.

Até agora, o Conselho tem defendido que, nos termos do Tratado de Lisboa, o presidente desta instituição receba o estatuto de chefe de Estado e o da Comissão Europeia o de primeiro-ministro, enquanto a Comissão defende que ambos os presidentes devem ser tratados ao mesmo nível.

A este propósito, os líderes dos grupos parlamentares pediram a Von der Leyen e a Michel que apresentem à assembleia uma proposta de solução para que tal incidente não volte a acontecer, e insistiram que a solução fosse apresentada por ocasião do debate sobre as relações entre a UE e a Turquia, numa sessão plenária que vai decorrer de 26 a 29 deste mês.

“Esperamos que os nossos líderes formem uma frente comum, não obstante o protocolo, quando representarem a UE no mundo”, afirmou o alemão Manfred Weber, presidente do Partido Popular Europeu (PPE, direita pró-europeia), a família política de Von der Leyen.

“Precisamos de uma só voz no cenário internacional”, acrescentou o liberal Dacian Ciolos, presidente do grupo Renew, a família de Charles Michel.

ZAP ZAP // Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. “Von der Leyen destacou que não irá tolerar que se volte a repetir episódio idêntico.”

    Não se vai repetir o que o Erdogan fez? Ou a não reacção do Michel? O que é mais grave afinal? Está com medo do ditador?

RESPONDER

Depois de 17 anos no subsolo, biliões de cigarras vão emergir nos Estados Unidos

Biliões de cigarras vão emergir nos Estados Unidos. O aviso é de um grupo de cientistas que alerta que, dentro de alguns dias ou semanas, as cigarras da Ninhada X vão surgir depois de 17 …

Foguetão chinês regressou à Terra (e a maior parte desintegrou-se)

Um importante segmento do foguetão chinês desintegrou-se este domingo ao reentrar na atmosfera terrestre e caiu no oceano Índico, perto das Maldivas, anunciou a agência espacial da China. "De acordo com o percurso e análise, pelas …

"Se eu encaixar, eu sento-me." Os gatos adoram caixas ilusórias

Qualquer amante de gatos sabe que estes animais têm uma predileção inata por se sentarem em espaços fechados, mesmo que o espaço seja apenas um contorno bidimensional de um quadrado no chão.  Os cientistas analisaram esta …

Jet pack da Marinha britânica. Fuzileiros navais testam macacão Gravity em exercício de embarque

Quem melhor do que as organizações militares para testar e usufruir dos jet packs? A Marinha Real Britânica e os Fuzileiros Navais reais testaram um macacão a jato, desenvolvido pela empresa Gravity Industries. Esta semana, a …

Marés de Júpiter podem ajudar a perceber a história do Sistema Solar

Uma equipa de investigadores detetou uma pequena perturbação gravitacional em Júpiter. A descoberta pode ajudar a investigar o interior do planeta e perceber melhor a história do Sistema Solar. "Se você tentasse mergulhar em Júpiter, nunca …

Em 1925, "O Isolador" prometia bloquear qualquer tipo de distração

Procrastinar foi, é e sempre será um passatempo irresistível. Por isso, nos anos 20, houve quem apresentasse uma solução radical para evitar este problema: "O Isolador". De acordo com o site IFLScience, o chamado "Isolador" foi …

Seca no México revela uma igreja submersa há 40 anos

Uma igreja no estado de Guanajuato, no México, sobrevive entre a água e os peixes, como única testemunha de um povoado inundado por uma barragem há mais de 40 anos. Agora, devido à seca que …

Neymar prolonga contrato com o Paris Saint-Germain até 2025

O avançado internacional brasileiro Neymar renovou contrato com o Paris Saint-Germain até 30 de junho de 2025, informou hoje o tricampeão francês e vice-campeão europeu de futebol. “O Paris Saint-Germain tem o prazer de anunciar que …

Países usaram modelo do queijo suíço para conter a covid-19. Na Índia, alguns "buracos" eram demasiado grandes

A grande maioria dos países adotou a estratégia do queijo suíço para responder à pandemia. Na Índia, os "buracos" eram demasiado grandes em três das camadas mais importantes. Para responder à crise sanitária desencadeada pela covid-19, …

Primeira-ministra da Escócia declara que "haverá maioria pró-independência" no parlamento

A primeira-ministra da Escócia, Nicola Sturgeon, declarou hoje vitória nas eleições regionais, afirmando que "haverá uma maioria pró-independência" no parlamento escocês. Com as projeções a indicarem que o Partido Nacional Escocês (SNP), que lidera, foi o …